Manaus, 19 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Copa com clima frio para manauaras

Por: Rianna Carvalho r.loureiro@jcam.com.br
28 Mai 2018, 17h08

Crédito:Divulgação
Faltando pouco mais de 20 dias para o início da Copa do Mundo de 2018, que ocorrerá na Rússia, a venda de artigos decorativos como bandeiras, buzinas e camisas nas cores verde e amarelo, começam a ser procuradas no centro de Manaus. Comerciantes acreditam que o jeitinho brasileiro, de deixar tudo pra última hora está impactando na venda deste ano.

A Copa do Mundo começa no dia 14 de junho e o gerente da Tropical Multiloja, Jailson Lira, comenta que a procura por artigos decorativos, foi o que deu 'start' ao movimento das vendas. "Os artigos de decoração, como os enfeites pra ruas, começaram a aquecer as vendas no ínicio desta semana. Acredito que quando estivermos mais próximos dos jogos a procura por artigos pessoais irão aumentar", relatou.

Jailson comenta que o espírito esportivo do brasileiro é sempre muito transparente e aparente, principalmente nessa época. "O Brasil é o país do futebol, os brasileiros realmente gostam e vibram nesse período, mas esse ano especificamente o movimento se demonstra meio tardio", comentou o gerente.

Para a empresária Priscila Tupinambá o 7x1 da copa passada está impactando nas vendas de artigos para esse ano. "A copa passada deixou uma lembrança ruim na cabeça do torcedor e talvez esse fato tenha deixado a população meio receosa para o evento deste ano. Tanto que a procura por camisas personalizadas começou nesta semana e tenho modelos prontos desde o ínicio do mês", disse.

Priscila trabalha com a produção de camisas personalizadas e outros acessórios, a empresária conta que está buscando alternativas para vender mais blusas em verde e amarelo. "Comecei a juntar diferentes datas em uma única peça e assim dar opções para os meus clientes. A copa do mundo esbarra em eventos como o Boi em Parintins e a festa junina, então para não perder venda mesclo essas datas e festas em uma camisa só!", comentou a empresária.

É inegável que as expectativas das vendas para esse ano seriam melhores se o desempenho da seleção brasileira na última copa não tivesse sido tão trágico, os comerciantes comentam que apesar do Brasil respirar futebol, esse ano o fator copa ainda não está visível. "Nossa expectativa é que para o início de junho o cenário mude. O clima ainda não está fervoroso em relação ao evento, mas já deu pra sentir um certo movimento e procura, principalmente dos revendedores do interior", disse Jailson.

O presidente da ACA (Associação Comercial do Amazonas), Ataliba Filho, relatou que a expectativa do mercado foi maior que a realidade. "O movimento do comércio não está sendo como o esperado, ele está pequeno. A realidade da população não permite grandes gastos, acreditávamos que a venda de eletroeletrônicos nesse período fosse ser grande, mas não foi", disse.

Ataliba conta que os comerciantes estão fazendo de tudo para vender seus produtos. "Eles estão criando possibilidades e atratividades para reverter o quadro. Ofertas, condições especiais de pagamento, promoções e sorteios. Estão fazendo o possível para vender", comentou o presidente da associação.

Diferencial

Com o intuito de chamar atenção e conquistar clientes para a época dos jogos, a proprietária do Shot Me, Karanna Menezes, aposta na criação de um drink totalmente brasileirinho. "Queremos envolver nossos clientes com o clima da copa, como a especialidade do nosso bar são pequenos drinks, 'shots', criamos e apostamos no brasileirinho, nosso drink do Brasil".

Karanna conta que outras ações estão sendo organizadas já que os jogos ocorrerão pela manhã e pela tarde. "O Shot funciona sempre no período da noite, mas para o período da copa vamos funcionar em outros horários. Estamos estudando a possibilidade de agregar bar e restaurante nos dias em que os jogos serão 11h", relatou.

A proprietária conta que a aposta da casa, o shot brasileirinho, é criação do barman do estabelecimento e conta com uma mistura de bebidas refrescantes e doces. "Conversávamos com o Jhon um certo dia e pensamos em um drink verde e amarelo que pudesse representar o brasil, ele preparou, degustamos a bebida e como ficou maravilhoso, vamos apostar nessa criação", diz Karanna. Com a campanha Galeria na Torcida, a Prefeitura de Manaus entrou definitivamente no clima da Copa do Mundo e ornamentou as galerias populares, Espírito Santo e Remédios, no centro da cidade, e o Shopping Phelippe Daou, na zona Leste. Os locais estão todos decorados de verde e amarelo e prontos para receber seus clientes.

"A decoração temática da Copa já é vista com bons olhos pelos frequentadores do shopping e pelos permissionários também. Apostamos que todo esse clima venha a favorecer as vendas e aumentar o público no local. Além da bonita ornamentação, teremos uma programação toda especial voltada para os frequentadores nos dias de jogos do Brasil", assegurou José Assis, integrante do Conselho Gestor das Galerias Populares e Shopping Phelippe Daou.

No Shopping Phelippe Daou, os arredores do centro comercial também vão receber galhardetes, com destaque para a decoração do local, que terá transmissão dos jogos da Copa na praça de alimentação.

Empolgação do torcedor

A dona de casa, Maria Lima, conta que adora o evento da Copa do Mundo, pois a família inteira se junta para assistir os jogos. "Como minha família tem o costume de se reunir e assistir os jogos todos juntos, estou garantindo minhas bandeiras, chapéus e outros artigos decorativos para enfeitar a minha casa", disse.

Maria comentou que no dia do 7x1, em 2014, a família estava toda reunida na casa dela. "Lembro como se fosse hoje, o clima pesado que ficou lá em casa. Mas estou tentando animar a família, acredito que esse ano o Brasil traz o hexa e estaremos todos juntos pra vibrar com a conquista", disse ela.

Já o comerciante Erivaldo Araújo revela que não dá pra comparar o clima desse ano com o da Copa 2014. "Naquele ano a copa era aqui no Brasil, os sentimentos do povo brasileiro estavam mais fortes.

Respiramos copa do mundo desde o início do ano, hoje tem muita coisa acontecendo no país que deixa o espírito esportivo do torcedor brasileiro de lado", revelou. Apesar do momento atual do país, Erivaldo acredita na seleção montada por Tite, técnico da seleção do Brasil, e aposta no hexacampeonato. "Apesar de tudo o futebol é um momento de distração da população. Eu vou reunir um grupo de amigos em casa, fazer um churrasco e torcer pelo nosso time. O nosso técnico fez boas escolhas e acredito que dessa vez o hexa é nosso", afirmou o comerciante.

A Copa do Mundo é isso, um evento que movimenta os corações e os bolsos dos brasileiros, e mesmo com todos os acontecimentos negativos que o país vem passando nesses últimos dias, o hexa é mais do que esperado. "Eu amo futebol, vibro, xingo, me esgoelo e comemoro cada gol da nossa seleção. Essa copa não vai ser diferente, aqui no bar e em casa vou continuar vibrando", contou Karanna Menezes.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário