Manaus, 18 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Feijoada com gosto de solidariedade

Por: Evaldo Ferreira - eferreira@jcam.com.br
21 Mai 2018, 19h05

Crédito:Walter Mendes
Você já pode agendar uma feijoada para este domingo (27), e por uma excelente causa: ajudar a ONG Laac (Liga Amazonense Contra o Câncer), que prepara mais um momento de confraternização com amigos e colaboradores da causa em Manaus. O evento acontecerá a partir do meio-dia, no Taberna 88, avenida Via Láctea, conjunto Morada do Sol, Aleixo.

"Esta é a '11ª Feijoada Beneficente em Prol da Laac', entidade de cunho filantrópico que auxilia pacientes oncológicos de baixa renda", falou Tammy Cavalcante, diretora de eventos da Lacc. "A feijoada é tradicional, porém, há alguns anos ela deixou de ser realizada por questões logísticas, mas está sendo retomada neste ano, com o suporte dos alunos do curso de Gastronomia da Fametro (Faculdade Metropolitana de Manaus), que ajudarão na produção do cardápio e também na venda de ingressos. Outro importante parceiro é o Taberna 88, que participará cedendo o espaço do restaurante. Além destes, temos o apoio de diversos outros parceiros, que preferem não aparecer. A ONG conta também com as doações da sociedade civil e de algumas instituições privadas, além de voluntários, responsáveis pela manutenção da instituição por todas essas décadas", revelou.

"Todo valor arrecadado na feijoada de domingo será destinado à manutenção dos projetos sociais da entidade, que atende centenas de pacientes, todos os meses, em Manaus", falou o mastologista Jesus Pinheiro, presidente da Laac. "Contamos com o apoio da sociedade para levantar recursos que possam viabilizar o bem- estar de pessoas carentes que lutam contra o câncer. Além de ajudar aos mais necessitados, a Feijoada Beneficente também dará às pessoas a oportunidade de conhecer melhor o trabalho desenvolvido pela Lacc ao longo de mais de 60 anos de atuação no Amazonas", completou.

Até do exterior

"No último levantamento feito pela Lacc, havia pacientes de mais de 20 unidades da federação recebendo algum tipo de auxílio da instituição, alguns mais, outros em menor proporção. Em geral, a maioria das pessoas que recebem algum tipo de auxílio, vêm do interior do Amazonas e da região Norte. Têm até alguns pacientes de outros países", informou Jesus.

Entre os projetos custeados pela ONG, estão o pagamento de aluguéis sociais, de passagens terrestres e fluviais para quem busca tratamento especializado na capital, a distribuição diária de lanches na FCecon (Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas), a doação de cestas básicas sortidas para pacientes em situação de vulnerabilidade, o suporte às ações de prevenção e cuidados paliativos do hospital, entre outros.

No sábado (12), anterior ao Dia das Mães, a Laac organizou o evento 'Bem me quero', e o mesmo foi tema de reportagem da TV Brasil, com abrangência nacional. A atividade reuniu cerca de 100 pessoas, entre pacientes que lutam contra o câncer, familiares, colaboradores e funcionários da ONG, além de diversos parceiros, entre eles, mais uma vez os alunos da Fametro, sendo que do curso de Estética, Magnu's Buffet, Barra Som & Eventos, Fiesta Buffet, Wanilce Pimentel e o empresário Manolo, de Itacoatiara, que mensalmente costuma mandar fardos de alimentos não perecíveis, como feijão, arroz, açúcar, macarrão e óleo, para a instituição.

Os ingressos para a feijoada do dia 27 estão à venda na sede da Lacc (rua Padre Manuel da Nóbrega, Dom Pedro, atrás do colégio La Salle), ao valor de R$ 50 por pessoa, com direito a uma camiseta personalizada do evento. Crianças com até dez anos de idade estão isentas de pagamento. Os ingressos também serão vendidos na hora e local da feijoada.

Mais de seis décadas

A Liga Amazonense Contra o Câncer existe há 63 anos, com o objetivo de combater o câncer em seus mais diversos níveis. A instituição desenvolve, atualmente, diversos projetos sociais e assistenciais em prol do paciente com câncer, garantindo abrigo, alimentação apropriada e os cuidados necessários à permanência de pacientes oncológicos durante todo o período do tratamento na capital amazonense. Foi fundada em 1955 e, somente 60 anos depois, em 2015, inaugurou sua sede própria com 2.058 metros quadrados de área construída, exclusiva para o acolhimento de pessoas de baixa renda em tratamento contra o câncer na rede pública de saúde.

A manutenção das ações se dá através de valores doados pela sociedade, a partir do call center (92-2101-4949 e 2101-4900) e do site da instituição (www.laccam.org.br), utilizando a ferramente PagSeguro. A ONG recebe, ainda, transferências bancárias online pela conta corrente 691017-3, agência 0482-0, Bradesco, CNPJ 044991820001-48. #EscolhaAjudar .

Comentários (0)

Deixe seu Comentário