Manaus, 18 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Expectativas de boas vendas nos shoppings

Por: Antonio Parente - aparente@jcam.com.br
08 Mai 2018, 19h35

Crédito:Walter Mendes
Com o crescimento de 4,3% em vendas nos três primeiros meses de 2018 em comparação com o primeiro trimestre de 2017, o setor de shopping centers vislumbra um segundo semestre positivo. No Amazonas, a sequência de datas comemorativas e as proximidades dos jogos da Copa do Mundo, motivam lojistas a adotarem estratégias para atrair o consumidor. Os números divulgados pela Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Center) apontam também que além da expectativa de retomada do mercado, o otimismo do consumidor vem crescendo pouco a pouco, com a leve recuperação da economia, e o objetivo é crescer entre 5,5% a 6% em 2018.

Para o presidente da Alasc (Associação dos Lojistas do Amazonas Shopping) André Gesta o primeiro trimestre deste ano tem sido o melhor em volume de vendas, comparado ao mesmo período dos dois últimos anos, quando o setor foi bastante prejudicado com a crise política e econômica do país.

"Estamos bem otimistas em relação às vendas. É uma sequência de eventos que vai contribuir para a movimentação do mercado. O mais importante é os lojistas se preparem para as datas e oferecer atrativos para o consumidor. Sentimos muito ainda os efeitos da crise, mas vemos um cenário melhor do que 2016 e 2017 que foram anos difíceis para as vendas", disse.

Gesta afirmou também que o mês de maio é o ponto de partida para alavancar o crescimento e gerar receita, e o período é propício para a comercialização de eletrodomésticos, perfumes, roupas e calçados. Ele ressaltou também que o segmento de restaurantes nas praças de alimentação desempenharam um importante papel de atração, pois muitas pessoas utilizarão o ambiente para comemorar com a família o Dia das Mães.

"Ficamos otimistas por natureza com o Dia das Mães. Os eletroeletrônicos têm um valor agregado maior, assim como as vendas de roupas, perfumes e calçadas. Mas as praças de alimentação sempre movimentaram as vendas nos shoppings, porque muitas famílias comemoram o dia lá", ressaltou.

Os dados da Abrasce, apontaram o Dia da Mães como uma das mais importantes do varejo e a expectativa é que ocorra um crescimento de 6,5% nas vendas, em relação ao mesmo período do ano anterior.

O fluxo de visitantes teve alta de 3,1%, no primeiro trimestre. A desocupação se manteve estável, em 5,3%, saudável para os padrões do setor que está entre as três menores do mundo. A alta das vendas e do fluxo de visitantes, no trimestre, refletem na queda de 4,1% da inadimplência, outro fator que reforça o contínuo avanço do setor de shopping centers no Brasil.

Promoções

Segundo Gesta, o Amazonas Shopping tem adotado parcerias junto com os lojistas para criar atrativos para o consumidor. "No Amazonas Shopping temos um conjunto de campanhas para movimentar o mercado. Temos por exemplo a promoção que a cada R$ 400 em compras a pessoa pode adquirir um ingresso do show do Zezé di Camargo e Luciano. Cada segmento tem buscado ferramentas, hoje não podemos mais ficar esperando o consumidor, temos que atraí-lo oferecendo aquilo que ele procura", destacou.

Para o economista da Fecomércio-AM (Federação de Comércio do Amazonas) José Fernandes, esse crescimento nas vendas dos shoppings é reflexo da inflação abaixo da meta, quedas dos juros e uma oferta maior de crédito para o consumidor. "É importante frisar que esse crescimento resulta da própria economia do país com a inflação baixa e uma maior oferta de crédito para o consumidor. Isso demonstra uma variação muito positiva. E nas próximas datas comemorativas como Dia dos Namorados, das Crianças e o Black Friday, a tendência é as vendas melhorarem cada vez mais", explicou.

Fernandes afirmou também que a Copa do Mundo representa um papel fundamental para a movimentação do setor, pois motiva o consumidor a investir em novos televisores para prestigiar os jogos. E ressaltou que as promoções ainda são as melhores estratégias para alavancar as vendas, o que a torna o melhor indicador para verificar a melhoria da economia.

"Isso dá´uma injeção de ânimo e o ganho do salário é real. Embora o crescimento seja modesto, ele é sustentável, porque melhora a confiança do consumidor e dos empresários.

As melhores estratégias estão relacionadas a grandes promoções do tipo 'compre uma e leve duas', 'compre em maio e pague em setembro'. Isso atrai muito o consumidor e dinamiza o comércio. O melhor indicador para verificar a melhoria da economia são as vendas no comércio", disse.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário