Manaus, 13 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Embrapa Amazônia Ocidental lança o aplicativo Nutrisolo

Por: Da Redação com informações da assessoria
17 Abr 2018, 17h10

Crédito:Divulgação/Assessoria
A Embrapa Amazônia Ocidental lançou nesta terça-feira (17/04) o aplicativo para dispositivos móveis Nutrisolo, uma ferramenta que ajuda técnicos agrícolas e produtores a calcular a necessidade de adubação e calagem do solo. Desenvolvido para sistemas Android, essa primeira versão do aplicativo traz recomendações de adubação para as culturas de abacaxi, citros, banana e mandioca no estado do Amazonas, realizando cálculos a partir dos resultados de análises químicas dos solos. A solenidade de lançamento foi realizada no auditório da Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror), e contou com a participação de profissionais ligados ao setor primário e produtores rurais. O aplicativo foi desenvolvido por analistas e pesquisadores da Embrapa Amazônia Ocidental, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e está disponível para download gratuito no Google Play.

Para o Chefe-geral da Embrapa Amazônia Ocidental, Celso Paulo de Azevedo, o aplicativo é uma ferramenta que visa ajudar técnicos e produtores na tomada de decisões quanto à nutrição do solo para essas culturas. Segundo ele, a participação dos técnicos de extensão rural, que no estado do Amazonas é realizada pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam), vai ser fundamental para a utilização correta do Nutrisolo. "A parceria com o Idam foi importante para a validação da tecnologia e continuará sendo na disseminação e no uso da ferramenta", ressaltou o dirigente. Já o Secretário executivo da Sepror, Alexandre Henrique Araújo salientou que o aplicativo representa um diferencial para produtores e técnicos, pois vai possibilitar mais agilidade e precisão para saber a quantidade de nutrientes necessária para a correção dos solos para essas culturas agrícolas.



O presidente da Federação da Agricultura do Estado do Amazonas (Faea), Muni Lourenço Silva Júnior, ressaltou que o lançamento do aplicativo traz modernidade para o setor agropecuário do estado. "Para mim é um momento histórico, pois a tecnologia propicia um impulso para a melhoria da produção de quatro culturas extremamente importantes para o Amazonas", disse. Quem também esteve presente no evento do lançamento, foi o diretor presidente da Fapeam, Edson Barcelos, que na solenidade disse que uma das orientações do governo do estado em relação à agência é dar mais apoio para pesquisas voltadas para o setor primário. A Fapeam contribuiu para o desenvolvimento do aplicativo com a concessão de bolsas de iniciação científica.

O funcionamento do aplicativo foi explicado pelo analista da Embrapa Marcos Filipe Salame, que coordenou a equipe responsável pelo desenvolvimento do Nutrisolo. Segundo ele, no desenvolvimento da tecnologia, foram realizadas diversas entrevistas com pesquisadores que trabalham com as culturas abrangidas e utilizada base de dados fornecida pelo Laboratório de Análise de Solos e Plantas da Embrapa Amazônia Ocidental para testes e ajustes. Salame ressaltou que o aplicativo gera recomendações da necessidade da aplicação de calcário e de nutrientes em cova e em adubação de cobertura, seguindo parâmetros já avaliados pela pesquisa. Além disso, o Nutrisolo faz recomendações de boas práticas de extração de amostragem de solo, a frequência com que o produtor deve fazer essa amostragem e espaçamentos entre as plantas. O software também auxilia na escolha da área do plantio e conta com conversor de unidades métricas. Para facilitar o acesso, a base de dados do aplicativo pode ser acessada offline, quando não existe necessidade de conexão com a internet.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário