Manaus, 19 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Petrobras lança seleção 2018 de projetos sócioambientais

Por: Hellen Miranda - hmiranda@jcam.com.br
12 Abr 2018, 19h38

Crédito:Walter Mendes
Com orçamento de até R$ 180 milhões, a Petrobras lançou a seleção pública de Projetos Sociais e Ambientais do Programa Petrobras Socioambiental - Edição 2018, que contempla seis linhas de atuação em âmbito nacional. O investimento será destinado à implantação dos projetos em todas as regiões do país, com valores que, individualmente, estejam orçados entre R$ 500 mil e R$ 6 milhões.

Segundo a estatal, o programa contribui para a conservação ambiental e para melhoria das condições de vida das comunidades onde possuem operações da Petrobras no seu entorno, entre elas o Amazonas. A gerente de Programas Ambientais da Petrobras, Gislaine Garbelini destacou a relevância do Estado bem como ações já incentivadas, que promovem o desenvolvimento regional. "Historicamente a região é muito importante para os trabalhos da Petrobras, -como a província petrolífera de Urucu -onde já recebemos várias propostas de cunho social e ambiental, com foco educacional e sustentável. É o caso, do projeto 'Mamíferos Aquáticos da Amazônia' da Ampa (Associação Amigos do Peixe-boi), que tem o nosso patrocínio. Nesta edição, esperamos receber mais projetos em diversas linhas de atuação", disse.

Inclusive, as três primeiras linhas de atuação do programa (Biodiversidade; Florestas; Clima e Água) tem como objetivo financiar projetos sociais com promoção de ações para a proteção e recuperação a da biodiversidade nos ecossistemas, bem como conservação, recuperação e uso sustentável de formações vegetais dos biomas. Além da promoção do acesso e sustentabilidade do uso da água.

Já as outras linhas de atuação do programa são vinculadas a questão cidadã, abrangendo os temas da Educação; Direito da criança e do Adolescente e o Esporte. A intenção é fomentar projetos com promoção do desenvolvimento humano e proteção integral. "Parte da política de responsabilidade da Petrobrás é investir em preservação ambiental relevantes para a indústria de óleo e gás e, inclusão das comunidades, por isso os projetos precisam integrar esses dois cenários. Por exemplo, em relação a conservação na Amazônia é preciso levar em consideração os povos tradicionais da região. Dessa forma, os projetos ficam mais amplos e garantem o desenvolvimento local", ressaltou Gislaine Garbelini. A gerente destacou ainda a transparência e o aspecto democrático do processo seletivo. "Ao todo, os projetos passarão por quatro etapas após a inscrição no site: apresentação de documento, triagem técnica, comissão de seleção e de um Conselho Deliberativo. Os projetos são avaliados por profissionais, que selecionam as melhores propostas", finalizou. A meta desta edição é aprovar 100 projetos.

Inscrições

As inscrições estão abertas até o dia 4 de maio e devem ser realizadas exclusivamente pelo site (www.petrobras.com.br/socioambiental). Serão aceitos projetos apresentados por entidades privadas sem fins lucrativos de todo o Brasil. O resultado da seleção está previsto para ser divulgado em novembro deste ano.

Saiba mais

Segundo a Petrobras, o Programa Petrobras Ambiental criado em 2003, atualmente patrocina cerca de 100 projetos, tendo alcançado dezenas de bacias e ecossistemas em seis biomas brasileiros, sendo eles Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, Pantanal, Pampa Sulino, além de ambientes marinhos e costeiros.

Suas ações já envolveram diretamente mais de 4 milhões de pessoas, além de mais de 1.500 parcerias, 1.910 publicações, 8.895 cursos e palestras e o estudo de mais de 8 mil espécies nativas.
Já o Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania, criado em 2007 em continuidade ao Programa Petrobras Fome Zero, mantém cerca de 375 projetos patrocinados em todo o país. Suas ações já envolveram diretamente cerca de 18 milhões de pessoas.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário