Manaus, 12 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Assaí inaugura nova unidade em Manaus

Por: Evaldo Ferreira - eferreira@jcam.com.br
05 Abr 2018, 19h20

Crédito:Walter Mendes
Os manauaras poderão contar, a partir de hoje, com a segunda unidade do Assaí Atacadista, uma das maiores redes de atacado do país. A loja está localizada na avenida Efigênio Salles, 2045 (próximo à Bola do Coroado), e possui 5,5 mil m² de área de vendas, 286 vagas de estacionamento e 28 caixas. O investimento foi da ordem de R$ 53 milhões e a operação da nova loja gerou aproximadamente 590 vagas de empregos diretos e indiretos.

"A inauguração da nossa primeira loja em Manaus, em junho de 2016, registrou também a chegada do Assaí à região Norte, um marco para o plano de expansão da rede. Agora, com um conhecimento mais apurado do Norte, do Amazonas e de sua capital, tivemos a oportunidade de instalar a nossa segunda unidade em uma região estratégica e de fácil acesso, ampliando o acesso da população aos diferenciais e excelentes preços do Assaí. Essa inauguração traz uma expectativa muito positiva e reforça a importância da região para a empresa", explicou Belmiro Gomes, presidente do Assaí Atacadista.

Economia de 15% a 20%

Para atender as necessidades de todos os clientes que têm acesso às lojas, o Assaí oferece um diferencial: a política de dois preços, ou seja, o cliente não precisa comprar uma caixa fechada de um produto para conseguir valores mais competitivos. A partir de pequenas quantidades já é possível pagar o valor de atacado -essa informação está disponível nas etiquetas dos produtos expostos na área de vendas. Além disso, a economia em uma compra realizada no Assaí pode ser de 15% a 20%, de acordo com dados da Nielsen, na comparação com o varejo tradicional. O Assaí oferece mais de sete mil produtos entre itens de mercearia, alimentos, perecíveis, embalagens, bazar, higiene, bebidas e limpeza.
A loja atenderá pequenos e médios comerciantes, transformadores (donos de lanchonetes, restaurantes, pizzarias), além dos consumidores finais. "Manaus é o principal centro econômico e financeiro da região Norte e a localização da loja atenderá a demanda dos pequenos e médios comerciantes e empreendedores locais, bem como dos consumidores finais que buscam a economia do formato de atacado. A região onde a nova loja está inserida é bastante verticalizada, com condomínios residenciais e comerciais, além de possuir um comércio característico, com uma grande concentração de bares, restaurantes e shoppings centers. Deste modo, nossos principais públicos-alvos passam a ter mais uma alternativa para realizar suas compras", complementou.

Crescimento e economia

O Assaí é um dos principais atacadistas do país e tem registrado um crescimento significativo nos últimos anos, o que pode ser explicado a partir de alguns fatores. Um deles é a assertividade do negócio e a adequação aos diversos públicos que frequentam as lojas, sejam eles consumidores finais em busca de economia ou empreendedores que buscam preço baixo para fazer girar o seu negócio de forma viável.
Além disso, o momento econômico desafiador que o país vive nos últimos dois anos também colaborou para que as pessoas buscassem formas alternativas para economizar e encontraram no atacado uma opção que vale a pena. Dados da Nielsen, mostram que aproximadamente dez milhões de famílias migraram dos supermercados e hipermercados para fazer suas compras de abastecimento nas lojas de atacado atraídos principalmente pelo preço. "Soma-se a esse cenário a aceleração da expansão do segmento. Com o crescimento e a abertura de novas lojas atacadistas, regiões e cidades que antes não tinham essas lojas nos arredores, passam a conhecer o segmento e optar por realizar suas compras nesse canal. Desta forma, o atacado chega a novos lugares, atraindo novos públicos e se popularizando", analisou.

Remodelação das lojas

Nos últimos cinco anos, observa-se nas lojas de atacado um crescente movimento dos consumidores finais, atraídos pelos preços baixos, e esse comportamento foi confirmado por pesquisa realizada pelo Data Popular em parceria com o Assaí, com aproximadamente dez mil clientes em todas as regiões do país, em 2016. A principal constatação da pesquisa é a confirmação de um movimento efetivo de consumidores finais para essas lojas, em busca de economia diante de uma situação econômica mais desafiadora. Cerca de 56% dos entrevistados afirmam ter passado a fazer compras no segmento por conta da crise e, destes, 98% dizem que pretendem continuar comprando quando a situação melhorar.
Além disso, o segmento também vem passando por uma remodelação de suas lojas. Desde 2012 o Assaí vem realizando uma reestruturação.

A estratégia tem como principal objetivo oferecer condições de maior rentabilidade, otimização do capital de giro e o melhor mix de produtos de acordo com o perfil dos clientes.

Uma das mudanças mais percebidas no novo formato é o aumento da área de estocagem na loja, com a elevação do pé direito e metragem das unidades fazendo com que os produtos possam ser armazenados no ponto de venda ao mesmo tempo em que facilita a operação de reposição e giro dos estoques. A estrutura física das lojas ficou mais clara, com fachadas de vidro que permitem a entrada de luz natural, amplas e confortáveis, com ar-condicionado e estacionamento coberto.

"Essas adequações fazem toda a diferença para o cliente, principalmente para esse público que passou a conhecer o atacado nos últimos dois anos. Uma loja confortável e de fácil circulação, colabora para tornar o momento da compra mais agradável e fideliza o cliente que está pela primeira vez em uma das nossas lojas", finalizou.

Por dentro

O Assaí Atacadista possui 128 unidades em 18 Estados do país. Negócio de atacado do GPA, a rede opera com o formato Cash&Carry, conhecido como atacado de autosserviço, e está em plena expansão. Em 2017, a rede inaugurou 20 novas unidades no Brasil e fechou o ano com vendas brutas de R$ 20,1 bilhões, expansão de 28% em relação ao ano anterior.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário