Manaus, 18 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Linhas de ônibus só aceitarão o pagamento através do cartão PassaFácil

Por: Da Redação com informações da assessoria
05 Abr 2018, 19h02

Crédito:Divulgação
O Sindicato de Transporte de Passageiros do Estados do Amazonas (Sinetram) informou hoje, 5, que iniciará na próxima segunda-feira, 9, a transição do pagamento em cartão PassaFácil nas catracas de ônibus. Segundo o sindicato, inicialmente, cinco linhas vão extinguir o recebimento da passagem em dinheiro, como a 037, 050, 056, 081 e 084.

A medida atende à Indicação 014/2017, do deputado federal Professor Gedeão Amorim (MDB), que elaborou a proposta quando era vereador da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Denominado de programa "Ônibus Seguro", a ação retira o pagamento em espécie dos coletivos com o objetivo de reduzir o índice de assaltos. A proposta de Gedeão foi aprovada no plenário da CMM, por unanimidade, no ano passado, e encaminhada à Prefeitura de Manaus, que encaminhou o procedimento ao Sinetram.

Segundo o autor da indicação, a proposta foi baseada nos programas implantados em outras partes do Brasil. Nesses locais, como a cidade de Campo Grande (MS), foi constatado a redução de até 80% dos assaltos nos ônibus. Ele acredita que, em Manaus, os resultados deverão ser semelhantes e espera que a mudança traga segurança e mais conforto para o cidadão, que não irá mais precisar ficar contando dinheiro para pagar a passagem.

"A maior motivação da nossa proposta é a redução de assaltos em coletivos. Hoje temos uma média de 10 ônibus assaltados por dia na capital. Estudos da Polícia já mostraram que o principal atrativo dos criminosos é a renda arrecadada nas viagens dos ônibus", afirma Gedeão.

Cobradores

Gedeão Amorim afirma que a sua proposta mantém o emprego dos cobradores do sistema de transporte coletivo. Seguindo o exemplo de outros Estados, que acabaram com a aceitação de dinheiro nas catracas de coletivo, o parlamentar alega que a função será remanejada para outros setores ou em alguns casos mantidas.

"Não abriremos mão desses trabalhadores, o cobrador pode continuar exercendo a função na catraca, como fiscal do sistema e servindo de apoio para o motorista. Além disso, o aumento de postos de venda e recarga dos cartões exigirá pessoal qualificado na função, como os cobradores" reitera o deputado federal.

Postos exclusivos

A proposta, encaminhada pela CMM, também prevê que os postos de atendimento aos passageiros para a compra de créditos do cartão Passa Fácil sejam ampliados de 180 para um número que atenda os passageiros da melhor forma possível. Durante o processo de implantação para não prejudicar os usuários.

Gedeão Amorim sugeriu, ainda, a melhoria do sistema de compra de créditos pela internet, que apesar de já existir ainda não atende a demanda. "O ideal seria que houvesse, também, um aplicativo de fácil acesso para o passageiro ter acesso à compra dos créditos do cartão", disse Amorim.

Assaltos em números

Até o fim de fevereiro, o Sinetram divulgou que mais de 270 assaltos a ônibus foram feitos somente neste ano.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário