Manaus, 19 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Varejo no AM é o segundo em crescimento

Por: Jefter Guerra - jguerra@jcam.com.br
27 Mar 2018, 19h04

Crédito:Divulgação
O Amazonas é o segundo Estado brasileiro que mais cresce em vendas. A afirmação foi feita pelo chefe da Divisão Econômica da CNC (Confederação Nacional do Comércio), Fábio Bentes na manhã de ontem (27) na sede da Fecomércio-AM (Federação do Comércio do Estado do Amazonas), ao falar sobre a atual conjuntura das pesquisas referentes ao Icec (Índice de Confiança do Empresário do Comércio) e à SDCVM (Sondagem Conjuntural do Comércio Varejista de Manaus).

De um modo abrangente, Bentes disse ainda que o processo de recuperação do comércio varejista do Brasil já começou. "Passamos por um período muito negativo durante a crise econômica, quando o varejo perdeu 20% do que costumava vender mensalmente em 2015 e 2016, principalmente. Já em 2017, podemos perceber o início de reação do varejo nacional, em que as vendas cresceram 4%", lembra.
Para 2018, a expectativa do economista é de que as vendas nacionais venham a crescer 5%. "Alguns destaques estaduais já chamam a atenção, como no caso do Amazonas, que é o segundo Estado do Brasil em que se registra crescimento de vendas. O Amazonas larga na frente no processo de recuperação econômica em relação a maioria dos demais outros Estados", revelou.

O economista afirma ainda que os setores que mais crescem no país são os que dependem do crédito. "Em 2017 vimos que o segmento de vestuário se destacou, seguido de móveis, materiais de construção e eletrodomésticos, com este último crescendo mais de 7%", salientou.

Já em 2018, Bentes aponta que o setor industrial, que também depende do crédito, começa a reagir de forma mais forte, principalmente no segmento automotivo. "Não só porque depende do crédito, mas pela confiança mais elevada do consumidor. Mesmo com o desemprego ainda avançando, a tendência é que a confiança do consumidor cresça, principalmente com a taxa de juros em baixa. Tudo isso cria condições para que o comércio automotivo acabe em um processo de recuperação", disse.

Pesquisa Fecomércio-AM

Para o economista da Fecomércio-AM, José Fernandes, o crescimento nas vendas do comércio varejista de Manaus pode ser observada na última pesquisa da federação que registrou alguns setores da economia local que apresentaram variação positiva. "Por exemplo, no emprego, a pesquisa apontou um crescimento em torno de 0,20% em janeiro deste ano, em relação a dezembro, do ano passado. Isso é muito bom, porque janeiro já é caracterizado com o período de baixas vendas e dezembro é melhor sazonalidade do ano para o comércio, onde há um faturamento muito alto. Isso mostra claramente que a economia do nosso Estado está se recuperando lentamente", finalizou.

A oportunidade para a sociedade amazonense ver em números a recuperação da economia brasileira, o impacto na indústria e a perspectiva para os próximos meses, é importantíssimo, disse o presidente da Fecomércio-AM, José Roberto Tadros. "Acredito que foi um encontro profícuo no que tange à análise do cenário econômico atual e o posicionamento do empresariado nesse período pós-retração, pois como sabemos, a economia se move olhando o futuro", afirmou.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário