Manaus, 23 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

PIM ainda é referência de mercado

Por: Hellen Miranda - hmiranda@jcam.com.br
28 Fev 2018, 19h07

Crédito:Divulgação
Marcando o início das atividades do Codam (Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas) em 2018, a primeira reunião ordinária do Conselho aprovou 26 projetos industriais que deverão ser implementados no PIM (Polo Industrial de Manaus) nos próximos três anos. Juntos, os projetos aprovados somam US$ 823 milhões com previsão de no pleno funcionamento gerar 477 novas vagas no mercado de trabalho. A pauta diversificada inclui projetos industriais que vão da produção de café torrado, motocicletas e medicamentos até a lâmpadas LED.

Para o secretário de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), João Orestes Schneider, os projetos apreciados e aprovados pelo Conselho apontam que o parque industrial continua sendo referência de mercado. "Eles são indicadores importante da estabilidade que o Estado oferece para a atração de novos investimentos no setor industrial", afirma.

Schneider reforça que a continuidade do ritmo de entrada de novos investimentos na região é de fundamental importância, já que segundo ele, sinaliza que o Amazonas se mantém como destino seguro e vantajoso para as empresas, entre outras razões, por ser o único com segurança jurídica. "Mas também é importante buscar alternativas que possibilitem ao Amazonas um novo salto da economia. A agricultura e a mineração são apostas seguras e de grande potencial", pondera.

Schneider ainda acrescenta que, o Estado tem potencial já reconhecido no setor mineral com potássio, gás e bauxita. "A intenção é buscar investidores para melhor aproveitamento desses recursos", adiantou o secretário.

Projetos de destaque

Dentre os projetos aprovados na 172ª reunião, o Codam destaca o projeto da Três Corações Alimentos para a fabricação de café torrado e moído com recursos de R$ 97 milhões. Outro que chamou atenção é o da Cal-Comp, que apresentou projeto para a fabricação de máquinas de registro de vendas no comércio com investimentos de R$ 54 milhões. Também em destaque está a marca LG Eletronic, que pretende entrar no mercado de produção de venda de caixa acústica de áudio digital com conexão sem fio com projeto no valor de R$ 1 milhão.

Totalizando investimentos na casa dos R$ 140 milhões com geração de 62 novos empregos, no período de até três anos, a Qualitech, a Flex Importação e Exportação e a Rimo Entertainment vão submeter à apreciação dos conselheiros propostas para a fabricação de lâmpadas LED.

Durante o ano passado, o Conselho de Desenvolvimento do Amazonas aprovou a instalação de 186 projetos industriais que somaram investimentos de R$ 7,2 bilhões e a criação de aproximadamente 9,5 mil postos de trabalho.

Refis para empresas

Outro tema debatido durante a 172ª reunião do Codam, foi a possível implementação do Programa de Refis (Recuperação Fiscal) para regularizar a situação de empresas inadimplentes. No entanto, a efetivação do programa pelo governo do Amazonas ainda este ano, só deve ocorrer caso não haja restrições impostas pela legislação eleitoral, alerta o titular da Sefaz/AM (Secretaria de Estado de Fazenda), Alfredo Paes.

Segundo ele, atualmente mais de 100 empresas no Estado não podem usufruir de incentivos porque estão inadimplentes. "Diante disso, o governador Amazonino Mendes, determinou que a Sefaz/AM realizasse um Refis. E no final do ano passado, nós conseguimos autorização do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) para fazer um Refis abrangente que contemplasse os débitos com os impostos estaduais como ICMS, ITBI e IPVA, além dos fundos. Isso dará um novo fôlego para as empresas, consolidando suas atividades e gerando novos empregos", destaca Alfredo Paes.

O prazo para o Refis entrar em vigor ainda não está definido porque a Secretaria pretende realizar consulta junto aos órgãos competentes para verificar se a legislação eleitoral permite a realização do programa em ano eleitoral. Vale lembrar que em 2018, acontecem no Brasil as eleições para eleger os cargos de presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais.

CAS analisa pauta de US$ 141 mi

Agendada para hoje, a 282ª Reunião Ordinária do CAS (Conselho de Administração da Suframa), comemorativa aos 51 aniversários da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), irá deliberar sobre 36 projetos industriais e de serviços, sendo quatro de implantação e 32 de ampliação, atualização e diversificação, que somam US$ 141.18 milhões em investimentos totais e US$ 38.21 milhões em investimentos fixos. A estimativa é de geração de 835 empregos diretos ao longo de três anos de implementação.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário