Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

"Somos a cervejaria mais eficiente no consumo de água"

Por: Evaldo Ferreira - eferreira@jcam.com.br
21 Fev 2018, 18h55

Crédito:Divulgação
Economia de água numa residência é fundamental, imagine, então, numa empresa como a Ambev, que utiliza diariamente litros e mais litros de água no processo de industrialização de suas cervejas. Foi preocupada com esse consumo que a empresa criou o SAVEh (Sistema de Auto Avaliação de Eficiência Hídrica), em parceria com a Fundação Anvina, tendo como objetivo principal auxiliar pequenas e médias empresas que utilizam água no seu processo produtivo a reduzir o consumo do líquido. Para falar um pouco mais sobre o assunto, o Jornal do Commercio entrevistou Filipe Barolo, gerente de Sustentabilidade da Cervejaria, e ele explicou tanto o processo de consumo de água pela empresa, quanto a importância do SAVEh.

Jornal do Commercio - A partir de quando a Ambev percebeu que deveria se preocupar com o uso da água na produção de suas cervejas?

Filipe Barolo - A principal causa ambiental da Cervejaria Ambev é a água. Afinal, ela representa mais de 90% da cerveja. Na nossa cervejaria não entendemos a preocupação com a água como um projeto e sim como rotina de nossos funcionários, cervejeiros. Por aqui somos donos, e donos assumem responsabilidades que tocam a disponibilidade hídrica, por exemplo. Esse sistema de gestão é suportado no tema água por funcionários de ponta e contamos com um geólogo dedicado ao tema em nossos centros de engenharia. Buscamos a excelência e por isso traçamos padrões, boas práticas e metas para serem atingidas através de muita inovação e tecnologia. Pensando para dentro dos nossos muros, nos últimos 14 anos, reduzimos em 40% o nosso índice de consumo no processo produtivo e hoje somos a cervejaria mais eficiente no consumo de água no mundo. Para dar um exemplo, todas as operações de limpeza nas cervejarias são efetuadas com tempo e volume de água predeterminados. Outro procedimento simples, mas que faz diferença, é o reúso da água utilizada na limpeza. Após a lavagem de garrafas, por exemplo, reutilizamos a água para higienizar as caixas. Fazemos parte do grupo de empresas que integram o CEO Water Mandate, rede global de líderes que buscam soluções eficientes para o problema de escassez de água e da falta de saneamento em todo o mundo. Pensando para fora dos nossos muros, temos projetos que visam recuperar e preservar importantes bacias hidrográficas no país em parceria com ONGs como a TNC (The Nature Conservancy) e WWF. E não paramos por aí, somos a principal patrocinadora do Coalizão Cidades pela Água, que atua em 243 municípios incorporando a gestão de recursos hídricos à preservação de rios e nascentes. Por fim, e tão importante quanto, lançamos a AMA. Ela é a tradução do nosso primeiro princípio da cultura, 'Unir as Pessoas Por Um Mundo melhor'. Ao comprar essa água, 100% do lucro dela é revertido para comunidades sem acesso a água no semiárido brasileiro. O mais interessante é que conseguimos mobilizar toda a nossa cervejaria em prol desta água, colocando o projeto em pé em apenas cinco meses.

JC - Por que se consomem três litros de água para um litro de cerveja envasada?

FB - Essa conta engloba toda a água necessária na produção da cerveja. A água utilizada em nossas cervejarias pode ser dividida em duas frentes: produto e serviços. Pensando em produto, a preocupação é com a qualidade da água utilizada, pois é nossa principal matéria-prima. Já do lado da água de serviços, nosso foco é a reutilização. Temos cada vez mais espaço para economizar e reduzir o consumo. Por exemplo, tínhamos como meta, até 2017, reduzir para 3,2 litros de água o volume necessário para envasar 1 litro de bebida. Esta meta foi atingida e superada. Hoje usamos 3,04 litros de água para cada litro de bebida. Para chegar a esse nível de redução, contamos com o nosso sistema de gestão, padronizamos processos, controles e boas práticas para aumentar a eficiência usando o mínimo de água possível.

JC - Quem teve a ideia de criar a plataforma SAVEh, e quando ela foi criada?

FB - O SAVEh foi idealizado pela Cervejaria Ambev junto com a Fundação Avina (ONG latino-americana, com mais de 20 anos de atuação em trabalhos de forma coletiva para a sustentabilidade e justiça social) no fim de 2016 e tem como objetivo principal auxiliar pequenas e médias empresas que utilizam água no seu processo produtivo a reduzir o consumo de água. Dessa forma queremos contribuir para aumentar a segurança hídrica do país. O que é bacana é começar dentro de casa, fazendo uma gestão responsável e eficiente dos recursos hídricos e depois fornecer o nosso conhecimento, mais boas práticas para essas empresas que também se preocupam com a água. O SAVEh foi mais uma iniciativa pensada para fora dos nossos muros. Água é um tema cada vez mais desafiador e, por isso, demanda soluções colaborativas.

JC - Essa plataforma tem sofrido mudanças ao longo das mudanças tecnológicas e ambientais no planeta?

FB - Como o SAVEh foi lançado no final de 2016, ainda permanece atualizado em seu Diagnóstico e Plano de Ação (plataformas do sistema) com as tecnologias atuais. Uma versão 2.0 está sendo preparada, em sua maneira de operar, pois a inteligência do sistema segue atual em eficiência hídrica.
JC - Toda indústria utiliza água, então, o ideal é que todas se cadastrem na plataforma e passem a seguir seu plano de ação. Quantas estão cadastradas, hoje, e quais as previsões para ainda este ano e os próximos?

FB - Atualmente, 105 empresas estão cadastradas na plataforma. O setor industrial é o mais representativo, com mais de 40% dos cadastros vindos desse setor. Para 2018, a expectativa é de que o cadastro de empresas continue aumentando e chegue a 50% de crescimento, com focos regionais, com a parceria e o apoio de associações industriais estaduais. As indústrias representam cerca de 15% da demanda de água no Brasil.

Como matéria-prima, a água na geracão de vapor, em sistemas de refrigeracão, limpeza de áreas ou ainda em instalacões sanitárias, é um insumo fundamental. Adotar uma estratégia sistemática de gestão de água pode resultar em economia de 30%, caso nenhuma medida de eficiência tenha sido implementada anteriormente.

JC - O SAVEh seria a plataforma mais avançada, no momento, em se tratando de economia de água nas indústrias?

FB - O SAVEh tem dois grandes diferenciais: 1. A plataforma está aberta para qualquer empresa que tiver interesse em adotar uma ferramenta de gestão hídrica; 2. É online e gratuita. Mas cabe dizer que a plataforma é especialmente indicada para empresas pequenas e de médio porte que utilizam a água no seu processo produtivo e buscam uma gestão hídrica mais eficiente.

JC - Fale sobre o Fundo Desafio SAVEh e o Prêmio SAVEh 2017.

FB - No ano passado, junto com a Fundação Avina, convidamos micros, pequenas e médias empresas a se inscreverem para o Fundo Desafio SAVEh e para o Prêmio SAVEh 2017 como forma de incentivo ao planejamento hídrico e à adoção de medidas de eficiência e redução de consumo de água. Recebemos inscrições até dezembro de 2017 e iremos anunciar as vencedoras no 8° Fórum Mundial da Água. O Fundo Desafio SAVEh reconhecerá empresas que alcançarem a implementação de 80% das ações planejadas para 2017 na plataforma e que apresentarem as melhores ações de gestão da água para 2018. Já o Prêmio SAVEh 2017 premiará cinco empresas com boas práticas em melhoria de eficiência hídrica inspiradas pela utilização da plataforma SAVEh. Vídeos das boas práticas estão sendo produzidos e serão exibidos na oportunidade da premiação.

Comentários (2)

  • luis23/02/2018

    gastam 4 litros (sim são 4 e até mais se levar todos os processos em conta) de àgua pra 1 litro de cerveja. ou seja, 4 litrões de cerveja poderiam mudar um dia de uma familia.

  • Hercília Barolo22/02/2018

    Que orgulho parabéns sucesso sempre

Deixe seu Comentário