Manaus, 22 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

O maior espetáculo de Manaus

Por: Evaldo Ferreira - eferreira@jcam.com.br
09 Fev 2018, 19h56

Crédito:Walter Mendes
Acontece neste sábado (10), com início às 20h e término às 6h30 de amanhã, o maior e o mais prolongado espetáculo que os manauaras podem ver durante o período de Carnaval: o desfile das oito escolas de samba do Grupo Especial. Os desfiles começaram ontem com as 18 escolas dos Grupos de Acesso A, B e C, mas é na noite de hoje que os torcedores enchem as arquibancadas e os espaços do sambódromo para torcer e vibrar pelas escolas dos seus bairros.

Nova Cidade

A primeira escola a desfilar, às 20h, será a Sem Compromisso, trazendo o enredo 'Dona Zuzu, pérola dos orixás, convida: oi ai-á vem ver, oi ai-á vem cá! Vem ver festança bonita no largo do Boulevard'. Fundada em 1978 como bloco carnavalesco, o nome inicial da Sem Compromisso seria Unidos da Comendador (porque seus ensaios eram na rua Comendador Clementino), mas logo no primeiro ano de desfile acabou batizada com o nome atual. Sua quadra fica localizada na avenida Margarita, no bairro Nova Cidade. Cores: amarelo e preto. Símbolo: Tucano. Ano passado a Sem Compromisso ficou em oitavo lugar na classificação do desfile.

Cachoeirinha

Às 21h20 entra na passarela do samba a Andanças de Ciganos, apresentando o enredo 'Em minhas andanças encontrei a cachaça que sempre sonhei'. A escola foi criada na década de 1970, ainda como bloco, e desde o início tinha um perfil universitário e familiar, com a proposta de realizar enredos politicamente engajados. Possui uma torcida numerosa, especialmente em seu bairro de origem, a Cachoeirinha. Cores: azul, vermelho e branco. Símbolo: Cigano. Ano passado a Andanças de Ciganos ficou em sexto lugar na classificação do desfile.

Aparecida

Às 22h40 a Mocidade Independente de Aparecida pisa na passarela do samba, mostrando o enredo 'Os maués: origem da vida, destino humano, trinta anos depois'. O mesmo enredo foi desenvolvido em 1988. A Aparecida é a escola que detém o maior número de títulos no Carnaval de Manaus, com 21 conquistas. Sua quadra localiza-se à rua Ramos Ferreira, bem próximo à ponte que liga o bairro de Aparecida ao São Raimundo. A agremiação é carinhosamente apelidada de 'Pareca'. Seu nome e suas cores (verde e branco) são inspirados na Mocidade Independente de Padre Miguel, do Rio de Janeiro. Símbolo: Papagaio. Ano passado a Aparecida ficou em quarto lugar e, acostumada aos títulos, não gostou nem um pouco do resultado.

São José - zona Leste

Exatamente à meia-noite a representante de toda uma zona da cidade, A Grande Família, dá início ao seu desfile defendendo o enredo 'Colômbia, a esmeralda das Américas'. Jorge Walter Barroso, o Jorginho, parou para trocar o pneu do carro que havia furado, próximo a um antigo bar e bloco da Praça 14 de Janeiro, o Jaqueirão. Depois de algumas conversas com o pessoal do Jaqueirão, Jorginho resolveu levar o samba para a zona Leste, lugar até então, carente de sambistas, e fundou A Grande Família, em 19 de março de 1986, no bairro do São José. Cores: vermelho e branco. Símbolo: Galo. Ano passado A Grande Família ficou em terceiro lugar, posição que repete desde 2015.

Morro da Liberdade

À 1h20 de domingo, a Reino Unido da Liberdade inicia sua apresentação na passarela do samba desenvolvendo o enredo 'Ao mestre com carinho. Na escola da vida, eu sou o professor!'. A Reino Unido da Liberdade surgiu oficialmente em 5 de setembro de 1981, em uma reunião de amigos no Morro da Liberdade.

A fundação se deu na rua Santa Rosa, casa de um dos fundadores, apelidado de Pirulito, e contou com a participação, entre outros, do atual secretário de Segurança, Bosco Saraiva, Jairo Beira-Mar, Francisco Maciel, Vicente Neto e Mestre Kalama. A quadra da escola fica entre a ruas São Benedito e São Pedro, mas está sendo construída outra maior, o Terreirão da Mãe Zulmira, entre a alameda São Benedito e a av. Maués. Cores: verde e branco. Símbolo: Coroa. Ano passado a Reino Unido da Liberdade foi a campeã do Carnaval manauara.

Praça 14 de Janeiro

A Vitória Régia entra na passarela no samba às 2h40 trazendo o enredo 'Advocacia dos primórdios à OAB, nosso direito de sambar em verde e rosa'. A Vitória Régia foi fundada em 1º de dezembro de 1975, na casa de tia Lindoca, na rua Jonathas Pedrosa, Praça 14 de Janeiro. Entre seus principais fundadores, Fernando, Chiquito, Zé Ruindade, a própria tia Lindoca, entre outros, descendentes de fundadores da tradicional Escola Mista da Praça 14 de Janeiro. Cores: verde e rosa. Símbolo: Coroa. Ano passado a Vitória Régia foi a vice-campeã do Carnaval manauara.

Alvorada

Às 4h da madrugada de domingo, a Unidos do Alvorada entra na passarela do samba com o enredo 'Purus, de Filhos Guerreiros, Magias e Lendas'. A Unidos da Alvorada foi fundada em 1995 a partir da banda do Jacaré, que fazia bastante sucesso no bairro, durante o Carnaval. Entrou para o Grupo Especial em 1999 e seu único título foi conquistado em 2014, quando trouxe como enredo a história do lutador de MMA José Aldo, nascido no bairro. Cores: azul e branco. Símbolo: um aperto de mão simbolizando a união.

Compensa

Encerrando o desfile do Grupo Especial, às 5h20 da manhã de domingo, a Vila da Barra traz o enredo 'O Grito'. A Vila da Barra foi fundada em 21 de maio de 1995, mas só conseguiu desfilar pela primeira vez em 2008, no Grupo de Acesso C. Depois de passar por todos os Grupos de Acesso, C, B e A, esse é o seu segundo ano consecutivo entre as grandes escolas. Cores: azul e amarelo. Símbolo: Onça. Ano passado a Vila da Barra ficou em sétimo lugar.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário