Manaus, 22 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Fieam lança, amanhã, programa de acesso ao crédito para empresários do AM

Por: Da Redação com informações da assessoria
27 Nov 2017, 17h37

Crédito:Divulgação/Assessoria
A Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN-AM), lança amanhã, terça-feira, o programa de acesso ao crédito para empreendedores do Estado. O evento de lançamento acontecer na sede da Federação, na Avenida Joaquim Nabuco, Centro de Manaus, a partir das 18h.

O projeto foi concebido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a Fieam, que está implementando o programa através do seu Centro Internacional de Negócios. O CIN-AM ficará responsável pelo Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), que coordenará o novo programa.

Gerente do CIN-AM, Marcelo Lima destaca a importância do projeto e está confiante com o seu sucesso. "O NAC chega em uma boa hora para os empresários, principalmente, aqueles que estão em busca de crescimento ou foram afetados de alguma forma pela crise econômica do nosso país. Queremos que essas empresas gerem mais emprego e contribuam com o fomento da economia local", salienta o gerente.

Lima, também, ressalta um fator positivo do programa, que é gerar financiamentos com condições especiais no crédito para capital de giro para as Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs). "Esta habilitação vai viabilizar para as empresas o acesso mais rápido a operação de financiamento com taxas de juros diferenciadas, além de outras vantagens como a orientação, capacitação, assessoria e consultoria ao crédito", relata.

O NAC já funciona em outras regiões do país como Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste e, agora, chega ao Norte. O programa opera como uma estrutura de atendimento ao setor empresarial. A Coordenadora Geral do NAC da CNI, Suzanna Peixoto, estará presente no lançamento do projeto no Estado.

Assessoramento

A gestão do CIN, também, será o responsável por fazer a divulgação do NAC e mobilizar as empresas que precisam deste crédito. A expectativa é atender, inicialmente, 40 empresas com o assessoramento. "Através de material informativo, muita divulgação, a realização de workhops e seminários voltados para a gestão financeira além da parceria com os sindicatos patronais, iremos atingir o nosso público alvo", relata o gerente do CIN-AM.

Parceiros

Inicialmente, os bancos parceiros serão: a Caixa Econômica Federal (CEF), Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e o Bradesco, além de outros agentes financeiros que operam no Estado. São eles que irão estabelecer as linhas de créditos para as empresas. "Será feita uma análise de cada empresa cadastrada junto ao banco para saber se ela se encontra dentro dos critérios estabelecidos e de quanto será o valor investido no seu projeto. O diferencial é que as taxas de juros serão abaixo do mercado", conclui Lima.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário