Manaus, 22 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Bom para consumidores e bancos

Por: Jefter Guerra jguerra@jcam.com.br
21 Nov 2017, 20h33

Crédito:Walter Mendes
Desde ontem (21) o consumidor, seja pessoa física ou jurídica, tem a chance de ter suas dívidas bancárias renegociadas com a intermediação do Procon/Manaus. O Mutirão de Renegociação de Dívidas é uma ação da entidade em parceira com a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) é de interesse especial do comércio por incluir análises de pequenos valores a R$ 60 mil ou mais.

De acordo com o gerente do Procon/Manaus, Fabrício Lima, a partir do momento que o consumidor entra no Procon e apresenta seu débito, é feito um formulário. "Posteriormente, independente do parcelamento ou redução dos juros embutidos no mesmo, a proposta será apresentada a instituição financeira com informações de quanto o consumidor pode pagar. Após essa triagem, o banco entra em contato com o consumidor para apresentar a sua contraproposta", explica.

Com a expectativa de que aproximadamente 500 consumidores devedores apareçam para a renegociação de suas dívidas, o Procon analisará os acordos em cima do salário e quanto o mesmo pode pagar, seja à vista ou parcelado. "E se a proposta do consumidor não se encaixar no perfil exigido pelo banco, o mesmo vai oferecer uma contraproposta até chegarem a um acordo", afirma. Sobre o débito do comerciante, Lima reforça que, além da pessoa física, o Procon também irá atender as pessoas jurídicas que têm algum débito com as instituições financeiras. "Mas desde que esse débito da pessoa jurídica seja com alguma instituição bancária", pontua.

Conforme o gerente, o que levou a ação do Procon, foi a grande procura dos consumidores para renegociar débitos com as instituições bancárias. "Os consumidores procuravam essas instituições e não conseguiam uma negociação, o que só era possível por intermédio da nossa instituição. Em razão disso, solicitamos da Febraban essa parceria para aproveitar o maior número de consumidores durante o período do pagamento do 13º salário, uma época propícia para tentar renegociar esses débitos", salienta.

Mais abrangente
Para o economista Ailson Nogueira, ação igual ao do Procon já vem sendo realizada pela CDLM (Câmara de Dirigentes de Lojistas de Manaus) em anos anteriores, porém, voltada para as dívidas dos comerciantes. "O Procon se estende para as dívidas bancárias e de cartões de créditos, com uma abrangência maior. E nesse ponto é interessante, porque quando o consumidor renegocia, dependendo da forma que vai efetuar a quitação, há os descontos com a redução ou retirada dos juros ou multas, em que o consumidor paga somente o principal, normalmente à vista. Com isso, o banco recebe o que tem direito e a pessoa também têm seus benefícios, através do acordo entre ambos", afirma. Nogueira ressalta ainda que o pagamento do 13º salário contribuirá para que o consumidor quite sua dívida sem precisar parcelar e de forma rápida.

Aproveitando o Mutirão
No primeiro dia do feirão, a comerciante Sônia Gonçalves, foi até o Procon Manaus tentar renegociar sua dívida com uma casa bancária. " Há quatro meses adquiri uma dívida de compra pelo banco Santander no valor de R$ 600 que, por conta dos juros altos, hoje está no valor de R$ 1.600, me deixando impossibilitada de quitá-la. Por isso, procurei o Procon/Manaus para ver se consigo, junto ao banco, baixar esse valor para poder pagar à vista ou parcelado em valor menor", disse.

Outra consumidora que procurou o órgão para tentar renegociar sua dívida, foi a funcionária pública Gracineide Simões. Segundo ela, há seis anos contraiu uma dívida de compra junto ao banco Itaú no valor de R$ 4 mil, que hoje está em R$ 79 mil. "Não consigo pagar esse valor alto, preciso de uma negociação justa para mim e para o banco. E mesmo assim, para pagar em um valor baixo, terei que fazer empréstimo com a ajuda dos meus filhos. O que não quero, é ficar com o nome sujo", espera.
Essa iniciativa representa um esforço conjunto dos setores público e privado para oferecer melhores oportunidades de renegociação, e tem como um dos seus principais objetivos sensibilizar os consumidores e fornecedores sobre a importância da educação financeira na prevenção do superendividamento e na estruturação de uma vida financeira saudável.

Dica
Fabrício Lima tem como dica aos consumidores que conseguirem renegociar ou até quitar as suas dívidas com o banco, que pensem bem antes de realizar um novo débito. "O consumidor tem que ter em mente o consumo consciente. Levar em consideração o tempo em que ficou no vermelho e a necessidade de adquirir um novo débito", finaliza.

Como renegociar
O consumidor devedor que procurar o Procon/Manaus neste Mutirão deverá levar todas as informações pessoais, comprovantes de rendimentos, a dívida bancária que quer negociar e da possível existência de restrição de crédito.

As pendências que serão negociadas poderão ser débitos com o cartão de crédito, cheque especial e empréstimos. A ação acontece até o dia 1° de dezembro, das 8h às 17h na sede do Procon/Manaus (rua Afonso Pena, 38 - Centro).

Comentários (0)

Deixe seu Comentário