Manaus, 18 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Fabricantes mais otimistas com vendas

Por: Antônio Parente aparente@jcam.com.br
16 Nov 2017, 14h40

Crédito:Walter Mendes
As novidades e lançamentos de motocicletas das diversas marcas expostas no Salão Duas Rodas em São Paulo, que acontece até o dia 19 de novembro, trazem uma grande expectativa de melhoria de produção e vendas em suas fábricas instaladas no PIM (Polo Industrial de Manaus). Os números de outubro que mostraram crescimento na produção, representam um grande otimismo na retomada do setor.

O desempenho de vendas no atacado para as concessionárias, teve uma alta de 9,8% em relação ao mês de setembro, onde foram repassadas às lojas cerca de 69.620 motos. Em comparação a setembro do ano passado, quando 59.580 motos forma repassadas para o mercado, o aumento foi de 17%.

Uma das atrações do evento do Salão Duas Rodas, a Triumph completou em outubro, 5 anos de atividades no PIM. Neste período foram produzidas 20 mil motocicletas, e o objetivo da marca inglesa é produzir cerca de 4,3 mil motos até dezembro deste ano, superando o volume de 3,6 mil motos de 2016. Com um market share de 13% no segmento premium, a Triumph pretende aproveitar o Salão para consolidar sua imagem e ampliar a sua visibilidade no universo das duas rodas.

"Acreditamos muito no crescimento que a Triumph vem obtendo. Fomos na contramão da queda do mercado com um crescimento de 3% nas vendas e hoje a Triumph é a quarta marca no segmento de alta cilindrada. Outro fator importante é que lançamos nos últimos dois anos 14 novos modelos, ou seja, continuamos investindo em produtos e na produção da nossa fábrica em Manaus. E daqui para frente a tendência é investir cada vez mais em novos produtos no mercado", disse o gerente de vendas nacional.
Hoje a empresa possui cerca de 62 colaboradores em sua fábrica em Manaus e uma rede de 14 concessionárias localizadas nas principais capitais do Brasil. Dos 14 modelos lançados nos últimos anos, a marca inglesa expõe 24 motocicletas dos segmentos Classic, Adventure e Roadster, com destaque para a novíssima Tiger 800, apresentada globalmente na semana passada em Milão, na Itália, e que foi exposta pela primeira vez no Brasil em três modelos: XRx low seat, XRT e XCa.

Expectativa de retomada
O otimismo para a retomada do aumento na produção reflete no crescimento de vendas no setor. A Moto Honda  uma das líderes no segmento registrou em 2017 a comercialização de 800 mil motocicletas. O presidente da Honda na América do Sul, Issao Mizoguchi, destacou a importância de valorizar todo o capital humano envolvido para que o setor se desenvolva cada vez mais. "No Brasil, o grande número de vendas não nos acomoda, aqui somos milhares de pessoas entre colaboradores, fornecedores e concessionárias engajadas em inovar continuamente para proporcionar, alegria, segurança, conforto e conveniência aos consumidores. Para 2018 queremos produzir ainda mais para contribuir com o mercado de motocicleta", disse.

Mizoguchi destacou que mais do que traçar estratégias de vendas e produção é necessário o comprometimento da indústria no Estado onde atua, e citou diversas atividades que a empresa oferece, desde o lançamento de novos produtos no segmento a serviços com a sociedade.

Com sua maior fábrica instalada no PIM, a empresa já produziu 23 milhões de motos  em um investimento de US$ 2 bilhões. O presidente destacou que estratégias a longo prazo e atenção às necessidades dos consumidores está como ferramentas de trabalho para manter o crescimento e desenvolvimento do setor no mercado.

"Seguiremos investindo continuamente na modernização do nosso processo produtivo e na atualização de nossas linhas para estarmos sempre à frente da demanda de nossos clientes. Trabalhamos com planejamento a longo prazo, por isso já desenhamos nossa visão de negócio para 2030, para desenvolvermos soluções de mobilidade para contribuir para a qualidade de vida das pessoas", disse.

BMW aposta na qualidade
Com uma unidade dedicada a fabricação de motocicletas instaladas em 2016 em Manaus, a BMW que investiu cerca de 10,5 milhões de euros, vai apostar na qualidade de seus produtos. Para o diretor da BMW, Peter Vogel, o objetivo é investir e apostar na mudança do atual cenário mostrando o que há de melhor da marca.

"A nova produção de motos da BMW tem como objetivo principal investir na qualidade e nas características que tornam a marca forte.  Esse processo nos possibilitará contribuir com a geração de emprego para as pessoas da região. E ter a mesma qualidade de Berlim em Manaus. Continuar com a gama de produtos que temos a nível mundial, investir nas concessionárias e na produção no Polo Industrial de Manaus e atender nossos clientes", disse.

Com 215 cavalos de potência, a HP4 Race estimada em R$ 490 mil, deixou eufóricos todos os apaixonados por velocidade. Destinado a um público segmentado, o modelo terá 5 versões a venda.  

Emplacamentos
Segundo dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), com base nos licenciamentos registrados pelo Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), as vendas para o varejo totalizou 68.236 unidades em outubro. Uma alta de 3,1 % em relação ao mês de setembro que registrou 62.554 unidades emplacadas. Em relação ao mesmo período do ano passado representa um aumento de 9,1%.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário