Manaus, 17 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Amyr Klink fala sobre planejamento e liderança em Manaus

Por: Jefter Guerra com informações da assessoria
16 Out 2017, 15h49

Crédito:Divulgação
Com o objetivo de mostrar uma forma de se fazer o maior aproveitamento de recursos, com menos gastos de energia e de pessoal, o navegador brasileiro, palestrante e escritor Amyr Klink vem a Manaus nesta terça-feira, 17, trazer sua experiência de vida, depois de atravessar sozinho o oceano Atlântico em um barco a remo.

A convite da empresa de treinamentos comportamentais Sem Mais Desculpas, Klink contará suas histórias no Manaus Plaza Centro de Convenções.

"O tema execução vai de encontro ao que muita gente não consegue fazer com seus planos e metas. O Prof Amyr Klink é um dos maiores estrategistas da história nacional. Tem muitíssimo a agregar em ferramentas para todos nós empresários ou não". Diz Marco Nascimento, assessor de eventos Prime da Sem Mais Desculpas Treinamentos.

Marco conta ainda que no momento atual as empresas estão buscando fazer mais com menos. "Esta equação é muito simples de ser feita; mas o grande desafio é fazer mais com menos, e melhor! E é isso que o Amyr irá mostrar". Finaliza.

Klink que é sucesso em críticas em todos os lugares do Brasil, e em alguns países pelo Globo, aborda em sua palestra temas como: planejamento, motivação, trabalho em equipe, liderança, empreendedorismo.Como vencer os desafios entre o planejado e a execução.

Sua história
Foi no mar, em meio a tanta água, salobra, que o navegador aprendeu sobre o uso racional da água doce há 32 anos. Sobre esse assunto ele pode falar com autoridade e propriedade. Durante a travessia oceânica entre a África e Brasil (que rendeu o livro "Cem Dias Entre o Céu e o Mar", em 1984), Klink vivia com incríveis 2,7 litros de água por dia. Essa quantidade era suficiente para fazer tudo: beber, cozinhar, higiene. Pode parecer pouco, mas com essa quantidade de água o navegador não desidrata, nem adoece.

Para que isso fosse possível, duas coisas foram essenciais: planejamento e economia. A viagem entre os continentes levou 275 litros e cem dias, menos do que uma caixa d'água comum, que tem, em média, 300 litros. A ONU (Organização das Nações Unidas) recomenda como suficientes até 110 litros de água por pessoa-dia, mas, o navegador defende que apenas dez litros ao dia são suficientes, com conforto, por pessoa.

Klink explica que no dia-a-dia também é possível economizar, revendo posturas e sendo mais eficientes com os recursos hídricos.

Planeje o consumo. Como ficava isolado num barco, Amyr precisava ter exatamente calculado o quanto de água e energia usaria para cada atividade. Não era possível "passar uma água" a cada copo usado. Ideia boa para se aplicar em casa também.

Acompanhe seu consumo. Saber com precisão o quanto se gasta de água por meio de sensores em torneiras pode ainda ser caro, mas ler o medidor geral da casa e fazer acompanhamento, anotando mesmo, dá uma ideia mais clara dos gastos. É de graça e ajuda a economizar.

Viva como se a água não corresse livre pelos canos. A crise hídrica paulista, que teve seu ápice no ano passado, ensinou uma valiosa lição a um dos principais públicos consumidores de água no país: viver com menos. "A água é muito barata no Brasil, pela riqueza de recursos hídricos do país. Por isso, não se tem uma cultura de uso racional. A crise hídrica, espera-se, pode ser o começo da mudança", reflete Amyr.
Aprenda a calcular: Quanta água você consome por dia? Amyr ensina: se sua caixa d'água reserva 300 litros e você consome 20 litros por dia, ela é autossuficiente por 15 dias. Sabendo qual é a sua capacidade de armazenamento, você sabe o quanto pode gastar. É a mesma regra de três que ele usava no mar: 300 litros ___ x dias ou 20 litros ____ 1 dia.

E uma sugestão: "Bomba de pé". Essa é a resposta de Amyr à pergunta sobre soluções em massa para economia de água. O sistema que ele espera se popularizar baseia-se numa alternativa testada na prática em suas vivências no mar: acionar a torneira por meio de um pedal para que, bombeando, controlemos a intensidade do fluxo que sai dela de acordo com a necessidade. O registro de pedal, nome oficial do mecanismo, traz a água do reservatório em barcos, que fica no porão, por meio de uma bomba acionada com os pés, que puxa a água tanto na ida - para o uso - quanto na volta, para o descarte.

Os interessados podem adquirir o ingresso pelo site http://www.semmaisdesculpas.com.br além de tentar a sorte no sorteio de um par de ingressos que está acontecendo no instagram do Plaza Shopping.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário