Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Amazonino Mendes toma posse em cerimônia solene

Por: Antonio Parente aparente@jcam.com.br
05 Out 2017, 13h55

Em cerimônia comandada na manhã de ontem (4) pelo presidente da Aleam (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), Abdala Fraxe (Podemos), o governador eleito Amazonino Mendes (PDT) e o vice Bosco Saraiva (PSDB) tomaram posse do cargo do executivo do Estado do Amazonas.
Na ocasião, Amazonino agradeceu a todos os eleitores que depositaram nele a confiança de governar o Estado, e garantiu manter uma relação de absoluta tranquilidade com o poder legislativo, independente das ações de alguns parlamentares da casa em tentar impedir sua posse pela esfera jurídica. "Quero saudar as pessoas e o povo. E sobretudo aqueles que esperam e anseiam. Para eles toda nossa gratificação", disse Mendes.

Em seguida, o governador dirigiu seu discurso aos deputados. "Quero saudar nossos nobres deputados, essa casa para mim é valiosa e muito importante e fundamental na estrutura democrática. O governante que não respeita o legislativo não é democrático, assim como o legislativo que não respeita o executivo também não é. E dentro do possível, nessa celebração da harmonia entre os poderes, nós pretendemos também, independentes das ações do atual governo, estabelecer uma relação de absoluta tranquilidade de paz e respeito mútuo. Não trazemos ódio, rancor e espírito de vingança", comentou.

Em meio à euforia, Amazonino falou do período em que ficou ausente da vida pública para se dedicar à família, mas lembrou que ao mesmo tempo queria voltar a atuar no cenário da política. "Quero deixar bem claro que o Amazonino não se sente governador e sim um escravo do povo. Um homem que vai cumprir esse pedaço de mandato com a fronte erguida, com honra e decência, dignidade e grandeza de espírito. Quero dizer a vocês que não haveria nenhum sentido para um homem que estava descansando, um homem que já havia dado trinta anos de sua vida. Um homem que perdeu os momentos mais amáveis e queridos que é a convivência com a família e tantos filhos para se dedicar ao povo", disse.
Na ocasião, o governador comentou o alto índice de abstenção de votos e nulos nas urnas e disse que o atual cenário reflete a insatisfação do povo com os políticos e agradeceu ao seu vice, Bosco Saraiva, afirmando que "agora é hora de arregaçar as mangas e trabalhar".

Comentários (0)

Deixe seu Comentário