Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Governador promete diálogo com Aleam

Por: Hellen Miranda hmiranda@jcam.com.br
05 Out 2017, 13h51

Crédito:Edmar Barros
O governador Amazonino Mendes (PDT), afirmou que não pretende travar uma disputa pessoal com David Almeida (PSD), que reassume a presidência da Aleam (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), mas segundo o chefe do exEcutivo, a relação será apenas institucional. "Ele é o presidente do Poder Legislativo, vou respeitá-lo como tal e me relacionar com a instituição. Não sou amigo dele e nem pretendo ser. A relação não é entre pessoas e sim de instituições. Então que ele faça valer o valor de sua instituição e nós vamos fazer valer o valor da instituição Executivo" declarou Amazonino, durante primeira coletiva de imprensa na sede do governo, após ser empossado no cargo.

Amazonino Mendes disse que os sucessivos atos para adiar sua posse, evidenciaram que o governo interino queria estender a atuação além do limite. "Eles, a meu ver, ofenderam o bom senso a exaustão. Ficou muito claro que havia uma interinidade que queria passar dos seus limites, isso em detrimento do Estado e da população que vive momentos angustiantes, de crise e deficiência dos serviços públicos com uma enxurrada de dados e entrevistas equivocadas, induzindo a população a erros com relação a números da economia. Por último, essa penitência em se apegar ao poder mesmo em detrimento da vontade popular", falou.

O governador questionou o aumento da receita do Amazonas, divulgado recentemente por David Almeida, que diz deixar o cargo com superavit fiscal e dinheiro em caixa para investimentos. "Não existe isso. Conversa fiada. Nós somos deficitários. Só no setor de cooperativas de saúde tem R$ 200 milhões atrasados. Isso é brincadeira e falta de respeito com a população. Se contar o que foi penhorado vai chegar à casa do bilhão de reais.Temos pela frente muito trabalho e responsabilidade, mas vamos ter que enfrentar", disse Amazonino.

"Há, de certa forma, uma alvorada que é a nascente recuperação da economia nacional. A economia brasileira está dando sinais positivos e aqui no Amazonas, uma circunstância melhorou a receita de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), independentemente de ação de governo. A Petrobras deixou de vender petróleo, então as empresas autorizadas é que estão fazendo a importação de petróleo e é isso que tem dado o aumento substancial do ICMS do Estado nos últimos meses. Isso deve continuar e não tem nada haver com desempenho do governo. Foi circunstancial ", completou.

Prioridades
O governador declarou ainda que no setor público tudo é prioridade, mas ponderou que há setores que precisam de urgência como saúde e segurança. Segundo ele, os dois segmentos estão merecendo atenção e podem aguardar atos revolucionários. "Há momentos em que você tem que dar mais atenção a determinado setor, mas tudo é importantíssimo. É óbvio que estamos nos ressentindo muito com a deficiência na saúde pública e na segurança. Estão a merecer do governador uma atenção especialíssima e podem esperar que vem atos revolucionários com o propósito de tentar resgatar esses setores", destacou.

Novos secretários
Na ocasião, Amazonino nomeou os demais auxiliares e informou que assinará os atos de nomeação dos novos secretários nesta quinta-feira (5) para dar posse a todos, e então, começar o trabalho de recuperação do Amazonas. "Não temos mais um minuto a perder e nosso governo multiplicará as horas e os dias", finalizou.

Nomeada secretária da Sejel (Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer), Janaína Chagas aposta no elo com a juventude para abrir portas e disse que primeiro precisa entender a pasta para saber as ações que serão feitas em sua gestão. "A prioridade é o esporte e a juventude. Vamos atender a população e seus anseios, buscando o que deu certo e ver o que falta. A intenção é entrar e arregaçar as mangas para fazer com que os resultados cheguem mais rápido, devido o pouco tempo de trabalho", frisou.

Já como secretário da Seduc (Secretaria de Estado de Educação), José Augusto Melo Neto, afirmou que a prioridade é fazer uma revisão do que efetivamente beneficia os indicadores da secretaria. "Não vamos manter ou investir em contratos que não resultem na aprendizagem dos alunos. O programa do governo é garantir que tenha aulas todos os dias em todas as escolas, não liberar os alunos, combater o abandono escolar e dos professores", ressaltou.

Lista dos secretários
Chefe da Casa Civil: Sidney Ricardo de Oliveira Leite
Chefe da Casa Militar: Ten. Cel. Miguel Marinho Mouzinho
Secretário de Saúde (Susam): Francisco Deodato Guimarães
Secretário Executivo da Susam: Orestes Guimarães de Melo Filho
Secretário de Segurança (SSP): João Bosco Gomes Saraiva
Secretário Executivo da SSP: Cel. Amadeu da Silva Soares
Secretário Executivo de Inteligência (Seai): Erbert Ferreira Lopes
Secretário de Administração Penitenciária (Seap): Cel. Dan Câmara
Secretário do Trabalho: Dallas Wanderley Muniz Dias
Secretário da Fazenda (Sefaz): Alfredo Paes dos Santos
Procuradoria-Geral PGE: Paulo José Gomes de Carvalho
Secretário da Educação (Seduc): José Augusto Melo Neto
Secretário da Cultura (SEC): Denilson Vieira Novo
Secretário de Comunicação (Secom): Célio Alves Rodrigues Alves Júnior
Secretária da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel): Janaína Câmara Chagas
Secretário de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus): Clizaris Doalcei Silva de Santana
Secretária da Administração (Sead): Ângela Neves Bulbol de Lima
Secretário Particular do Governador: Major Otávio Queiroz de Oliveira Cabral Júnior
Secretária Estadual de Assistência Social (Seas): Auxiliadora Abrantes Pinto
Secretário de Infraestrutura (Seinfra): Osvaldo Said Júnior
Secretário do Meio Ambiente (Semas), respondendo pelo Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam): Marcelo José de Lima Dutra
Secretário da Produção Rural (Sepror): José Aparecido
Secretária de Relações Institucionais: Náfice Bacry Valoz
Secretária de Política Fundiária: Paula Andréa Kanzler Soares
Representação do Estado do Amazonas em São Paulo: Samuel Hanan
Diretor do Detran: Vinícius Diniz
Diretor-Presidente do Instituto de Desenvolvimento (IDAM): João Campelo
Diretor do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam): Ronyeverson Pereira Siqueira
Presidente de Honra do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS): Marilena Mônica Mendes Peres
Presidente da Junta Comercial do Estado (Jucea): Antônio Lopes de Souza
Presidente da Suhab: Diego Roberto Afonso
Diretor-Presidente da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH): Francisco Assis Santos Soares
Diretor do Hospital Adriano Jorge: Orestes Guimarães de Melo Filho
Presidente da Fundação TV Educativa (Funtec) - Celes Calpúrnia Borges de Melo
Presidente da Cigás: Lino José de Souza Chíxaro
Presidente da Empresa Processamento de Dados do Amazonas (Prodam): Fábio Naveca
Presidente da Amazonastur: Orsine Rufino de Oliveira Júnior

Comentários (0)

Deixe seu Comentário