Manaus, 13 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Em Manaus, público lota auditório para assistir palestra com Max Gehringer

Por: Da Redação
21 Set 2017, 18h42

Crédito:Andréia Leite
O administrador e consultor de empresas Max Gehringer, reuniu cerca de 1,6 mil pessoas no Manaus Plaza Centro de Convenções, na noite de quarta-feira (20). Max abordou de forma descontraída sobre a carreira, o universo corporativo e lincou com os desafios e a rapidez com as coisas ocorrem no mercado de trabalho.

Ele destacou a necessidade de um profissional buscar sempre um diferencial, precisa buscar estudar sempre, a velocidade e o uso da tecnologia, exigem do profissional atualização a todo momento. Max reforçou que o diferencial é necessário. "As pessoas precisam investir nelas, estudar, e porquê não ser donas do próprio negócio? Se você têm interesse em fazer algum curso, qualquer que seja, faça, invista", aconselha.

Max ressaltou ainda, a importância da socialização e o bom relacionamento interno entres colegas de trabalho. "As pessoas são lembradas pelas coisas boas", observou".

Ao abordar sobre "Gerenciamento de Mudanças", tema da palestra, Max ressaltou que qualquer empresa, de qualquer seguimento, está sempre vivendo umas das três situações. Ou alguma coisa mudou, ou está mudando, ou precisa mudar. " Para que os gestores tenham sucesso nas carreiras e nos negócios têm que ver o deve ser mudado, e não mudar o que não precisa. Empresa deixam de existir porque não acompanham o ritmo das mudanças", disse.

O evento contou com a participação de dois palestrantes locais, o psicólogo e jornalista Elias Mattos, com "Oratória Emocional", destacando os pontos que interferem na comunicação em público, pontos fortes e fracos, o fator ansiedade que atrapalha muito na produção da fala e exposição em público. O consultor de empresas, Ulisses Tapajós, ministrou "Cases de Sucesso", destacando a formação do líder até a tomada de decisão, que é muito importante. Ele falou a valorização, humanismo, dando exemplos das experiências nas empresas que atuou.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário