Manaus, 18 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Dia do Cliente: atendimento é um diferencial na hora da compra

Por: Jefter Guerra jguerra@jcam.com.br
15 Set 2017, 19h14

Crédito:Walter Mendes
Hoje, 15 de setembro, é o Dia do Cliente no Brasil. A data foi criada para homenagear os clientes e estreitar as relações entre o comércio e os consumidores, com distribuição de brindes, promoções especiais e descontos.

Criada originalmente no estado do Rio Grande do Sul, a data serve para movimentar o comércio durante o mês de setembro, considerado um período fraco para as vendas.

E para falar sobre a importância da data, o jornal do Commercio entrevistou uma gerente de loja e vários clientes para saber como o vendedor deve ou não se comportar diante do cliente.

Segundo a gerente de loja Samanta Campos, para um bom atendimento ao cliente, o vendedor precisa ser gentil, tratar bem e a loja oferecer bons preços. "Ele também precisa fidelizar a venda com cliente, para que ele saia 100% satisfeito, pois o cliente é alma do negócio", afirma ela.

Já para a gerente da loja Alakazan, Jéssica Medeiros, o atendimento e o relacionamento com o cliente são a porta de entrada em uma empresa. "É através delas que os negócios podem ser encurtados ou prolongados. Portanto, o atendimento, o serviço ao cliente e a cultura de uma loja são as grandes ferramentas no dia a dia dos negócios".

E em entrevista, os clientes de todos os estilos, expressaram o que gostam ou não no atendimento quando vão as compras:

Para a dentista Andressa Mortágua, educação, paciência, sinceridade são primordiais em um bom atendimento. "Quando a roupa não fica bem na gente, ao mesmo tempo o vendedor precisa vir com outra ideia. Ele precisa entender o que o cliente quer. E não empurrar coisas pra ele comprar, e não ficar atrás do cliente feito sombra. Não gosto", disse ela.

Já para o estagiário Júnior Melo, uma atenção de qualidade é muito importante vindo do vendedor. "Mas detesto ir ao uma loja, perguntar informações sobre um produto e o atendente fingir que não sabe ou me mandar para um outro vendedor. E detesto também comprar um produto de R$17,90 e o atendente não me dar meus 10 centavos. Pois como cliente, sou exigente, e como qualquer pessoa, gosto de ser bem recepcionado", disse ele.

Outro cliente exigente é o Analista de Logística, Jobson Moura. Para ele, Um sorriso cortês em um atendimento faz toda a diferença. "O que eu não gosto, é a presença constante do vendedor ao lado acompanhando todos os teus passos. Isso me deixa inquieto", diz ele.

E para o motorista César Pinheiro, poder ficar à vontade para escolher o produto sem ter a sensação de ser seguido por vendedores ávidos por comissão, é essencial para um bom atendimento em qualquer loja. "E não gosto quando me atendam com atenção difusa, quer seja conversando com outro vendedor ou ao telefone enquanto está me atendendo", disse ele.

Origem do Dia do Cliente
O Dia do Cliente foi criado no estado do Rio Grande do Sul pelo empresário gaúcho José Carlos Rego, especialista em Marketing e Recursos Humanos.

Sua ideia era criar uma data diferenciada onde os clientes pudessem ser homenageados, ajudando a desenvolver uma relação de fidelidade entre os consumidores e os comerciantes.

O Dia do Cliente foi oficializado no Rio Grande do Sul em 2003, mas atualmente já foi aprovado em 14 estados brasileiros e 167 municípios.

O dia 15 de setembro foi escolhido como Dia do Cliente por ser o Dia Nacional da Defesa do Consumidor.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário