Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

No Amazonas, potencial turístico dos municípios cresceu 115%

Por: Jefter Guerra jguerra@jcam.com.br
15 Set 2017, 16h23

Crédito:Divulgação
Catorze cidades do interior do Amazonas, distribuídos em sete regiões, integram o Mapa do Turismo do Amazonas em 2017. De acordo com o Mapa, houve um crescimento de 115% no número de municípios com vocação turística e 16 destinos inclusos, totalizando 30.

O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado ontem, 14, pelo Ministério do Turismo.

No geral, em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

De acordo com a assessoria da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), o governo do Estado vêm intensificando seus projetos e ações no setor, através de um planejamento turístico participativo e integrado no Estado.

E quanto a Programa de Regionalização do Turismo, o órgão informa que está somando esforços junto ao Ministério do Turismo e as secretarias municipais de turismo para desenvolver este programa e sensibilizá-los quanto à importância de estar no Mapa do Turismo Brasileiro. A partir de então, segundo a assessoria, cada município, além de estar inserido neste mapa, poderá vislumbrar verbas e parcerias com entes federais para planejar, desenvolver e promover a atividade turística em sua região.

O que é o Mapa?
O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur", afirmou o ministro do turismo.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

De acordo com o novo mapa, oito municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Manaus, Parintins e Tefé. Os demais 22 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário