Manaus, 14 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Economia brasileira avança a passos lentos

Por: Evaldo Ferreira eferreira@jcam.com.br
01 Set 2017, 16h48

Crédito:Walter Mendes
A economia brasileira cresceu 0,2% no período em relação ao primeiro trimestre deste ano, um resultado acima da mediana de 0% e dentro do intervalo das estimativas dos analistas consultados pelo 'Projeções Broadcast', que esperavam desde um recuo de 0,5% a um crescimento de 0,3%. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, o PIB avançou 0,3%.

O mercado financeiro começou a operar na manhã dessa sexta-feira com o dólar em queda depois que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou um resultado inesperado: a alta do PIB (Produto Interno Bruto) no segundo trimestre do ano.

Para Ricardo Balistiero, coordenador de administração do Instituto Mauá de Tecnologia, o PIB ter avançado 0,3% é um bom sinal porque os indicadores positivos são mais espalhados do que o resultado do 1º trimestre, que ficou concentrado apenas no agronegócio. No 2º trimestre, consumo das famílias, serviços e comércio também apresentaram crescimento", falou de São Paulo ao Jornal do Commercio. Para Balistiero, "na realidade, era esperado algum crescimento do PIB. A boa notícia é que temos mais fatores que compõem o PIB que apresentaram crescimento. Além disso, o consumo das famílias recebeu uma boa injeção de ânimo com a liberação do saldo das contas inativas do FGTS, da queda da taxa Selic e na própria redução da inflação. A notícia que não é positiva é a referente ao investimento, que continua estagnado", e completou. "Porém, poderemos iniciar 2018 sem recessão. Esse é o cenário mais provável, a depender, entretanto, da evolução do quadro político, que tem se apresentado altamente instável", concluiu.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário