Manaus, 16 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Partido pede suspensão de diplomação de Amazonino Mendes

Por: Cíntia Valadares
30 Ago 2017, 18h15

Crédito:Divulgação
Poucos dias após ser eleito para o pleito suplementar, o governador eleito Amazonino Mendes (PDT) e o vice Bosco Saraiva (PSDB), tem a diplomação ameaçada por uma petição impetrada pelo diretório nacional do Podemos, no Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhada ao relator Ricardo Lewandowski, para barrar a diplomação dos candidatos eleitos.

Contudo, de acordo com Messias Andrade, diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), tudo segue conforme o planejado.

"A eleição está pronta, saiu o resultado sem nenhum problema, e nós vamos continuar com nosso planejamento de diplomar o governador eleito no dia dois de outubro, até porque o ministro Gilmar Mendes nos garantiu que todos esses processos seriam consumados e na data que marcamos, então nós (TRE/AM), não estamos preocupados com isso", disse Andrade.

A petição
A solicitação vai compor a ação declaratória de inconstitucionalidade, solicitada pelos advogados Carlos Barretto, André Almeida e Eduardo Bonates, na semana passada, antes do segundo turno da eleição suplementar. Nesse pedido, o partido pede a suspensão da eleição direta e define a eleição indireta como solução para escolher o novo governador do Amazonas. A ação ainda não foi apreciada pelo ministro Ricardo Lewandowski.

O Podemos solicita que a diplomação de Amazonino Mendes e Bosco Saraiva, que está prevista para ocorrer no próximo dia 2 de outubro, seja suspensa pela Justiça até que o relator tome uma decisão sobre a ação impetrada anteriormente ao pleito, que ocorreu no último domingo, 27.

Entramos em contato com a assessoria do governador Amazonino Mendes, mas fomos informados que ele está em uma viagem e só retorna no final de semana. Procuramos o vice-governador, mas não fomos atendidos.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário