Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Ex-jogador do Princesa do Solimões faz campanha para ajudar filha com leucemia

Por: Cíntia Valadares
14 Jul 2017, 15h43

Crédito:Divulgação
O ex-volante do Princesa do Solimões, Márcio Gamarra, ou apenas Gamarra, como é conhecido, tem uma longa história de luta. A trajetória do craque começou em 1999 na escola de base do Princesa do Solimões em Manacapuru. À época, Gamarra foi um dos destaques da equipe no campeonato Amazonense sub-17. Ele se aposentou profissionalmente em 2007, passou a trabalhar como vigilante na "Terra da Ciranda" e ainda teve a oportunidade de conquistar o Peladão 2009 pelo Unidos do Alvorada, na épica final contra o Panair FC que levou mais de 44 mil pessoas ao antigo estádio Vivaldo Lima.

A luta de Gamarra atualmente é fora dos gramados. A filha dele, Maysa Oliveira de 13 anos, foi diagnosticada com leucemia aguda. Maysa está internada no Hemoam desde o dia 12 de junho. Desde então, Gamarra e a mãe da menina se revezam nas viagens de Manacapuru para Manaus para acompanhá-la nas sessões de quimioterapia.

Segundo Gamarra, depois de receber alta, Maysa vai precisar continuar o tratamento em casa. "Vamos ter que construir um miniquarto hospitalar, um local adequado para o tratamento, mas isso está fora da nossa realidade no momento. Estamos contando com a ajuda de Deus e dos amigos. Por sorte ganhamos uma taberna abandonada para construir esse espaço, mas ainda não temos o dinheiro para iniciar a reforma", destacou Gamarra.

Para levantar fundos, o ex jogador começou a vender rifas em Manacapuru com prêmios oferecidos por alguns amigos dos tempos de futebol. E dentro desta batalha para conseguir ajudar Maysa, o jogador ganhou apoio também das jogadoras do time feminino de futebol do Iranduba, as meninas se reuniram com a diretoria do clube e decidiram fazer uma rifa para sortear duas camisas do time amazonense.

Monalisa Belém é uma das envolvidas na ação. "Nós íamos doar um valor em dinheiro, mas depois percebemos que se fizéssemos a rifa da camisa as doações seriam maiores, então após falarmos com nosso diretor Lauro Tentardine, conseguimos as camisas e decidimos mobilizar nossa torcida para participar da campanha pela Maysa", explicou.

A família também iniciou uma vaquinha online para arrecadar o dinheiro necessário. Qualquer pessoa pode doar o valor que desejar. Basta acessar: www.vakinha.com.br/vaquinha/vamos-ajudar-a-maysa. Os telefones de Gamarra são o 99354-2453 e o 99212-8687.

Comentários (2)

  • WALDENYR BARBOSA GOMES19/07/2017

    Minha querida MAYSA, a sua dor, a dor dos seus pais, também é nossa dor, mas fique tranqui-la minha princesa já tomei nota do número dos celulares e além do mais pedirei ao nosso grande PAI, que alivie essa dor que sentimos, mas tenho certeza absoluta que você vais sair dessa, você não merece esse sofrimento mas tenho FÉ EM DEUS QUE VOCÊ VOLTARÁ, A SORRIR PARA A ALEGRIA DE TODOS NÓS, PORQUE ALÉM DE DEUS NÓS DE AMAMOS!!!!!

  • WALDENYR BARBOSA GOMES19/07/2017

    Minha querida MAYSA, a sua dor, a dor dos seus pais, também é nossa dor, mas fique tranqui-la minha princesa já tomei nota do número dos celulares e além do mais pedirei ao nosso grande PAI, que alivie essa dor que sentimos, mas tenho certeza absoluta que você vais sair dessa, você não merece esse sofrimento mas tenho FÉ EM DEUS QUE VOCÊ VOLTARÁ, A SORRIR PARA A ALEGRIA DE TODOS NÓS, PORQUE ALÉM DE DEUS NÓS DE AMAMOS!!!!!

Deixe seu Comentário