Manaus, 19 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Combustível está mais caro na capital

Por: Priscila Caldas pcaldas@jcam.com.br
04 Jul 2017, 16h33

Crédito:Divulgação
Um dia após o anúncio da nova política de valores adotada pela Petrobras, já é possível encontrar gasolina comercializada a valores reajustados com os acréscimos de 1,8%, na capital. Para o diesel, o aumento foi tabelado em 2,7%. Conforme o Sindicam (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Amazonas), os novos valores podem ser repassados ao consumidor até o próximo final de semana, quando os proprietários dos postos terão uma base dos custos do valor a ser repassado pelas distribuidoras até o repasse ao condutor.

Segundo o vice-presidente do Sindicam, Geraldo Dantas, até o próximo sábado (8) o condutor poderá sentir o impacto no bolso ao se deparar com a gasolina a valores que podem chegar a R$4,00. Até o anúncio do reajuste a gasolina era comercializada por valores que variavam entre R$3,09 e R$3,89. "As vendas estão em queda e pode acontecer de os proprietários dos postos segurarem os valores mais baixos para manter a comercialização. Mas, é preciso aguardar para ver se as empresas farão esse repasse ou qual o percentual do aumento a ser repassado ao consumidor", disse.

Em Manaus existem cerca de 300 postos de gasolina, segundo Dantas.

A política de preços anunciada pela Petrobras na última sexta (30) autoriza a realização de ajustes diários, com o objetivo de reduzir as oportunidades de importação de combustíveis por terceiros, que vêm roubando mercado da produção das refinarias da estatal.

Na nova política, não estão previstos comunicados ao mercado para divulgar cada reajuste. A estatal, portanto, não justificou a mudança repentina nos preços. Os ajustes agora são definidos pela gerência de marketing e comercialização de combustíveis, desde que a variação acumulada no mês não seja superior a 7%, para cima ou para baixo.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário