Manaus, 20 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Beneficiários do Programa Bolsa Universidade são convocados para contrapartida

Por: Cíntia Valadares e Assessoria
21 Jun 2017, 16h57

Crédito:Divulgação
A Prefeitura de Manaus está convocando os mais de 4 mil bolsistas beneficiários do Programa Bolsa Universidade para prestação de contrapartida, a ser realizada no projeto Aplicadores Externos para a Avaliação de Desempenho do Estudante (ADE), atividade que testa o rendimento escolar da rede municipal. A convocação é coordenada pela Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (ESPI), que gerencia o PBU, em parceira com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), responsável pela ADE.

A secretaria por meio da Gestão Integrada da Educação (Gide), desenvolveu a ADE essencialmente para atender as demandas do trabalho pedagógico com foco nas competências e habilidades que os estudantes precisam desenvolver relativas às áreas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências. Para a secretária municipal de educação, Kátia Schweickardt, a ADE é um instrumento fundamental para o trabalho de qualidade que a Semed vem desenvolvendo.

"Ao longo do ano letivo são realizadas três ADEs, que nos permitem saber exatamente onde cada unidade de ensino precisa melhorar. Isso nos possibilita agir de forma direta nos pontos mais importantes, elaborando um plano de ação específico para as necessidades da unidade de ensino. Dessa forma, a ADE é fundamental pra o planejamento pedagógico que a Semed realiza ao longo do ano".

Aviso de convocação
Os estudantes recebem aviso da convocação por SMS e e-mail. Eles têm até o dia 26 de junho para comparecer à sede da ESPI, localizada na Avenida Professor Nilton Lins, 3.259, Bloco D, bairro Parque das Laranjeiras, zona centro-sul de Manaus. O horário de atendimento é das 8h às 17h. Excepcionalmente nos dias nos dias 21,22 e 23, o horário de atendimento será estendido até as 20h, exclusivamente para entrega de documentação dos bolsistas.

A Espi alerta que os estudantes devem atentar para o cumprimento das convocações e leis do PBU. A contrapartida, que é um serviço prestado pelos bolsistas em secretarias municipais, é obrigatória e está prevista na legislação que rege o Bolsa Universidade (Decreto nº 2.981, Artigo 6º, paragrafo 5º).

Os estudantes que não tiverem condições de participar da ação devem apresentar à Espi declaração formal com as justificativas. A ausência injustificada pode levar ao desligamento do programa.

Os convocados que não tiverem problemas em relação às datas e horários para atuação da contrapartida (informações que serão repassadas aos bolsistas na ocasião do comparecimento à Escola), devem apresentar Carteira de Identidade, CPF e carteira de passe estudantil para que sejam creditados os vales-transporte correspondentes aos dias da ação.

Quem participar da contrapartida receberá certificado, expedido pela ESPI, que conta horas complementares para as Instituições de Ensino Superior (IES).

Comentários (0)

Deixe seu Comentário