Manaus, 22 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Desburocratização e foco em PD

Por: Priscila Caldas pcaldas@jcam.com.br
02 Jun 2017, 20h02

Desburocratizar os trâmites documentais relacionados à indústria no Amazonas, impulsionar a atração de investimentos e fortalecer os trabalhos de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) no PIM (Polo Industrial de Manaus). Essas são as metas de trabalho traçadas pelo novo titular da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), Appio Tolentino, para a administração da autarquia, a partir de agora. O superintendente também é enfático ao adiantar que pretende manter proximidade máxima com os representantes da classe industrial para compreender a necessidade do setor produtivo e pleitear medidas, junto ao poder público, para tornar a ZFM mais competitiva. Os representantes industriais demonstraram apoio ao superintendente e também externaram boas expectativas quanto à gestão de Tolentino.

"A Suframa, na minha visão, é um instrumento de desenvolvimento onde a máquina que opera para o crescimento é a indústria. É preciso suavizar ao máximo o caminho da indústria, sem entraves, para que se tenha desenvolvimento. Para isso, quero estar próximo às empresas e às instituições representantes das classes industriais trabalhando para que a ZFM seja mais competitiva, com maior estímulo à atração de investimentos", declarou Tolentino.

A nomeação de Appio Toletino como superintendente da Suframa foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) do dia 1º de junho de 2017. A oficialização do novo titular aconteceu após oito dias da exoneração de Rebecca Garcia do cargo.

De acordo com Tolentino, que engenheiro, também graduado em direito, com especialização em direito tributário e técnico de carreira da Seplan (Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico), o desafio à frente da autarquia a partir de agora será concentrar esforços para retomar o desenvolvimento industrial, da mesma forma como desburocratizar os processos junto ao Governo Federal. Ele também adiantou que pretende fortalecer os investimentos em P&D.

"Quero trabalhar firme em pesquisa e desenvolvimento. Quem não pesquisa não cresce e precisamos voltar os olhos para esse setor. É necessário buscar novas tecnologias e escolher as empresas que precisamos para somar ao PIM. Uma visão desenvolvimentista", destacou.

O superintendente também disse que apesar de ainda não ter tomado posse do cargo, começou a atuar na sexta-feira (2). "Já estou trabalhando, me informando e estudando a real situação da autarquia e verificando quais ações precisam ser tomadas de imediato", disse.

A assessoria de comunicação informou que ainda não há data agendada para a solenidade de posse na autarquia.

O presidente do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), Wilson Périco, destacou com alegria o fato de o Governo Federal ter nomeado em uma semana o novo superintendente, ao contrário da transição anterior, que demorou um ano para oficializar o nome do gestor.

O empresário destacou a experiência de Tolentino e demonstrou apoio ao gestor. "O superintendente tem experiência e conhece bem a nossa realidade, assim como o modelo ZFM. Torcemos para que ele consiga dar continuidade aos trabalhos e contar com o apoio necessário para conseguir destravar o que for necessário, como no caso dos PPBs (Processo Produtivo Básico). Daremos sempre o apoio necessário ao superintendente", afirmou.

Périco também falou sobre a importância de o titular da autarquia estar próximo aos empresários para receber informações quanto às necessidades do setor produtivo. "O diálogo é sempre muito importante entre a autarquia e a classe produtora, que envolve a indústria e o comércio. Essa troca de informações resultará no melhor para o Estado e para a Região Norte".

Na avaliação do vice-presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Nelson Azevedo, a expectativa a partir de agora é que o novo superintendente atenda aos pleitos da classe empresarial.

Ele ressaltou a importância de manter a regularidade nas reuniões do CAS (Conselho de Administração da Suframa). "Esperamos que Tolentino dê sequência ao trabalho que vinha sendo feito e consiga melhorar o que ainda precisa e atenda com presteza aos pleitos da classe empresarial. Também esperamos que haja atração de novos investimentos para a Zona Franca e a busca pelo desenvolvimento de novas matrizes econômicas que possam complementar o modelo baseado na indústria.
Daremos, também, todo o apoio necessário", disse o empresário.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário