Manaus, 24 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

David Almeida assume governo

Por: Jefter Guerra jguerra@jcam.com.br
10 Mai 2017, 13h54

O ex-presidente da Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas), David Almeida ,(PSD) tomou posse na manhã desta terça-feira (9) do cargo de governador interino do Estado por 90 dias até que nova eleição elegerá um novo líder governista do Amazonas, que assumirá até o final do mandado do ex-governador José Melo (PROS) e seu vice Henrique Oliveira (SD)

A nomeação em caráter emergêncial ocorreu por conta de um comunicado oficial no final da tarde desta segunda-feira (8) do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) após a cassação, na última quinta-feira (4) dos mandatos do governador José Melo e o vice Henrique Oliveira (SD) pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Melo e Henrique Oliveira foram cassados pelo TSE por compra de votos, por 5 votos a favor e 2 contra. Com a decisão, o tribunal manteve a liminar emitida em janeiro do ano passado pelo TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas) sobre a cassação de ambos.

Durante a cerimônia de posse, realizada no plenário Ruy Araújo da Aleam, o então governador interino pôde falar para os parlamentares, familiares, amigos e a impressa presentes sobre suas primeiras ações como governador, mesmo que em pouco tempo de mandato. "Primeiramente vou me reunir com os secretários e, se necessário, iremos fazer mudanças em algumas pastas. E por ser um mandato curto, precisamos de uma celeridade das nossas ações frente ao executivo".

Sobre os secretários que irão compor a sua pasta, Almeida somente citou o nome do diretor de Comunicação, o jornalista Cláudio Barbosa. E informou que todo o comando da Segurança Pública do Estado permanecerá em seus cargos. "Manteremos os gestores da Secretaria de Segurança, Delegacia Geral e o Comandante da Polícia Militar. E nós vamos dá condições para que possamos trabalhar juntos no objetivo de proporcionar um Estado mais seguro", afirmou ele.

Saúde
Entre os desafios que o governador interino disse que terá pela frente é na saúde e no transporte. "Eu quero poder utilizar a estrutura que já temos, que é ótima, e otimizar os serviços que são oferecidos nos postos de saúdes e hospitais. Quero colocar as unidades de Saúde e os Centros Cirúrgicos para funcionar em todos os horários. Diminuir a fila de espera com relação às cirurgias, que sejam agendadas. Quero poder dar essa condição aos gestores que ficarão a frente da saúde daqui pra frente", disse ele.

Transporte
Já sobre as paralisações constantes da categoria de transporte público do Estado, por falta de subsídio do governo, Almeida disse que irá se reunir com o prefeito de Manaus na próxima quinta-feira (11). "Vou nesse momento buscar o apoio e a convergência de todas as forças políticas.

Eu não tenho problemas com nenhuma força política, apenas não sou aliado de alguns. Mas o bem comum nos une. E o que está nos unindo é a necessidade de ajudarmos o Estado e, inclusive, com apoio do nosso prefeito Arthur Neto", reforça ele.

Durante a cerimônia, todos os 22 deputados da casa se mostraram interessados em contribuir com o governo de David Almeida. "Acredito que seja muito importante essa parceria com o poder legislativo, para que eu possa fazer uma boa administração", agradece ele.

Educação e Infraestrutura
Sobre os trabalhos que o ex-governador vinha realizando no Estado, Almeida disse que é preciso dar continuidade aos planejamentos em andamento. "Na verdade, o governo anunciou há alguns dias o investimento de R$ 1.659,00 bilhão na educação e mais R$ 1.675,00 bilhão em infraestrutura e, por isso, vou dar celeridade a esses projetos para que sejam executados".

Cargos comissionados
Outro ponto abordado pelo governador em exercício foi sobre a permanência ou não de alguns cargos comissionados em secretarias do governo. "Se preciso diminuir os cargos comissionados para, por exemplo, garantir o escalonamento da polícia e seu fardamento, isso será feito.

Pois as polícias Militar e Civil merecem uma atenção pelo trabalho que vêm realizando em prol da população. Uma vez que os nossos recursos estão sendo diminuídos e eu quero ajudar o servidor público, mas dentro de uma razoabilidade orçamentária e financeira", salienta ele.

Transparência nas contas
Ao final de sua fala, o governador reforça que irá trabalhar juntamente com a Controladoria Geral do Estado para manter uma transparência total nas contas do seu Governo. "Eu vou trabalhar hoje, como se eu fosse sair amanhã, e dar o meu melhor para que tudo transcorra com transparência", finaliza ele.

Apoio da Aleam
O deputado Abdala Fraxe (PTN) e deputado Sabá Reis (PR), ficaram como presidente e vice da Aleam. Ambos ofereceram o apoio necessário para que o então governador, David Almeida cumpra seu mandado de forma justa até as novas eleições.

Eleição
A nova eleição poderá ter dois turnos, caso um dos candidatos não alcance mais de 50% dos votos válidos no primeiro turno.

A cassação
Na manhã de domingo, o presidente do TRE-AM, desembargador Yêdo Simões, falou com o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, que confirmou o cumprimento imediato da decisão de cassar Melo e seu vice.
Para cumprir a decisão, o TRE-AM aguardou uma manifestação formal por escrito do ministro Gilmar Mendes.

História de David Almeida
O presidente da Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas), David Almeida faz parte da base aliada do senador Omar Aziz (PSD) e do governador cassado José Melo (PROS).

Almeida iniciou sua carreira política em 2006 quando foi eleito deputado estadual e, atualmente, está em seu terceiro mandato consecutivo.

O primeiro mandato, ele disputou pela Coligação Amazonas Melhor (PTN, PSC, PAN e PTC), e foi eleito com 7.569 votos. Em seu segundo mandato, em 2010, pela Coligação Avança Amazonas (PRB, PP, PMDB, PSC, PRTB, PHS, PMM) Almeida ganhou com 24.479 votos. E seu mandato atual, conquistado em 2014, pela Coligação (PROS, PSD, PSDB, PSC), o ex-deputado conquistou a cadeira com 24.189 votos.

E em 20 de dezembro de 2016, David Almeida foi eleito presidente da Assembleia com 17 votos. E nesse período, o mesmo já conquistou a Liderança do Governo junto ao Poder Legislativo, assim como, a Liderança do PSD e a 2ª vice-presidência da casa pelo período de 2015/2016.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário