Manaus, 17 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Compras virtuais reduzem no feriado

Por: Jefter Guerra jguerra@jcam.com.br
25 Abr 2017, 19h26

Só o ano de 2017 tem 15 feriados prolongados em todo o país. E por conta dessas datas comemorativas, consumidores de lojas físicas e virtuais dão um tempo em suas compras para fazerem outras coisas nesse período deixando os empresários na mão e com uma relativa queda em suas vendas.

Quem explica um pouco o porquê dessa falta de interesse nas compras online deste período é o CEO da Agência Mestre e especialista em Marketing Digital de Performance, Fábio Ricotta.

Para ele, no geral, os feriados fazem com que as vendas que aconteceriam nestes dias, sejam reduzidas. Contudo, esta redução é pontual ao dia do feriado. Sendo que durante a semana ou dias anteriores ao feriado as vendas aumentam bastante. "Desta forma, o recomendado é que lojas virtuais pensem na estratégia em semanas e dias anteriores ao feriado, utilizando-se de promoções pontuais, reforço sobre a oportunidade do feriado e que se preparem para atender estes clientes na véspera e antevéspera do feriado".

Relatório Virtual

Segundo o último relatório da Web Shoppers o crescimento de participação nas vendas do comércio eletrônico da região Norte foi de 3% em 2016 contra 2,7% em 2015. "Um dos maiores problemas frente ao mercado do Norte é o tempo de entrega e o valor do frete para consumidores desta região. Segundo estudo feito pela Sieve Price Intelligence, o prazo máximo de entrega chega a 41 dias para a região Norte", explica o CEO.

Em termos de compra, um estudo da Secnet, mostrou que a região Norte é a região que menos compra no comércio eletrônico, sendo responsável por 2,6% da vendas do ecommerce brasileiro.

"Porém, cada vez mais os brasileiros estão apostando nas lojas virtuais como uma opção de compra para solucionar sua necessidade. O relatório Web Shoppers mostrou que 48 milhões de consumidores compraram no comércio eletrônico pelo menos uma vez no ano de 2016, uma alta de 22% ante 2015. E isso mostra que cada vez mais o brasileiro vai comprar online e quem estiver preparado poderá crescer muito, especialmente quando a loja ou vendedor for da região, entregando mais confiança e oferecendo mais velocidade no atendimento/entrega", afirma o especialista Fábio.

Categoria e disputa
Segundo o especialista, as categorias E-commerce que mais vendem são: Moda e Acessório, seguido de Eletrodomésticos. "O relatório da Webshoppers destaca estas como sendo as categorias com mais vendas. Já em volume financeiro, a categoria de Eletrodomésticos lidera, seguido pela categoria de Telefonia/Celulares", destaca ele.

Sobre a disputa entre lojas online e as físicas, Fábio aponta que não há, necessariamente os produtos com valores mais baratos sempre, mas, "acredito que há um diferencial do mundo virtual que é a facilidade de comparação de preços entre várias lojas. Hoje é possível navegar entre as principais marcas de lojas para encontrar um bom preço em um bom tempo de entrega. O que as lojas físicas têm de diferencial é o poder de negociação com o consumidor quando ele entra em sua loja. Quanto melhor for esta negociação e atenção ao consumidor, mais sucesso poderá ter a loja física. Do outro lado, as lojas virtuais precisam buscar formas criativas de atender rapidamente o seu cliente, seja criando setores de atendimento ou melhorando a sua logística para entregar os produtos mais rápido. No final do dia, a única objeção do cliente será: quando vou receber?", questiona ele.

Futuro E-Commerce
Para o especialista, o E-commerce brasileiro está em pleno desenvolvimento, buscando melhorias em logística e atendimento ao consumidor. "Vejo também que há uma tendência de lojas virtuais que abrem um espaço físico, para que seus clientes possam ver o produto antes de comprar. Este é um diferencial para quem compra, facilitando a tomada de decisão"

Atualmente houve um crescimento das compras feitas através de smartphones, que já representam 25% das vendas do e-commerce brasileiro. "Estamos exatamente no momento em que o público está migrando do notebook/computador para o smartphone/celular e as lojas que souberem aproveitar, adequando seus sites à experiência de compra por dispositivos móveis, irão ganhar muito mercado".

Queda de 40 a 70%
Em Manaus, duas lojas virtuais, uma de venda de cosméticos e/ou de Moda, a Lira Modas sentiram e ainda estão sentindo o impacto da redução nas vendas de seus produtos em tempos de feriados prolongados. Renes d Carmo, proprietário da loja virtual de Cosmético disse que sente a queda de 40% em suas vendas durante o período de feriado. "As pessoas preferem sair de férias em vez de comprar em lojas virtuais. Elas gastam com a família e até com festas. Mas, para tentar mantê-las comprando, disponibilizo alguns links de produtos que estão em promoções nas lojas Azenka e Narura e em cima de cada venda, chego a ganhar de 30% a 40%, pois elas informam a empresa, durante a compra, quem é consultor que está disponibilizando link", informa o consulto.

A mesma avaliação fez a microempresária da loja virtual Lira Modas (@Lojaonlineliramodas), Raquel Lira. "Tive uma queda de 70% nas vendas nesse período de feriado. Acredito que em todos os setores que trabalham com vendas também tiveram uma reduzida, tanto na virtual como na loja física. Mesmo estando com coleção nova o interesse das pessoas é bem menor. Creio que elas utilizam a sua renda para outro tipo de lazer, como viagens, vão a bares e outros tipos de diversão".

Raquel ressalta que, no último feriado, realizou um sorteio para chamar atenção dos seus clientes para a loja. "Acredito que as pessoas só vão voltar a comprar normalmente depois do feriado do Dia do Trabalhador, no próximo 1º de maio. Pois os gastos foram muito e com a chegado do final do mês elas precisa comprar, principalmente a mulher, que é meu público", finaliza ela.

Agência mestre
A Agência Mestre, principal referência em marketing digital de performance do Brasil, tem mais de 8 anos de mercado e sua credibilidade e crescimento se deve a já ter atendido gigantes do varejo brasileiro.

A empresa tem como porta-voz o cofundador Fabio Ricotta, que com apenas 32 anos é considerado um dos maiores especialistas em estratégias de SEO, que permitem às empresas o melhor posicionamento nas buscas do Google.

A empresa está localizada na cidade de São Paulo-SP.
Site: www.agenciamestre.com.br

Comentários (0)

Deixe seu Comentário