Manaus, 23 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Vendas de veículos novos caem

Por: Hellen Miranda hmiranda@jcam.com.br
10 Abr 2017, 20h04

As vendas de veículos novos no Amazonas caíram 6,77% em março, na comparação a igual período no ano passado, aponta a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores). Ao todo, o terceiro mês emplacou no Estado 3.2 mil novas unidades, incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões, motocicletas, ônibus, implementares rodoviários e outros contra 3.5 mil em março de 2016. Na comparação com fevereiro, houve alta de 36,87%, quando foram comercializados 2.3 mil veículos. Já no acumulado do primeiro trimestre, a venda de veículos voltou a cair e registrou -10,39%, em relação ao ano passado. Em todo o Estado, foram vendidos 945 carros a menos no período.

Na avaliação do diretor comercial da concessionária Mardisa, Ítalo Vasconcelos, o resultado negativo ainda é reflexo do impacto da instabilidade econômica e da menor produtividade industrial do setor. Vasconcelos comentou que algumas montadoras sofreram com o desabastecimento de peças para as operações. "No mercado total houve essa queda atribuída, em parte, a questão do governo resultando na insegurança do consumidor, Mas houve também o fato de as montadoras, que estavam com a oferta menor que a demanda, demitirem e não conseguirem atender as fábricas que venderam seus estoques", explicou. A taxa negativa do Amazonas contraria a média nacional, que registrou primeira alta de 5,5% no período.

Para atrair o consumidor e aumentar o volume de venda, a concessionária tem investido em estratégias que incluem juros zero, pagamento a longo prazo e recompra de veículos. "Hoje o cliente compra um carro e depois de dois anos, por exemplo, quer trocar por um novo. Então ele pode dar como entrada, desde que o saldo devedor do veículo seja de 50%", disse. "O cliente pode fazer um bom negócio no ato da troca de um usado por um novo com boas avaliações", disse Vasconcelos que acrescentou que aproximadamente 70% das vendas na empresa são por meio dessa prática.

Premium sem crise
Por outro lado a crise passou longe do mercado de carros de luxos, afirmou o gerente. A estimativa é que a venda de carros de marcas cresça ainda mais em relação a 2016. "O segmento premium vem crescendo nos últimos anos com destaque para Mercedes Benz, Jaguar e Land Rover. Esse mercado vem recebendo investimentos e novas lojas devem ser abertas ainda este ano e a projeção de alta é de 20%", disse.

Para o mercado total, Vasconcelos também é otimista e vê bons resultados ainda no primeiro semestre de 2017. "As empresas já estão se reorganizando para atender a demanda deste ano e tudo já está voltando ao normal", finalizou.

Balanço Fenabrave
Conforme o balanço, nem todos os resultados foram negativos. As vendas de veículos novos terminaram o mês de março com alta de 36,87% em relação a fevereiro. Foram exatas 3.263 mil unidades comercializadas no terceiro mês de 2017 contra 2.384 no segundo, ou seja, um aumento de 879 unidades. Mas na comparação entre março e o mesmo período do ano anterior, a retração foi de 6,77%. Os automóveis de passeio e os comerciais leves somaram 1.879 unidades vendidas em março e lideram a lista, enquanto as motos aparecem em seguida com 1.279 do total.

As vendas de automóveis de passeio no Estado caíram quase 15% em março na comparação com igual mês do ano passado e subiu 26,72% com relação ao segundo mês desse ano. Segundo a Fenabrave, no acumulado do primeiro trimestre do ano, a comercialização de veículos caiu de 10,39%, em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto, de janeiro a março foram 8.154 mil veículos vendidos, no mesmo período de 2016, foram 9.099 mil.

Categorias
Os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, apresentaram aumento de 31,58% em março quando comparado ao mês anterior. No Amazonas foram emplacadas 1.879 unidades contra 1.428 em fevereiro deste ano. Já em relação a março de 2016 com 2.058 unidades, o resultado aponta queda de 8,70%. No Estado, o acumulado do ano desses segmentos caiu 8,14%. Foram 4.863 mil unidades comercializadas nos três primeiros meses de 2017, contra 5.294 em 2016.

Na venda de caminhões e ônibus, houve aumento de 167% em março se comparado ao mesmo mês do ano passado, onde subiu de 34 para 91 unidades, segundo os dados. Na comparação com fevereiro, a alta foi de 133% e no acumulado do ano 101% sobre igual período de 2016. No caso da venda dos ônibus, alta no terceiro mês de 2017 bateu 920% sobre igual mês de 2016, quando cresceu de 5 para 51 unidades. Em relação a fevereiro, a alta foi de 537%. Já no acumulado do ano, a taxa positiva é de 423%.

Duas Rodas
Ainda de acordo com a Fenabrave, na comercialização de motos, na comparação de março, quando foram comercializadas 1.279 unidades contra 901 de fevereiro, houve aumento de 41,95%. Quando comparado a março do ano passado, as vendas caíram 6,44%, ao passar de 1,2 mil para 1.367 em 2016. Já no acumulado do ano, a queda é de 14.54%. De janeiro a março de 2017, foram 3.075 mil unidades vendidas e 3.598 unidades no ano anterior.

Concorrência
Os modelos de automóveis de passeio mais vendidos no Amazonas em março foram Onix (230); HB20 (98); Prisma (92); Mobi (87) e HR-V (57). Já a concorrência entre os modelos de comerciais leves ficou entre S10 e Toro, com 108 e 83 unidades vendidas, respectivamente. Logo depois, vem a Strada (70) e Saveiro (59). Entre as motos aparecem CG 160 da Honda com 339 unidades. Em seguida aparecem a NXR 160 (202); BIZ (159); POP 110 (107) e CB 250F (51).

Comentários (0)

Deixe seu Comentário