Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Arthur busca recursos para obras

Por: Tânair Maria tmaria@jcam.com.br
09 Mar 2017, 14h21

Em busca de recursos para a mobilidade urbana, saneamento básico e outras áreas essenciais para a população, a PMM (Prefeitura Municipal de Manaus) recorreu ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). O prefeito Arthur Virgílio Neto e o vice Marcos Rotta viajaram para o Rio de Janeiro (RJ) com a missão de viabilizar financiamento para os projetos que envolvem a infraestrutura da capital amazonense. A reunião com a presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques foi realizada na manhã de quarta-feira (8), na sede da instituição.

De acordo com o prefeito de Manaus, a prioridade está no transporte público, com a possibilidade de implantar os sistemas BRT e Aeromóvel, como soluções de longo prazo. "O ponto chave foi a mobilidade. Vamos mergulhar fundo nesse campo para que possamos avançar na direção das soluções dos problemas, que há muitos anos vêm se agravando em Manaus", destacou Arthur Neto.

O vice-prefeito disse que, em breve, a prefeitura deverá anunciar se vai optar por um dos modais ou implantá-los de forma integrada. "Ambos trazem vantagens do ponto de vista ambiental e de custos", garante Marcos Rotta. "Não tenho dúvida de que Manaus ganhará muito com essa parceria iniciada com o BNDES", completou.

A presidente do BNDES, Maria Silvia afirma que a instituição possui capacidade necessária para atender a demanda da capital amazonense, assim como, a cidade maravilhosa já foi contemplada. "O BNDES tem recursos para a mobilidade, dentro das melhores condições possíveis. O Rio de Janeiro, por exemplo, já recebeu um grande projeto de mobilidade com reflexos muito positivos para a cidade", ratificou.

Além do sistema de mobilidade, a prefeitura levou ao BNDES propostas na área de iluminação e limpeza pública. "Foi uma visita muito feliz, porque a presidente Maria Silvia foi muito sensível aos nossos pleitos", concluiu Arthur Neto. Outros encontros deverão acontecer entre os técnicos da prefeitura e do BNDES, para consolidar as propostas apresentadas.

O BNDES aprovou, em 2014, o financiamento de R$ 2,7 bilhões para a prefeitura do município do Rio de Janeiro investir em melhorias na infraestrutura de mobilidade urbana. Naquela época, os recursos representavam 88% do total a ser aplicado nos projetos do lote zero do BRT Transoeste; Via Expressa Transolímpica; ligação BRT Transolímpica-BRT Transbrasil; entorno do Parque Olímpico; duplicação do Elevado das Bandeiras; Ciclovia Niemeyer; extensão da Via Expressa do Porto Maravilha e, finalmente, entorno do Engenhão.

VLT em Manaus
O vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta aproveitou sua visita ao BNDES, para conhecer uma das linhas do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que liga o Aeroporto Santos Dumont ao centro da cidade do Rio de Janeiro. O modal é um dos sistemas de transporte de massa implantado na capital carioca pelo projeto de mobilidade da Copa do Mundo e Olimpíadas. "Este legado de dois grandes eventos, vem recebendo total aprovação da população. O VLT está sendo estudado como alternativa para o Centro de Manaus", destacou Rotta, que tem a missão de solucionar o problema de mobilidade urbana, em Manaus.

Na comitiva da Prefeitura de Manaus estavam presentes os secretários municipais de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno, empresário Ulysses Tapajós e de Comunicação Social, jornalista e radialista Marcos Santos.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário