Manaus, 23 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Extrativistas do Amazonas receberão R$ 252 mil da Conab

Por: Divulgação
19 Dez 2016, 15h25

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), por meio da regional do Amazonas, vai liberar o pagamento da subvenção federal beneficiando 216 extrativistas de Manicoré e Barcelos por ter negociado a produção de borracha e piaçava abaixo do preço mínimo fixado pelo governo federal, por meio da PGPM da sociobiodiversidade.O pagamento abrange 186 produtores extrativistas de borracha, e 30 de piaçava da região do rio Negro. O valor total da subvenção federal que será liberada pela Conab, ainda neste mês de dezembro, é de R$ 252 mil.

Em decorrência de questões ligadas ao mercado, os seringueiros receberam preço bem abaixo do mínimo fixado pelo governo federal. A usina de Manicoré pagou entre R$ 2,00 e R$ 2,90 kg. O preço mínimo da safra 2015/2016 era de R$ 4,90 kg. O analista da Conab/AM, Serafim Taveira, visitou o município de Manicoré mantendo contato com o Idam, ADS, prefeitura e extrativistas das comunidades de Bom Suspiro, Terra Preta e Atininga e Igaraperizinho, oportunidade em que esclareceu os procedimentos que envolvem à operacionalização da PGPMBio.

A mesma situação aconteceu com o preço pago pelos compradores de piaçava no valor de R$ 1,70 kg, portanto, abaixo dos R$ 1,91 kg fixado pela Política de Garantia de Preços Mínimos da Sociobiodiversidade. Nesse caso, a subvenção federal foi de R$ 0,21 kg. Em termos de quantidade, a subvenção se refere a 231 toneladas de piaçava e 84 toneladas de borracha.

Para fazer jús à subvenção federal, o extrativista e/ou seu grupo formal deve apresentar a DAP física e/ou jurídica e a nota fiscal de venda/compra. A produção deve ser supervisionada pela Conab ou entidades parceiras.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário