Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

IEL dá início a MBA em Gestão Industrial

Por: Divulgação
14 Nov 2016, 15h41

Competitividade sistêmica, inteligência competitiva e novos modelos de negócios fazem parte do curso de MBA em Gestão Industrial que o Instituto Euvaldo Lodi (IEL Amazonas), deu início nesta quinta-feira (10) com uma turma piloto. À frente desse primeiro módulo, o doutor em Ciência e Tecnologia da Informação pela Universidade de Coimbra (Portugal), Luiz Maurício Martins, anuncia metodologia inovadora onde o aluno constrói a metodologia com base no que irá vivenciar no curso tendo o professor como consultor e orientador.

Ao falar na aula inaugural, o diretor regional do IEL/AM e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, economista Nelson Azevedo, disse que o MBA vai além da transferência de conteúdos programáticos e traz justamente o diferencial de ser prático, dando ao aluno a oportunidade do contato com professores experientes, consultores de mercado e com formação acadêmica. A iniciativa da capacitação profissional executiva conta com a parceria da Universidade da Indústria e da CNI (Confederação Nacional da Indústria).

De acordo com Nelson Azevedo, o MBA de 368 horas seguirá a metodologia de desenvolver 70% de aulas práticas conciliadas com 30% de aulas teóricas nos 15 módulos do curso.
Cerca de 30 alunos fazem parte da turma do MBA em Gestão Industrial, profissionais que atuam principalmente em grandes empresas do PIM (Polo Industrial de Manaus), bem como na área de serviços.

"Temos o compromisso de ampliar o ensino em gestão industrial, uma ação que complementa a nossa missão de disseminar a educação executiva. O MBA faz parte de nosso programa de capacitação voltado aos gestores e lideranças da indústria", ressalta Azevedo, lembrando que a cada módulo realizado, novos integrantes poderão participar, pois em 2017 está prevista mais uma turma do MBA em Gestão Industrial e também um novo curso de MBA em Liderança em Inovação, sendo ambos ministrados quinzenalmente das 18h às 22h, quintas e sextas, e aos sábados das 8h às 17h.

Para o professor Luiz Maurício Martins, os profissionais de hoje devem pensar em uma nova empresa para um novo país em um novo século. E nesta linha de atuação, o MBA do IEL incentivará a cultura da inovação e da inteligência executiva, motivando os alunos a se posicionarem face aos conhecimentos que a indústria passa a exigir.

"Vamos trazer metodologias e conhecimentos para que os profissionais que participam deste MBA aprendam e apliquem as informações e práticas recebidas no decorrer do curso em seu dia a dia, melhorando suas competências", disse Martins, avaliando que os profissionais inscritos estarão prontos para sair da zona de conforto de seus conhecimentos e dispostos a ingressar numa nova realidade de demandas da indústria para assim atender o mercado.

Martins, responsável por ministrar o módulo de 32 horas sobre "Competitividade Sistêmica e Inteligência Competitiva", diz que o momento de crise pelo qual o Brasil vive exige que as empresas sejam mais eficientes e inovadoras, que aumentem a sua capacidade gerencial e que seus colaboradores tenham o entendimento do mercado e de seus competidores. Por isso, o foco do primeiro módulo é a inteligência competitiva que contribuirá para que os participantes saibam como coletar e organizar as informações. A proposta neste primeiro momento de estudo é que o professor torne-se orientador dos alunos, ajudando-os a definir estratégias competitivas a partir dos dados que os mesmos recebem e coletam em suas atividades profissionais, visando a sobrevivência e diferenciação deles em sua empresa e no mercado.

MBA em momento oportuno da economia, quando indústria instalada na Zona Franca de Manaus prioriza colaboradores mais qualificados

Para a supervisora de logística da Samsung, Regina Maquiné, 43 anos, o IEL lançou o MBA num momento oportuno da economia local em que a indústria prioriza manter o trabalhador que é capaz de desempenhar suas atividades tendo gestão de qualidade e inovação. "Busco conhecimento profissional para aplicar na função que desempenho dentro da Samsung, bem como, para também realização pessoal", disse a supervisora.

O especialista de laboratório da empresa Recofarma, Henrique Ferreira, 28 anos, busca ampliar a visão executava em gestão e por esse motivo se inscreveu no MBA em Gestão Industrial. "Com o conhecimento que pretendo adquirir aqui espero sair mais preparado para assumir novos desafios na empresa e ter a competência de executá-los com excelência".

Diter Bittencourt, 42 anos, optou por participar do MBA para se aprimorar tecnicamente, destacando que o conteúdo e a proposta do curso estão alinhados ao que realiza no dia a dia como coordenador de TI da empresa Midea Carrier. "Quero aprender com essa proposta de aulas dinâmicas e práticas, pois para mim curso com apenas teoria é pura filosofia", disse.

"Durante o curso, vamos falar sobre inteligência competitiva, modelo de negócios, fazer workshop e apresentar cases empresariais. A metodologia do curso é baseada em vivências que os alunos vão precisar passar, tendo o professor como consultor e orientador que vai trazer desafios para que solucionem", disse o professor Luiz Maurício Martins.

Além do módulo de Competitividade Sistêmica e Inteligência Competitiva, serão ministrados os módulos de Gestão da Produção Industrial, Gestão de Projetos Industriais, Política Empresarial e para o Fomento da Inovação, Economia Industrial e Introdução a Macroeconomia, Gestão Financeira e Engenharia Econômica, Estratégia Empresarial e Internacionalização de Negócios, Sustentabilidade na Indústria, entre outros.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário