Manaus, 21 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Startup Weekend mais uma vez em Manaus

Por: Jornal do Commercio
23 Jun 2015, 10h09

Evento contará com cases de sucesso, palestras e monitorias sobre como inovar

Evento de imersão, que acontece em vários países e as vezes de forma simultânea, o Startup Weekend acontece em Manaus nos dias 26, 27 e 28 de junho, com o tema ‘Mobile’. O Startup Weekend reúne desenvolvedores, designers e empreendedores em geral, misturando universitários e profissionais, novatos e também quem já tem algumas histórias de sucesso (ou fracasso) no currículo. Segundo a organização do evento, será oferecida uma experiência única onde empreendedores e aspirantes a empreendedores podem descobrir se suas ideias de startups são viáveis.
Todos os eventos do Startup Weekend seguem o mesmo modelo básico: qualquer pessoa é bem-vinda para expor a sua ideia de startup e receber feedback de outros participantes. São formadas equipes em torno das melhores ideias (determinadas por votação) e a partir daí são 54 horas de criação de modelos de negócios, programação, design e validação de mercado. O fim de semana termina com a apresentação dos projetos a empreendedores de sucesso em uma nova oportunidade para receber feedback. O evento contará com a participação de mentores, jurados, mídia, oradores, investidores e outros.

Nadando com os 'tubarões'
Não só manter contato com quem idealiza, produz e vende, para os participantes do evento –iniciantes ou não -o momento é de imersão no ambiente empreendedor, explica o organizador Marcelino Macedo. “ A intenção é fazer com que os interessados produzam negócios, levem as ideias para o mundo prático com quem já passou por isso e mostrar a eles, que com dedicação, organização e acima de tudo força de vontade se consegue modelar um empreendimento”, conta.
Mesmo tratando com pequenas empresas, alguns iniciantes se sentem inibidos em mostrar suas experiências, segundo Marcelino, como se ‘nadassem entre tubarões’, uma mística que a organização quer derrubar trazendo ao evento uma rede de monitores nacionais, internacionais e locais como Gustavo Mota da WeDoLogos, Michael Lopes da Blink e Luiz Eduardo Leal, CEO Trânsito Manaus. “A maioria vem justamente em busca de informações com esses tubarões. Já que não temos ‘mar’ em nosso Estado é uma oportunidade de fazer contato com essa rede de monitores, algo que eles não teriam acesso facilmente, se não viajando a outras cidades. De eventos assim já saíram grandes marcas como a Easy Taxi, o maior case de sucesso de startup brasileiro”, comenta o organizador.

Propulsor de boas ideias
O Startup Weekend pretende ser o empurrão que falta para as boas ideias, afirma o organizador. Em rápida explicação Macedo conta como funciona o vento e a organização de um bom negócio. “Em geral, cria-se uma startup quando um grupo de pessoas que possuem uma ideia inovadora se reúne, discute e chega a um consenso de algo que pode modificar algum mercado e gerar renda. Esse projeto deve ter como objetivo a criação de uma empresa, com baixos custos de manutenção e crescimento rápido –o famoso mantra adaptado de Steve Blank e Eric Ries, do modelo ‘repetível, escalável e trabalhado em condições de extrema incerteza’. Mas como satisfazer essa equação, principalmente quando não se tem experiência empreendedora ainda? Uma das iniciativas que procura dar esse empurrãozinho é o evento,” conta.
Outras atrações são, o ‘Boot camp’ onde serão expostos os cases de sucesso com Gustavo Mota da WeDoLogos e ‘Acelerando sua Startup’ com Juliana Saldanha da TechMall /MG. “São duas palestras que mostram ao público o empreendedorismo digital e dão uma ideia de como é ter essa galera por perto,” fecha Macedo.

Unindo forças
Para aumentar ainda mais a capacidade de agregar mais estes novos empreendedores, a Startup-Am e o Jaraqui Valley (brincadeira com o Silicon Valley, o Vale do Silício, maior agrupamento de negócios digitais dos EUA, unem forças em 2015, já mapeando as startups locais, conta Macedo. “Essa fusão se dá justamente para que tenhamos mais força e organização. No nosso mapa já temos várias e embora a maioria não tenha vindo de um weekend, é algo que pode acontecer, por ser um evento aberto, é meio complicado apostar em algo. No momento os games e plataformas ‘gameficadas’ estão em alta, mas com todos chegando com ideias e ali reunidas, pode sair algo ainda melhor”, ressalta.

Voluntariado
Um dos aspectos mais interessantes é que o evento é realizado por voluntários. Organizadores, mentores, palestrantes e demais participantes atuam sem visar retorno financeiro apenas disseminar a ideia de empreendedorismo ao redor do mundo. “Só está lá quem realmente acredita nessa experiência e compreende como é importante aquele momento. Por isso, esse é o lugar perfeito para o jovem programador, designer, administrador, estudante e qualquer empreendedor ‘wanna-be’ se motivar, aprender, trocar ideias e crescer, somando a experiência dos demais e compartilhando as suas”, resume o organizador.


Artur Mamede
amamede@jcam.com.br

Comentários (0)

Deixe seu Comentário