Manaus, 25 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Fucapi : 33 anos de inovação, tecnologia e qualificação

Por: Jornal do Commercio
02 Mar 2015, 18h38

Com participação intensa no desenvolvimento da Amazônia, apoiando e dando suporte tecnológico ao PIM (Polo Industrial de Manaus) por meio de seus laboratórios e mais recentemente aderindo ao boom das startups, incubando empresas iniciantes, a Fucapi (Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica) completou na última quinta-feira (26) 33 anos de atuação. A iniciativa para a criação da Fucapi em 1982, partiu de uma ação conjunta da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas) e Geicom (Grupo Executivo Interministerial de Componentes e Materiais), ligados ao governo federal.

Junto ao PIM
A proximidade entre a Fucapi e as indústrias amazonenses tem produzido resultados promissores. Os laboratórios e cursos de qualificação atendem as necessidades do PIM desenvolvendo projetos inovadores nos segmentos das engenharias –produção, ambiental, mecânica, elétrica –ou da tecnologia da informação. De acordo com o diretor de Pesquisa e Tecnologia da Fucapi, Niomar Pimenta, para a consolidação do PIM a capacitação é fundamental. “Nesse aspecto, a qualificação dos recursos humanos é um dos principais componentes desse processo e a Fucapi tem sempre um grau de participação”, destacou.
A participação da Fucapi nas indústrias vem ganhando mais amplitude com os anos, o que vem aumentando as chances do PIM no mercado global. “Consolidamos nossa marca e ajudamos na competitividade e visibilidade dos produtos e processos aqui idealizados”. Um outro ponto citado por Niomar é a busca por alternativas ao modelo atual da ZFM. “Criar capital intelectual é uma forma de se garantir a vida do PIM além dos incentivos fiscais”, afirma.

Incubadora
Com dois anos de atuação completos em dezembro passado, a FIT (Fucapi Incubadora de Tecnologia) comemora bons resultados para o cenário de inovação empreendedora amazonense. Abrigando empresas que atuam em áreas voltadas à TI (Tecnologia da Informação), Engenharia Ambiental, Biotecnologia, Automação Industrial e Multimídia Digital, a Fit é a única no Brasil a possuir a certificação ISSO 9000, focando seus objetivos em apoiar empresas de base tecnológica, visando o desenvolvimento de processos ou produtos que sejam inovadores.
Para o coordenador do Nepi (Núcleo de Estudos e Pesquisas) da Fucapi, Francisco Elno, a consolidação da Fit, apesar do pouco tempo, é algo natural. ‘Alguns produtos e ideias já estão sendo procurados por grandes empresas. O networking formado aqui pode garantir estes contatos e fazer com que as coisas andem. O nome da Fucapi também garante credibilidade as incubadas”, resume.

Educação profissional
Na área educacional, a instituição está ampliando sua capacidade de infraestrutura física e laboratorial para melhor atendimento de seus professores e alunos. Um prédio de 6.000 m2 está em fase de conclusão, assim como um auditório para 500 lugares e um ginásio poliesportivo. “Os desafios serão muitos, mas o que a Fundação possui de mais importante para enfrentá-los e superá-los é, sem dúvida, seu capital intelectual. É sustentada na qualificação e na experiência desses profissionais que a Fucapi continuará a construir sua trajetória e a consolidação de suas atividades, no sentido de cumprir sua missão: contribuir para o desenvolvimento da Amazônia”, assegurou Niomar Pimenta.

Artur Mamede
amamede@jcam.com.br

Comentários (0)

Deixe seu Comentário