Opinião

COMPARTILHE

Zona Franca pra Chinês ver

Por Redação

26 Mar 2019, 12h28

Crédito: Divulgação

Eles chegaram de mansinho, foram conquistando espaço e viraram tendência. Em fevereiro, a China passou a ser a maior parceira do Amazonas, respondendo por 30,48% do volume de exportação, quando o Estado somou US$ 53,057 milhões em vendas no exterior, de acordo com estudos do Departamento de Estudos e Estatísticas da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento.  Entre os maiores mercados do Estado no exterior, depois da China, estão a Colômbia, com 13,75% das vendas; Bolívia (10,42%), Estados Unidos (10,35%) e Argentina (9,95%), que já figurou como maior parceira das empresas locais. O estudo completo da Balança Comercial do Estado está disponível em no site www.seplancti.am.gob.br, na aba Planejamento. A China também é o maior emissor de vendas para o Estado (30,48% de participação do total de importações), seguido pelos Estados Unidos (11,06%), Coreia do Sul (9,48%), Taiwan (6,89%) e Vietnã (6,74%). Partes e peças para aparelho de radiodifusão, estireno, componentes eletroeletrônicos e partes de aparelhos telefônicos celular são os produtos mais importados pelas empresas do PIM.

MAS...

Nem tudo são flores, entretanto. No total, as exportações do Estado com volume de US$ 53,057 milhões em fevereiro, representam uma queda de 7,25% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os produtos mais exportados foram preparação para elaboração de bebidas (17%), soja (16,80%), motocicleta (9,9%), ferro-nióbio (9,02%) e memórias digitais montadas (6,78%). Os estudos da Seplancti revelam a continuidade do déficit na balança comercial do Amazonas. O saldo de fevereiro foi de US$ 705 milhões negativos

INTERIOR 1

O município de Itacoatiara registrou o maior crescimento nas vendas para o mercado estrangeiro - 2.302% -, em comparação com fevereiro de 2018, um volume de US$ 10,366 milhões, ficando em segunda posição entre os maiores exportadores locais, depois de Manaus. A soja triturada foi o principal produto da pauta de exportações de Itacoatiara, destinado sobretudo ao mercado chinês. De todas as vendas feitas para a China em fevereiro, 83,30% são referente a soja triturada.

INTERIOR 2

Depois de Itacoatiara, a cidade de Presidente Figueiredo registrou exportações no total de US$ 4,783 milhões com vendas de ferro-ligas para a Estônia, uma participação de 9,02% do total das remessas locais. Em menor volume, a cidade de Borba registrou US$ 70 mil em vendas de madeira perfilada para a França, um aumento de 100% comparado a fevereiro do ano passado.

MANTA-MANAUS

O Grupo de Trabalho Multimodal Manta-Manaus, que estuda a viabilidade de um trajeto alternativo aos navios, que navegam via canal do Panamá, para chegar à Amazônia, reuniu-se ontem na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus. Parlamentares estaduais e representantes do Governo do Estado debateram com técnicos da autarquia os próximos passos para a consolidação do projeto. 

DANDO A VOLTA

Depois do desgaste que sofreu ao ajudar o correligionário Renan Calheiros (AL) na tentativa de retornar à Presidência do Senado, o senador Eduardo Braga (MDB) conseguiu se recompor com os colegas de partido e com o presidente David Alcolumbre (DEM/AP). Como líder do maior bloco da Casa, tem sido constantemente chamado pelo amapaense para apagar incêndios.

TENTATIVA

Até o fechamento desta edição, ainda não se tinha notícia dos resultados da reunião da bancada federal do Amazonas com o poderoso ministro da Economia, Paulo Guedes, que começou no início da noite de ontem. Durante todo o final de semana, senadores e deputados trocaram vários telefonemas e mensagens, ajustando o discurso para o encontro. Tentariam convencer a autoridade a fazer várias concessões à Suframa.

AGORA VAI

A segunda etapa da obra do Centro de Convenções Vasco Vasques, localizado no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus, atingiu, ontem, a marca de 30% de execução com a concretagem da laje 3 do prédio. Previsto para ser entregue em dezembro deste ano, o local será o maior centro de convenções da região Norte.

MULHERES

A Organização das Cooperativas do Brasil, realizou no último final de semana o III Encontro de Mulheres Cooperativistas do Amazonas, que reuniu mais de 100 mulheres, tanto da capital, quanto interior, num hotel de selva às margens do rio Negro. Além da capacitação, o evento também teve o momento de motivação, com a representante do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Maria José Alves, falando sobre "As Extraordinárias Multifaces das Mulheres no Cooperativismo". 

FRASES

O Cooperativismo é o agente da felicidade, com mais dinheiro no bolso e com mais lugar para trabalhar”. Merched Chaar, presidente no Amazonas da Organização das Cooperativas do Brasil

Que possamos nos dar as mãos e revisar essa proposta (de reforma da Previdência)”. Edjane Rodrigues, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado

Veja Também

Frente & Perfil

Menezes banca a Zona Franca

27 Mar 2019, 00h51