Turismo

COMPARTILHE

Turistas esperam gastar até R$ 3 mil na visita a Manaus, diz pesquisa

Por Marcelo Peres

17 Mai 2019, 10h22

Crédito: Divulgação

Com fauna e flora abundantes, Manaus continua sendo muito atraente ao turista. Pelo menos é o que revela uma pesquisa divulgada pela Fecomércio AM (Federação do Comércio do Amazonas), tendo como referência o mês de fevereiro e aplicada em março deste ano. Segundo os dados, a maioria dos visitantes estrangeiros esperava gastar US$ 250 ( R$ 1 mil, com a cotação atual do dólar)  e os brasileiros até R$ 3 mil.

A pesca esportiva (que tem hoje como polo o Alto Rio Negro) está em franca ascendência e figura como um dos maiores motivadores  de visitas à região, principalmente de turistas nacionais. Os municípios de Barcelos e São Gabriel da Cachoeira são os que mais recebem visitantes interessados nessa modalidade de pesca, que se consolida como um segmento com potencial de agregar altos investimentos, expandir a rede de serviços e ainda aumentar a oferta de empregos na região.  “É uma variedade de turismo em espiral de expansão no Amazonas e que a cada dia atrai mais turistas ao Estado”, diz o economista José Fernando Pereira da Silva, assessor da Fecomércio AM e responsável técnico pelo levantamento, um trabalho realizado pelo Ifpeam (Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Amazonas).

O Ifpeam entrevistou 90 empresários e gerentes ligados ao turismo para realizar a pesquisa. E foram entrevistados 385 turistas – 158 nacionais e 227 estrangeiros. A margem de erro é de 5% e o nível de confiabilidade chega a 95%.

De acordo com a pesquisa, a taxa de ocupação hoteleira em fevereiro de 2019 foi de até 97% , o mesmo desempenho verificado em janeiro deste ano. E os dados indicam ainda que as agências de viagens, que investem pesado em campanhas e novas ações de marketing, foram as principais responsáveis por induzir os turistas estrangeiros a visitarem Manaus. Outro dado relevante é que 53% dos visitantes de outros países demonstraram ter superado as expectativas com a visita à capital do Estado - uma forma de indicar que saíram satisfeitos da  viagem.

Segundo os números, 53,3% dos turistas estrangeiros disseram que recomendarão Manaus a outros viajantes como um dos principais roteiros turísticos mundiais. Boa hospitalidade do povo amazonense, sólida rede hoteleira e a saborosa gastronomia amazônica, à base de uma diversificada espécies de peixe, figuram como o grande diferencial para incentivar as viagens à capital. “Todos elogiam a receptividade da população local e da excelente comida com um mix variado de cardápios regionais”, afirma o economista José Fernando Pereira. A presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Zeina Russo, avalia que a rica variedade da culinária regional é um grande motivador para dinamizar o turismo local. “Nossa variedade em alimentos, à base de peixe, é muito diversificada, além dos frutos regionais e outras iguarias que são muitas apreciadas”, diz ela.

Se a gastronomia e a boa hospitalidade agradam enormemente os turistas que aqui vêm atraídos atraídos também pela biodiversidade rica e abundante , a limpeza pública e a rede de transporte demonstram o inverso. E lideram o ranking de reclamações. Segundo o Ifpeam, 21,5% dos visitantes demonstraram insatisfação com os serviços de  transporte. Eles ainda reclamam do lixo que se acumula no Centro da cidade e a falta ainda de um birô de atendimento específico ao turista que, muitas vezes, fica sem ter a quem recorrer quando sente mais necessidade de informações sobre a cidade e também da RMM (Região Metropolitana de Manaus). “Deveria haver um setor que oferecesse mais apoio nesse sentido”, acrescenta Pereira, com base na pesquisa feita junto a empresários e gerentes de turismo em Manaus.

Outros dados

A assessoria econômica da Fecomércio AM estima  que o segmento de turismo deve crescer algo em torno de 1,5% a 2% em 2019, em relação a todo o ano de 2018. E a pesca esportiva, com grande potencial em Barcelos e São Gabriel da Cachoeira, deve continuar no topo da pirâmide dos itens que mais motivam os turistas nacionais e estrangeiros a visitarem o Amazonas.

Segundo a pesquisa, gerentes e empresários de turismo apontaram que a falta de uma melhor infraestrutura, mais divulgação de roteiros,  ausência de eventos culturais e empresariais, precariedade na rede aeroportuária e ainda inexistência de incentivos fiscais são os maiores gargalos para alavancar o turismo no Amazonas.

A maioria dos turistas brasileiros entrevistados (40,3%%) disseram que as riquezas da fauna e  flora foram os maiores incentivadores das visitas ao Amazonas. Já os visitantes estrangeiros disseram que os principais motivos da vinda ao Estado foram o folclore (63,3%) e biodiversidade (46,3%).

Veja Também