Turismo

COMPARTILHE

Turismo desanimado com campanha prevista para Semana do Brasil

Por Andréia Leite

28 Ago 2019, 11h58

Crédito: Divulgação

Diferentemente do comércio que vislumbra como positiva a “Semana do Brasil” idealizada pelo governo federal, entidades ligadas ao turismo local, colocam a campanha em xeque, apesar da iniciativa surgir para movimentar a economia, estimular o turismo interno e outros segmentos.

O presidente da Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Roberto Bulbol, é bem categórico ao declarar que até o momento só conhece a matéria  do lançamento sobre a Semana Brasil e não conheço ainda nada com referência a ao lançamento. Ele explica que no segmento de hotelaria esse tipo de promoção deve ser feita com muita antecedência, pois as pessoas precisam se programar para fazer suas viagens. 

“É diferente do Comércio que pode ser lançado em curto tempo , e na mesma cidade , o que não acontece com o Turismo , precisa ser em vários destinos e envolve companhia aérea , e muitas outras coisas , acho que devido o curto espaço de tempo , acho que o segmento de comércio vai ser contemplado com sucesso”. 

Na mesma linha, o  assessor da ABAV-AM( Associação Brasileira de Agências de Viagens do Amazonas), que  opera no segmento de Turismo Emissivo no Amazonas, Jaime Mendonça, o formato da campanha nos moldes da "Black Friday" brasileira, não está clara. Ele explica que querem atrair estrangeiros para comprar no Brasil, mas acredita que não vá surtir o efeito esperado. 

“Deveria ter sido feito barulho muito antes para atrair público, e os valores de produtos industrializados, praticados no Brasil, como por exemplo, um iphone, se você fizer a conta são muito mais altos que nos países de origem dos turistas alvo”. Ele concorda que os benefícios recairá  nos produtos brasileiros como: roupas perfumes, cosméticos e calçados, que tem seu lugar no mercado internacional. “Acredito que o turista Brasileiro e o consumidor local será o grande beneficiado”. 

Mendonça ressalta também que a ideia do governo usar a campanha para estimular vinda de turistas dos quatro países Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão que tiveram a isenção de visto, não funcione porque geralmente as pessoas se programam com um ano de antecedência para sua viagem de férias. “A  prova de fogo ao meu ver serão as férias de fim de ano, que e quando todos do hemisfério norte fogem do frio do inverno”. 

Entre as ações da campanha, diversos serviços turísticos como promoções em diárias de hotéis, passagens aéreas, pacotes de viagens, restaurantes deverão ofertar vários serviços. As promoções serão divulgadas a partir do 1 de setembro.

Ele enfatiza ainda que no fim das contas a iniciativa funcione, porque  vai coincidir com os o período que inicia os saques do FGTS. 

Expectativa

Há, também, quem avalie a campanha com otimismo, Fábio Cunha, presidente da Abrasel-AM (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes)  do Amazonas, diz que todo e qualquer incentivo para o desenvolvimento geral da gastronomia, alimentação fora do lar e o turismo é bem-vindo pela entidade. 

“Nossa expectativa para essa campanha é boa, pois estamos sempre confiantes de que podemos melhorar e crescer cada vez mais nossos negócios e a qualidade de vida na nossa cidade. E isso inclui atender ao turista e tornar nossa cidade onde o acolhimento se prolongue mais dias na própria cidade de Manaus”, disse, 

Contudo, ele declara, que o incentivo tem ser feito de forma contínua para manter os resultados sempre positivos. E que a Abrasel fará uma divulgação da campanha para que tenha uma boa participação e com isso ter um resultado positivo. “O trabalho em conjunto ajuda num todo com mais qualidade e eficiência para todos”. 

Campanha

"Semana do Brasil", criada para tentar movimentar o comércio e aquecer o turismo nacional. A ação acontecerá entre 6 e 15 de setembro e pretende estimular empresas a oferecerem produtos e serviços com descontos. A "Semana do Brasil" foi criada pela Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República) e tem como inspiração o varejo norte-americano, que costuma realizar promoções em feriados nacionais históricos.

Reunidos na capital paulista para apresentarem ações promocionais em produtos e serviços a preços especiais ao consumidor,  o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier, ressaltou que a campanha contribuirá para alavancar o turismo interno com opções atrativas em diversos serviços turísticos como promoções em diárias de hotéis, passagens aéreas, pacotes de viagens, restaurantes, dentre outras ações. “Estamos muito honrados em participar de uma campanha inédita como essa, incluindo o turismo em um projeto fundamental para fortalecer nossa economia”, destacou o secretário.

Veja Também