Agronegócios

COMPARTILHE

Startup aproxima produtor do consumidor com delivery e plano de assinatura

Por Evaldo Ferreira

19 Fev 2019, 09h15

Crédito: Divulgação

Facilitar a aquisição de produtos regionais pelos manauaras e gerar mais ganhos aos produtores da região metropolitana de Manaus (por enquanto). Esses são os principais objetivos da Onisafra, startup criada no final de 2016 pelos amigos Macaulay Souza, engenheiro agrônomo; Daniel Bandeira, gastrônomo; e Rafael Kutemberg, desenvolvedor de softwares.

“O Macaulay tinha um amigo na faculdade que produzia bananas no interior e tinha dificuldades para vendê-las em Manaus por um preço que considerava justo. Foi então que ele teve a idéia de criar uma ferramenta que pudesse auxiliar os agricultores familiares a oferecer e comercializar seus produtos diretamente ao consumidor, na capital”, falou Daniel.

Assim surgiu o site da Onisafra onde as fotos e os preços dos produtos são disponibilizados para o cliente final.

“O agricultor coloca o preço que ele acha justo e a Onisafra ganha uma porcentagem em cima dos serviços que presta, de intermediação entre as partes e o delivery”, explicou.

Atualmente cerca de 30 agricultores familiares, dos municípios da região metropolitana como Iranduba, Rio Preto da Eva, Careiro e Manacapuru, têm seus produtos listados pela startup.

“São várias as vantagens para o agricultor: ele mesmo põe seu preço, não existe o atravessador, e só é colhido o que é solicitado pelo consumidor, evitando o desperdício. Se tiver o pedido de 30 mamões, por exemplo, ele só vai colher 30 mamões. É uma colheita sustentável”, esclareceu.

É possível fazer assinatura pelo site onisafra.com

Pedidos entregues em casa

O consumidor também ganha bastante. “Terá um produto mais barato, mais fresco e saberá exatamente de onde ele veio. Nós fazemos o rastreamento dos produtos. Nas fotos de cada um deles está dizendo quem foi o agricultor que o plantou, qual a localidade e o município, quando foi colhido e, em breve, se é orgânico”, esclareceu.

A Onisafra está sendo divulgada nas redes sociais e num aplicativo inserido no Teewa. “No Instagram publicamos fotos nossas junto com os agricultores e suas plantações para que o consumidor tenha ainda um contato mais direto com eles”, disse.

“Temos um serviço de delivery para que o consumidor receba diretamente seu pedido em casa, sempre aos sábados. “Nos finais de semana os agricultores vêm até Manaus vender seus produtos nas feiras que se espalham pela cidade. É quanto trazem os pedidos feitos através da Onisafra. O pedido mínimo para o delivery são R$ 50”, falou.

E os amigos montaram até um plano de assinatura para quem quiser receber os produtos todas as semanas, mas não quer se dar ao trabalho de ficar fazendo o pedido.

“Montamos uma cesta básica, o consumidor pode fazer o pagamento com cartão, e todos os sábados receberá o seu pedido de acordo como desejar. Estamos lançando esta semana mais dois tipos diferentes de cesta: além da básica, terá a master chef e a familiar. São mais de 20 frutas, verduras e legumes colocados à disposição do consumidor”, revelou.

E as novidades não param por aí. Em breve os três sócios irão lançar a cesta de peixes, com as espécies mais consumidas pelos manauaras. “E mais pra frente outros produtos regionais serão publicados no site, sempre valorizando a produção regional. Já temos um parceiro atuando em São Paulo, porém só com os produtos regionais, e orgânicos, de lá. Estamos viabilizando trazer esses produtos para Manaus com preços bem mais acessíveis para os manauaras”, adiantou.

Meu quintal no prato

Há tempos o chef Ramiro Hitotuzi, da Maison Gomes, realiza o projeto ‘Meu quintal no prato’ quando, através de palestras e jantares ele tenta conscientizar as pessoas a consumirem mais o que é produzido no Amazonas. Agora ele fechou uma parceria com os rapazes da Onisafra.

“Sigo os ensinamentos do meu professor e mestre francês, chef Laurent Suaudeau. Ele dizia que o futuro da agricultura no Brasil será o da agricultura familiar e orgânica”, lembrou.

“Eu descendo de família de agricultores japoneses e ainda na universidade comecei a efetivar esse meu projeto, que executo até hoje”, afirmou.

Em 2016, Ramiro começou a realizar suas palestras e jantares em universidades e escolas públicas e particulares enfatizando a importância da agricultura familiar, e chamando a atenção dos participantes para que passem a olhar melhor para o que é produzido aqui.

“Temos uma quantidade muito grande de frutas, legumes, verduras e peixes, vários deles desconhecidos das pessoas. No meu restaurante, em Aparecida, sempre crio pratos novos com esses produtos. Vou à fazendo do meu tio, em Iranduba, e faço questão de eu mesmo colher os produtos que vou usar nos meu pratos”, garantiu.

Depois do Carnaval, Maison Gomes e Onisafra irão realizar mais um evento do ‘Meu quintal no prato’ e os interessados já podem agendar presença através do 9 8122-9241.          

Veja Também