Opinião

COMPARTILHE

Sincericídio no trabalho

A sinceridade não só é importante, como essencial em alguns momentos profissionais

Por Paula Pedrosa

17 Abr 2019, 15h46

Crédito: Divulgação

Sinceridade é uma virtude, é uma característica muito importante para o profissional. O problema não está em ser sincero, mas sim, na maneira como as pessoas se utilizam dessa característica para dizerem o que pensam sem responsabilidade.

Sinceridade x sincericídio

Sair falando o que vem à cabeça é muito mais imaturidade do que sinceridade. Existe um padrão de bons modos, é como se fosse uma espécie de compliance intrínseca dos profissionais/empresas, que recomenda evitar dizer sempre aquilo que vem à cabeça. Ignorá-lo pode acabar em "sincericídio" corporativo.

Há uma linha tênue entre a sinceridade e o “sincericídio” – e uma grande controvérsia sobre os reais benefícios da verdade sem filtros. Como aqui falamos de carreira, deixemos de lado a questão da franqueza no âmbito pessoal e vamos analisar sua prática no ambiente de trabalho.

Certo é que, as afirmações honestas geram uma postura ética, que é valor imprescindível no exercício de qualquer função, mas você pode ganhar pontos nesses quesitos que talvez não sejam suficientes para beneficiar sua carreira na empresa.

Ao impormos a verdade sem condescendência, temos que estar conscientes de que a transparência é por vezes, até mais transgressora do que a mentira. E, para chegarmos aonde planejamos, devemos pensar e agir de modo estratégico: quando, como e com quem seremos corajosamente sinceros? A arte de escolher bem os interlocutores e saber quem é merecedor da nossa transparência irrestrita é uma ferramenta poderosa para alcançar objetivos. Um mentor jamais recomendaria o “sincericídio” como argumento de negociação ou justificativa de uma falha menor.

Veja bem: não se trata de fazer apologia da inverdade, mas de saber que há um padrão de bons modos, um manual de civilidade que nos recomenda evitar dizer com todas as letras aquilo que nos vem à cabeça. As nossas relações – de casamentos e amizades a empregos – não resistiriam a um surto de verdades sem filtro.

Indispensável em feedbacks

A sinceridade não só é importante, como essencial em alguns momentos profissionais. Na hora de um feedback, por exemplo, ela se torna indispensável. Mas, ao mesmo tempo, precisa ser colocada com muito cuidado, sabendo utilizar as ferramentas de comunicação adequadamente. Se um feedback for passado de forma áspera pode surtir uma reação muito negativa. Nesse caso, a sinceridade é muito importante, mas deve ser muito cuidadosa também.

Na medida certa, em momentos adequados e com responsabilidade, a sinceridade pode e deve ser utilizada. Então, quando estiver em dúvida sobre colocar ou não a sua opinião sobre determinada situação, pergunte-se se o que vai dizer é realmente importante e pode agregar algo. Dessa forma, terá muito mais chances de ter sucesso no trabalho e no relacionamento com os colegas.

Boa semana!

Fiquem com Deus!

Veja Também

Artigo

Contra a judiciariocracia

17 Apr 2019, 15h52