Negócios

COMPARTILHE

Seguro auto para mulheres sobe em média 20,5%

10,31% é o quanto subiu o preço médio do seguro em janeiro

22 Fev 2019, 18h24

Crédito: Divulgação

A Bidu, plataforma online de recomendação, comparação e contratação de seguros e produtos financeiros divulga levantamento com valores dos seguros para as versões de entrada dos dez veículos mais vendidos em janeiro de 2019, de acordo com os dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O Relatório Bidu, produzido mensalmente desde 2016, analisa o preço médio do seguro em cinco capitais brasileiras (Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Fortaleza) e compara o perfil de homens e mulheres de 35 anos, casados, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho e que estão contratando o seguro pela primeira vez. As cotações desta edição, a primeira que inclui a capital cearense, foram feitas no dia 8 de fevereiro.

Diferente da tendência de queda apresentada de outubro a dezembro, o valor do seguro para os modelos mais emplacados no País subiu nos dois primeiros meses do ano. Assim como ocorreu no mês passado, onde o preço médio do seguro encareceu 10,31%, em fevereiro os consumidores que optarem pela contratação do serviço sofrerão um aumento no preço médio de 6,3%. Contrariando a tendência usual, esse índice é puxado pela elevação de 20,5% na média de preço do seguro para o perfil feminino, enquanto para o masculino houve redução média de 7,9%.

No relatório atual, o destaque no acréscimo do valor do seguro fica para Brasília, que obteve aumento de 28,5% para o perfil feminino. Em todos os municípios estudados há elevação nos preços para as condutoras, como mostra o gráfico abaixo, porém no Rio de Janeiro esse impacto foi menor, embora ainda bastante significativo, com aumento de 15,9% no preço médio da apólice para as mulheres. A cidade de Fortaleza é a única que apresenta o índice zerado, pois figura pela primeira vez no levantamento.

Analisando o comportamento de preços dos diferentes modelos, o crescimento no valor médio do seguro para mulheres aconteceu em todos os oito veículos cotados que se repetiram entre os mais vendidos entre janeiro e fevereiro deste ano, de acordo com a Fenabrave. Os maiores aumentos na cotação de preços médio para o perfil feminino são registrados para o Renault Kwid e para o Ford Ka, com 41,9% e 35,8%, respectivamente. Já para os homens, o destaque em termos de redução de preço está com o Volkswagen Polo, que registrou uma queda de 17,4%, seguido pelo Jeep Renegade, com 13,4%.

Apesar de as mulheres ainda pagarem menos pelo serviço, no levantamento atual há uma redução significativa na diferença entre o preço médio do seguro para homens e para mulheres. Enquanto no mês anterior as condutoras desembolsaram, em média, R$2.216, os homens pagavam R$3.127, uma diferença de 41,11%. Já em fevereiro essa discrepância foi de apenas 7,1%, com o perfil masculino e feminino pagando R$2.771 e R$2.573 respectivamente, conforme evidencia o gráfico abaixo.

Modelo mais vendido

De acordo com o relatório da Fenabrave, em janeiro foram emplacados 163.796 automóveis – uma queda de 13,5% em comparação com dezembro, quando foram emplacadas 189.389 unidades. Este é o terceiro mês consecutivo com redução no número de emplacamentos.

 Ranking dos 10 veículos mais emplacados em janeiro, de acordo com a FENABRAVE

O Chevrolet Onix segue como o carro mais emplacado no Brasil, com 18.842 unidades em janeiro ante 8.023 registradas para o segundo colocado, o Ford Ka. O preço médio do seguro do modelo de entrada do Onix para o sexo masculino custa atualmente R$ 2.524, contra R$ 2.319, registrado no estudo anterior. Já para o perfil feminino, o valor médio atual é de R$ 2.265 ante R$ 2.117 calculados na cotação do mês anterior.

Dos dez veículos analisados neste estudo, oito são os mesmos de janeiro. Após figurarem no levantamento do último mês, os automóveis Toyota Corolla e Hyundai Creta saem do relatório e dão espaço para o Fiat Argo e o Fiat Mobi, que não apareciam na lista dos 10 mais emplacados desde novembro e junho, respectivamente. 

O melhor custo-benefício

No Relatório Bidu deste mês, o Volkswagen Polo aparece como o veículo que apresenta o melhor custo-benefício, ou seja, a melhor relação entre o preço médio do seguro e o valor de mercado do veículo (price ratio), para ambos os perfis. Para as mulheres, o price ratio é de 5,2% e para os homens é de 5,7%.

Já a relação de menor custo-benefício para os condutores do sexo masculino, fica para o Volkswagen Gol, que registra price-ratio de 7,9%. Para as mulheres neste mesmo quesito, há um empate entre três automóveis, o Fiat Mobi, o Renault Kwid e o Volkswagen Gol, todos com o price ratio de 7,2%.

Variação entre as cidades

Neste mês, apesar de registrar o maior aumento no preço médio do seguro, o equivalente a um acréscimo 15,1% em relação a janeiro, a cidade de Brasília, assim como ocorreu no último Relatório Bidu, permanece como o município que possui o seguro mais barato entre as capitais estudadas, onde a média geral do preço do seguro dos dez modelos do ranking, para homens e mulheres, ficou em R$ 2.151. Já o Rio de Janeiro, mesmo sendo a única capital que obteve retração na média geral do preço do seguro durante o período, figura novamente com a média geral mais alta, considerando os dois perfis, com cotação de R$ 3.580 - uma diferença de 66,4% em relação ao preço médio cobrado na capital do País.

Veja Também