Gastronomia

COMPARTILHE

Saboreando petiscos mais vencedores de Manaus

Na Dica da Semana, o jornal do Commercio indica sempre um bom espaço para comer, beber e se divertir

Por Evaldo Ferreira

03 Mai 2019, 19h32

Crédito: Evaldo Ferreira

Ainda dá tempo de votar no melhor petisco do Comida di Buteco deste ano. Até domingo, dia 5, os 16 concorrentes aguardam os clientes para provar e escolher o petisco vencedor. Um deles é o tricampeão Quiosque Beer, no D. Pedro I, que acumula vitórias em 2016, 2017 e 2018.

“E não abro mão do quarto título consecutivo, com o ‘Quanana’, petisco que criei para o concurso de 2019”, falou Alysson Lima, proprietário do Quiosque Beer.

Os petiscos de Alysson são imaginados a partir de produtos regionais. Em 2016 ele ganhou com o ‘Curruíra molhado’ (bolinho de macaxeira com queijo acompanhado de molho especial da casa); voltou a repetir o feito em 2017 com o ‘Canoa de piracuí com arubé’ (piracuí no formato de canoinhas, recheadas com molho de acaçá e vinagrete de tucumã, acompanhado com pimenta de arubé). O petisco, com o formato de uma canoa, fez muito sucesso. Nada mais amazônico. Ganhou, também, pela apresentação do prato; ano passado Alysson ousou mais ainda e lançou o ‘Pirapunha com creme de guaraná e pimenta jiquitaia’ (‘cumbuquinha’ de pupunha em formato de um olho, que remete ao fruto do guaraná, recheado com pirarucu, acompanhado de creme de guaraná em pó e molho de pimenta jiquitaia). A pimenta jiquitaia, uma junção de várias pimentas ardosas, é considerada a mais ardosa da Amazônia, ainda assim fez muito sucesso entre os clientes. O problema surgiu exatamente com a pupunha, uma das nossas frutas mais apreciadas.

“O vencedor de cada cidade vai para a final no Rio de Janeiro, tentar o título de melhor petisco do Brasil, a questão é que essa disputa é em junho, quando não existe mais pupunha no mercado. Quase não consigo pupunha para levar para o Rio de Janeiro e fazer meu petisco, mas consegui, levei e fiquei em quinto lugar, levando a gastronomia amazonense para o resto do país”, comemorou.

“Este ano, para evitar esse tipo de imprevisto, criei o ‘Quanana’ (chips de banana cobertos com filé de pato desfiado, com jambu, regados com calda de laranja), ingredientes que nunca estão em falta. Agora só preciso ganhar aqui em Manaus”, lembrou.

Os petiscos vencedores de Alysson foram incorporados ao cardápio do bar, mas o ideal, entre hoje e amanhã, é que o cliente peça o ‘Quanana’. Além do petisco, ganham pontos o atendimento, a higiene do local e a cerveja gelada. O preço máximo do petisco são R$ 20, em homenagem ao 20º ano do Comida di Buteco no Brasil.

O Quiosque Beer é um típico bar para se curtir tira-gostos com cerveja, a partir do fim da tarde, fechando pela madrugada. Tem capacidade para 64 lugares sentados e funciona de terça-feira a sábado, das 18h às 2h.

 

Serviço

O quê: Quiosque Beer

Onde: Av. Bartolomeu Bueno da Silva, 5B, D. Pedro I        

Funcionamento: De terça-feira a sábado, das 18h às 2h

Informações: 9 9118-7666 e 9 9473-1726         

 

***

Veja Também