Turismo

COMPARTILHE

Roteiro turístico infalível para turistas ou não

Por Rosângela França

24 Out 2019, 16h05

Crédito: Divulgação

Para você que está em busca de diversão e lazer ao chegar em Manaus, traçamos os mais variados roteiros, com um leque diversificado de possibilidades. Entre as opções estão teatros, museus, safaris amazônicos, parques ambientais, praias e cachoeiras. O Amazonas oferece lugares lindos para você conhecer e aproveitar dias de puro encantamento ao lado da família. E o melhor: sem gastar muito.

Teatro Amazonas

Que tal tirar um tempo para admirar o símbolo máximo do rico Ciclo da Borracha? O suntuoso teatro foi inaugurado em 1896 para a apresentação de peças e óperas de companhias europeias. A fachada neoclássica é pintada de rosa e apresenta uma cúpula feita com 36 mil escamas de cerâmica nas cores da bandeira brasileira. No interior, chamam a atenção o hall de entrada em mármore português, a escadaria em mármore italiano e ferro inglês e a sala de espetáculos, com capacidade para 700 pessoas e decorada com lustres e máscaras venezianos. Em maio, o teatro é cenário para o concorrido Festival Amazonas de Ópera, criado em 1997. Vale a pena fazer uma visita guiada, com meia hora de duração. Em dias normais, o Teatro recebe visitas de terça a sábado, das 9h às 17h; e domingos e segundas, de 9h até 14h. Crianças de até 10 anos não pagam, assim como pessoas com deficiência e amazonenses que comprovem a naturalidade. Para os demais públicos, a entrada é R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), mediante apresentação de documentação, sendo estudante, professor, doador de sangue, militar ou acompanhante de pessoas com deficiência. O teatro fica localizado no Largo de São Sebastião – Rua 10 de Julho, Centro.

Atelier Claudio Andrade

Você rejeitaria um convite para caminhar por trilhas que são verdadeiras obras de arte? No Atelier Cláudio Andrade isso é possível, pois lá você pode ter um vislumbre da Amazônia, com obras artísticas que descrevem de forma real a floresta, os rios, os animais e as lendas, em poucos minutos. Trata-se de ambiente ecológico de mil metros quadrados criado pelo artista Cláudio Andrade, onde também se localiza a moradia de sua família. O ambiente é aberto ao público, de quarta a sexta, de 14h às 17h.  Já aos sábados, domingos e feriados o atelier é aberto de 8h às 17h. A taxa de entrada para adultos é de R$ 10 e crianças até 10 anos pagam R$ 5. O Atelier Cláudio Andrade fica localizado no Conjunto Acariquara, avenida Adolfo Duck 165, bairro Aleixo, em frente ao Shopping São José.

Safari Amazônico

Para dar um toque de aventuras aos seus passeios, a dica é fazer um tour de lancha durante o dia inteiro pelo Rio Negro. A embarcação sai por volta das 8h30 do Porto de Manaus para levar você para conhecer o que o Amazonas tem de melhor. Confira as atrações deste exuberante safari. O pacote de turismo amazônico dá direito de você conhecer comunidades ribeirinhas, visitar tribo indígena, interagir com os botos, visitar o Encontro das Águas, passear por trilhas suspensas dentro da mata, fazer pesca esportiva do pirarucu, fazer compras em feira de artesanato indígena flutuante, conhecer a planta vitória régia, além de permitir você saborear um delicioso almoço regional amazônico. O pacote turístico custa entre R$ 90 e R$ 120.

Praia da Ponta Negra

O que você acha de, durante as férias, tirar um dia para curtir o pôr do sol com vista para o Rio Negro a partir da Praia da Ponta Negra? Chegando bem mais cedo, você também pode aproveitar para fazer caminhadas no calçadão do complexo turístico, jogar futebol de areia, vôlei de praia e ainda aproveitar para dar um mergulho no rio. O local fica localizada a 13 quilômetros do Centro de Manaus e conta com quiosques de vendas de açaí, tacacá e tapioca. O acesso à praia é gratuito.

Seringal Vila Paraíso

Outra dica de passeio é conhecer o museu do Seringal Vila Paraiso, que retrata o modo de vida dos seringueiros no início do século 20. Utilizado como cenário para gravação de um filme sobre o Ciclo da Borracha, o espaço abriga árvores naturais, trilhas e construções, como o Casarão do Seringalista, a Casa do Seringueiro e o Barracão de Aviamento. O seringal fica na margem esquerda do rio Negro e o acesso é de barco, em viagem de meia hora. Na época da vazante, entre julho e fevereiro, vale a pena pedir para descer, na volta, na Praia da Lua, uma das praias fluviais do Negro, boa para banhos. Para chegar até o museu é necessário pegar um barco na Marina do Davi que custa em torno R$ 15 para ida e R$15 para a volta. O valor de entrada no museu custa R$ 5 por pessoa.

Musa (Museu da Amazônia) 

Vale a pena conhecer o “museu vivo”, como é chamado o Museu da Amazônia. Criado em 2009 e ocupando 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke é uma área de floresta de terra firme e nativa. Entre as atrações estão exposições, viveiro de orquídeas e bromélias, lago, aquários e laboratórios experimentais de serpentes, de insetos e de borboletas e trilhas na floresta. Em 2014, o espaço inaugurou uma torre de observação com três plataformas. A mais alta tem 42 metros de altura e fica acima do nível das copas das árvores, com ótima vista para a floresta e parte da cidade. Com agendamento, é possível fazer observação de aves e apreciar o nascer e o pôr do sol lá de cima. O valor inteiro do ingresso sem guia é de R$ 30 e com guia é R$ 50. O museu da Amazônia fica localizado na avenida Margarita (antiga Uirapuru), s/n Cidade de Deus, zona Norte de Manaus.

Bosque da Ciência

E que tal apreciar um pouco da fauna e da flora amazônica em plena zona urbana de Manaus? Então, você precisa dar uma passadinha no Bosque da Ciência. Trata-se de uma área de aproximadamente 13 hectares de floresta nativa, com trilhas, lagos e muitos bichos para observar. Entre os atrativos estão o viveiro das ariranhas, viveiros do peixe-boi da Amazônia, Casa da Ciência, Casa de madeira, Maloca, Ilha de Tanimbuca, Trilha suspensa e o Paiol da Cultura.  O bosque funciona de terça a quinta de 9h às 12h e de 14h às 16h. Já aos sábados, domingos e feriados de 9h às 16h. O valor do ingresso para adultos custa R$ 20. Crianças até 10 anos e idosos com mais de 60 anos não pagam. 

Zoológico do CIGS

Já para você que quer conhecer de perto mais de 200 animais da fauna amazônica a pedida é visitar o zoológico do CIGS (Centro de Instrução de Guerra na Selva), que ganhou novas atrações este ano: o Aquário Amazônico, a Oca do Conhecimento e o Memorial Coronel Jorge Teixeira. Situado no bairro São Jorge, zona Oeste de Manaus, o zoológico reúne exemplares da onça pintada, arara azul, gavião real, macaco prego e pantera negra, entre outros. Funciona de terça a sexta, de 9h às 17h. Nos sábados, domingos e feriados funciona de 9h às 18h. O valor do ingresso para adultos é de R$ 5. Crianças até 12 anos, idosos a partir dos 60 anos, e pessoas portadoras de deficiência não pagam, mediante identificação necessária. Estudantes com carteirinha de identidade pagam meia entrada.

Balada nos Restaurantes Flutuantes

Se você não abre mão de um bom fim de tarde, aproveite as baladas em restaurantes flutuantes, com festas temáticas, petiscos e drinks elaborados. A maioria fica no Tarumã, um dos braços do Rio Negro. Chega-se a eles de lancha ou, em alguns casos, através de uma passarela do bar ligado à terra, como no Sun Paradise. Nesse flutuante, a música é eletrônica, mas às vezes há shows sertanejos nos fins de semana. Outro conhecido na região é o All Night on the River, com música eletrônica e piscina. Além destes, há outras opções, como: Flutuante da Tia, Abaré SUP and Food, Flutuante Peixe-Boi e Flutuante Ferrugem Rock.  Também é possível chegar ao lago do Tarumã Açu de carro. Perto da praia da Ponta Negra, siga pela avenida do Turismo e logo após o Aeroporto, localize a placa da Praia Dourada. A estrada desta praia dá acesso a vários flutuantes, além do Abaré, lá encontra-se o Sun Paradise e o Salomé.

Cachoeiras de Presidente Figueiredo

Tire um dia para dar um passeio até à vizinha Presidente Figueiredo. A 133 km da capital, reúne grutas, corredeiras, cavernas e mais de 100 cachoeiras. Algumas possuem hospedagem, restaurantes (a maioria deles fica no Parque Urubuí) e a possibilidade de praticar esportes como rafting, caiaque, boia cross e tirolesa. É possível se aventurar sozinho, indo de carro ou de ônibus pela BR-174, ou contratar os serviços de uma agência local. O passeio dura cerca de 9 horas, inclui até três paradas, além do almoço.


 

Veja Também

Manaus

Cinema amazônico sem estereótipos

23 Oct 2019, 12h50