Educação Fiscal

COMPARTILHE

Prêmio busca reportagens sobre educação fiscal

A Febrafite realiza a 8ª edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal até o dia 28 de novembro

Por Augusto Bernardo

01 Set 2019, 21h05

Crédito: Divulgação

A Febrafite realiza a 8ª edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal. A cerimônia de entrega de prêmios e troféus será realizada em São Paulo, no dia 28 de novembro.

O objetivo da premiação na categoria imprensa é incentivar a produção de reportagens que tenham como tema a Educação Fiscal.  Poderão ser inscritas reportagens que abranjam conceitos tributários básicos e sobre a função social dos tributos, atuação do Fisco no Estado Brasileiro, combate à sonegação e corrupção fiscal, importância da nota fiscal, acompanhamento das contas públicas, controle social, transparência e qualidade dos gastos públicos, preservação do patrimônio público/combate ao vandalismo, e outros.

É importante que os trabalhos comuniquem de maneira clara conceitos básicos sobre a temática ao público. Para concorrer na categoria imprensa é necessário enviar reportagens que tenham sido veiculadas entre 1º de novembro de 2018 e 30 de setembro deste ano. O primeiro colocado receberá R$ 3.000, enquanto o segundo R$ 2.000, com ampla divulgação nacional.

CATEGORIA TECNOLOGIAS

Serão contemplados também projetos da área de tecnologia, destinada a amadores, profissionais e organizações da iniciativa pública, privada ou do 3º setor, que desenvolvam ou financiem o desenvolvimento de aplicativos, jogos e programas para computadores ou dispositivos móveis, aplicados ou destinados à Educação Fiscal.

PREMIAÇÕES

Nove trabalhos postulantes serão os vencedores desta edição:  3 escolas, 2 instituições, 2 jornalistas e 9 projetos de tecnologia.  Os prêmios em dinheiro variam de R$ 2 mil a 10 mil. Ao todo, serão distribuídos mais de R$ 50 mil em premiação. Os coordenadores dos projetos vencedores (escolas de instituições) serão premiados com R$ 1 mil para cada em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em sua região.

NÃO PERCA O PRAZO

Os projetos das categorias Imprensa e Tecnologia têm até o dia 10 de outubro como data limite. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site www.premioeducacaofiscal.org.br.

ESCOLA REPRESENTA O AMAZONAS

A Escola Estadual de Tempo Integral Nossa Senhora das Graças, dirigida pela Gestora Diane Cunha Costa, concorre ao Prêmio Nacional de Educação Fiscal com o Projeto Conservação do Patrimônio Público: Um dever de todos, sob a Coordenação da Pedagoga Marcia Silva.

O projeto apresenta uma proposta anual e permanente de conservação do patrimônio e traz no escopo do referido projeto dinâmicas que auxiliam no desenvolvimento do mesmo dentro do espaço escolar, como gincanas com a arrecadação de material de limpeza que é doado para ao Abrigo FAIC, localizado no Bairro de Nossa Senhora das Graças, com jogos e competições que estimulam a participação de toda a comunidade escolar.

O Projeto envolve 350 alunos  que estão desenvolvendo atividades pedagógicas com um trabalho diferenciado no sentido de promover boas práticas de preservação do patrimônio público, no caso a escola.

OBJETIVOS DO PROJETO

  • Desenvolver momentos de reflexão sobre a responsabilidade de conservação do Patrimônio Público;
  • Incentivar a conservação de todos os materiais da escola: carteiras, cadeiras, portas, ventiladores, copos, pratos, colheres e materiais da biblioteca.
  • Reconhecer o espaço em que se vive e perceber-se como parte dele, compreendendo que o lugar determina aspectos importantes da vida.
  • Adotar uma atitude responsável em relação às questões ambientais na escola e na comunidade.
  • Mobilizar a comunidade escolar a manter a integralidade física e cultural da escola, levando os integrantes a legitimar seu papel na comunidade.

Veja Também