Opinião

COMPARTILHE

Medo da coragem

A viagem do presidente Bolsonaro a Israel mostra que temos no poder um governante corajoso

Por Orígenes Martins

09 Abr 2019, 16h29

Crédito: Divulgação

O povo brasileiro tem arroubos de medo e coragem que são históricos e até mesmo com registros estatísticos na história. Já tivemos momentos em que o povo foi para as ruas e lutou por seus direitos ou mesmo por sua vontade de manter os ganhos adquiridos pelos governantes eleitos pela maioria. Já tivemos momentos históricos em que governantes como Getúlio Vargas, gozando da aceitação total e irrestrita do povo brasileiro, transformou um mandato de cinco anos em três fases de governo, alternando o golpe que o colocou no poder, a eleição que o consagrou e uma ditadura onde fez o que quis com a aquiescência absoluta do povo.

Quando aconteceu desde a década de 30 as varias tentativas de instalação de governos comunistas no Brasil, com Brizola, Jânio e João Goulart entre outros, nossa população reagiu com bastante coragem deixando claro que não aceitava a mudança de viés ideológico em nosso país. Foi quando a Marcha da Família, entre outras grandes manifestações chamou as Forças Armadas e pediu que impedisse a posse do Jango e a instalação do socialismo no Brasil. Logicamente a história foi deturpada após a redemocratização e poucos brasileiros conhecem a verdadeira versão.

Quando nosso país estava vivendo uma das piores crises econômicas de nossa história, onde nossa moeda não era respeitada nem mesmo por nossa população e a inflação alcançou marcas absurdas de quase quatro mil por cento ao ano, este período teve também a história maculada pelo grupo que controla a história. Um brasileiro que governava à época, chamado Itamar Franco, se viu à frente de um fato capaz de enterrar de vez qualquer país, quando foi decretada a moratória de nossa dívida. Dificilmente encontramos um estudante da era atual que saiba deste fato, muito menos do que aconteceu em seguida.

O presidente Itamar naquele momento, após terem acontecido OITO PLANOS econômicos em nosso país e todos terem fracassado, ordenou que se criasse uma equipe que RESOLVESSE O PROBLEMA. O grupo foi criado com economistas de alta qualidade mas o importante foi a CORAGEM DO PRESIDENTE ITAMAR, que deu carta branca ao grupo, autorizando a negociação da dívida e cortando os gastos públicos de nosso país, que já eram àquela altura exorbitantes, através de um decreto. O resultado foi o Plano real que além de resgatar nossa economia e estabilizar nossa moeda após mais de vinte anos de penúria, tirou quase quarenta por cento dos brasileiros que estavam na miséria e os colocou no mercado de trabalho. Certamente você também não foi informado sobre este lado da história.

Nosso povo também tem muita ousadia quando quer tomar atitudes, independente de saber se está certo ou não. Por este motivo aceitou que precisava mudar tudo o que o Real havia acontecido e engoliu as promessas feitas por um candidato que prometeu democracia e enfiou na goela dos brasileiros a tentativa de um modelo bolivariano, sonho de guerrilha de 64. Não deixa de ser um ato de coragem, mesmo com a conta sendo cobrada após dezesseis anos com tanto juro e correção que deixou o país novamente no buraco.

Temos agora, em pleno século XXI, ano de 2019, após uma eleição onde o povo novamente foi chamado a demostrar sua vontade de mudar e sua intenção de negar o status quo da miséria, uma verdadeira guerra de informações tentando denegrir cada gesto do novo presidente. Cada atitude que fala em mudanças nos velhos vícios, como receber vantagens sem dar nada em troca, causa reação imediata por parte do grupo que se apavora em perder as vantagens conquistadas com a miséria do povo.

A viagem do presidente Bolsonaro a Israel, mesmo com a mídia não mostrando, mais uma vez deixando o povo desavisado, mostra que temos no poder um governante corajoso, capaz de tomar atitudes que considera boas para nosso país, independente do que a oposição pensa. Tomara que continue assim, pois o que o Brasil precisa é de mais governantes com esta capacidade tão em falta em nossa política: A CORAGEM.

Veja Também

Artigo

A rotina de Benjamin Franklin

09 Apr 2019, 16h47
Artigo

Como ter equipes eficientes

09 Apr 2019, 12h46
Artigo

Hoje é dia de florestania bebê!

11 Apr 2019, 00h26
Artigo

Síndrome do reacionarismo

09 Apr 2019, 16h24
Artigo

Surgir

14 Apr 2019, 20h05