Justiça

COMPARTILHE

Mais de R$ 367 milhões em créditos trabalhistas no Amazonas em 2018

23 Jan 2019, 13h55

Crédito: Divulgação

O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11) garantiu o pagamento de R$ 367.431.448,02 em créditos trabalhistas durante todo o ano de 2018. O valor supera em R$ 2 milhões o montante pago em 2017. O balanço é da Secretaria de Gestão Estratégica.

Do total dos valores pagos aos reclamantes, cerca de R$ 232 milhões são decorrentes de execução, quando o Tribunal impõe o pagamento do débito trabalhista; R$ 115 milhões são decorrentes de acordos homologados e R$ 19 milhões foram pagos espontaneamente pelo devedor.

O balanço também aponta que o Tribunal julgou mais processos que recebeu em 2018. No total, foram solucionados pela primeira e segunda instâncias 91.967 processos envolvendo litígio entre trabalhadores e empregadores, enquanto 53.813 ações foram ajuizadas.

A atividade jurisdicional do TRT11 também rendeu, em 2018, uma arrecadação aos cofres da União de R$ 47,5 milhões entre recolhimentos previdenciários, imposto de renda e custas judiciais.  

Sobre o TRT11

O TRT da 11ª Região tem jurisdição nos estados do Amazonas e Roraima e conta com 19 Varas do Trabalho em Manaus, 3 Varas em Boa Vista/RR, além de 10 Varas no interior do Amazonas, nos Municípios de Parintins, Itacoatiara, Eirunepé, Tefé, Manacapuru, Coari, Humaitá, Lábrea, Tabatinga e Presidente Figueiredo. No total, atuam no Regional 47 Juízes e um quadro de 1.144 servidores. Compõem o Tribunal Pleno 14 Desembargadores.

Eficiência reconhecida pelo CNJ

O Relatório Justiça em Números 2018, produzido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e divulgado em agosto de 2018, apontou que o TRT11 está entre os Tribunais mais produtivos e apresenta menor taxa de congestionamento do país. Conforme consta no documento, a Justiça do Trabalho do Amazonas e Roraima alcançou, pelo terceiro ano consecutivo, 100% de eficiência no Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus).

Este índice é resultado da taxa de congestionamento versus produtividade dos magistrados, produtividade dos servidores e despesa total do órgão. Dentre os 24 Tribunais do Trabalho do País, além do TRT11 apenas mais três alcançaram a eficiência máxima: TRT2, TRT15 e TRT8. Ainda segundo o relatório, o TRT11 é o que apresenta menor taxa de congestionamento total (42,6%). O primeiro grau do Regional destaca-se como o menos congestionado do Brasil, com 40% de taxa de congestionamento.

Selo Diamante

Também em 2018, o TRT11 foi agraciado com o Selo Justiça em Números na categoria Diamante, concedido pelo CNJ. A premiação ocorreu durante o 12º Encontro Nacional do Poder Judiciário, em Foz do Iguaçu (PR), no dia 3 de dezembro, e é um reconhecimento aos tribunais que mais se destacaram na produção, gestão, organização e disseminação das informações administrativas e processuais.

O prêmio possui as categorias Diamante, Ouro, Prata e Bronze. Dos 91 Tribunais, além do TRT11, apenas mais três foram agraciados nessa edição com o Selo Diamante. O TRT11 já havia conquistado durante quatro anos consecutivos o Selo Ouro.

 

Veja Também