Polo Industrial de Manaus

COMPARTILHE

Jair Bolsonaro tem agenda marcada no dia 9 de abril em Manaus

Na conversa com o presidente, coronel Alfredo tratou de mudanças no sistema de PPBs, com a redução do prazo de 120 para 45 dias para a aprovação do processo para fabricação pelas empresas

Por Antonio Parente

09 Mar 2019, 09h18

Crédito: Divulgação

Em coletiva concedida na sede da autarquia, nesta sexta-feira (8), o dirigente da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) Alfredo Menezes, abordou temas discutidos em reunião com Jair Bolsonaro, e destacou possível visita do presidente no dia 9 de abril às fábricas da Samsung e Moto Honda. O pré-agendamento da visita tem o objetivo de levar a realidade do modelo econômico do Estado ao ministério da economia para buscar soluções de melhoria para o PIM (Polo Industrial de Manaus).

“Temos um pré-agendamento do presidente que poderá vir a Manaus após uma série de visitas de uma agenda intensa. Discuti com ele e fiz uma proposta para ele visitar Manaus. Ele vai visitar a fábrica da Samsung e Moto Honda, ele quer acompanhar o processo produtivo dessas empresas. O governo reconhece a importância do nosso modelo e quer presenciar sua capacidade produtiva”, afirmou o superintendente.

Entre os assuntos da reunião com o presidente, ele salientou algumas mudanças no sistema de PPBs (Processo Produtivo Básico), como a redução do prazo de 120 para 45 dias para a aprovação do processo para fabricação pelas empresas, e assim elas implantarem de forma rápida suas operações no PIM. Ele enfatizou, que o Ministério da economia enxerga de uma maneira muito positiva a postura da autarquia de levar celeridade a parte do PPB, por impactar na produção e competitividade dos produtos na região.

“O foco hoje da Sepec (Secretaria de Produtividade, Emprego e Competitividade) é que o processo seja destravado e desburocratizado para dar mais agilidade e gerar desenvolvimento na região. O que nós temos é o compromisso do nosso ministro vir a Manaus nos próximos 30 dias já para trazer a novidade que estamos desenhando há dois meses trabalhando em cima disso. Acreditamos que esse prazo caia para 45 ou no máximo 60 dias”,  disse

Além disso, falou da reunião do CAS (Conselho Administrativo da Suframa) que ainda não tem data prevista para acontecer, mas que levou ao ministro pautas consideradas relevantes que precisavam ser vistas, independente de acontecer a reunião do conselho ou não. “Em relação ao CAS não existe uma regra para as reuniões, o que temos de concreto é que houve uma fusão dos ministérios, e dentro dessa fusão ainda não foi definida dentro do ministério da economia os componentes do CAS. Quando o conselho for definido será marcada a primeira reunião”, disse.

Além disso, ele destacou  que o emprego dos recursos do P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), está sendo revisto pela secretária para que possam gerar mais valor agregada à cadeia produtiva da região. “O que as empresas receberam nos últimos anos e qual o resultado dos produtos que ela colocou aí? O que gerou de emprego e  economia para a região?”, frisou.

Por fim, o superintendente destacou a sessão solene, de iniciativa do Deputado Federal Capitão ALberto Neto (PRB), que será realizado no congresso em Brasília, para comemorar os 52 anos da Suframa. “Será um grande momento porque poderemos mostrar o trabalho e a importância da autarquia para o Brasil. queremos resgatar o protagonismo da nossa autarquia”, disse.

 

Veja Também

Artigo

O rumo da catraia

09 Mar 2019, 16h09