Comércio

COMPARTILHE

Dia das Mães ainda pode render lucro ao comércio

45% dos consumidores afirmam que pretendem gastar mais no Dia das Mães deste ano

06 Mai 2019, 17h48

Crédito: Divulgação

Segundo pesquisa do Google Survey, 45% dos consumidores afirmaram que pretendem gastar mais do que gastaram no ano anterior com o presente do dia das mães. 2018 representou o melhor desempenho durante o período no varejo nos últimos cinco anos e tudo indica que 2019 também será um grande ano. A data é uma oportunidade para o comércio e a comunicação das empresas será decisiva para as boas vendas deste ano. Saiba como preparar sua loja e impulsionar suas vendas.

Maternidade real

Fugir do padrão na hora de se comunicar é uma excelente saída que vai de encontro com as tendências do consumo. Segundo a pesquisa do Google Survey, 36% das mães não se sentem representadas pelo personagem da “mãe perfeita”, tão usado nas propagandas da data. A pesquisa mostrou que quatro em cada 10 mulheres acham que ser mãe é uma tarefa difícil e apenas uma em cada cinco mulheres sente que pode falar publicamente sobre as dificuldades da maternidade. Por isso elas não se sentem representadas pela super heroína / mãe perfeita. Usar exemplos de maternidade real, retratando-as sem maquiar as dificuldades, pode aproximar a marca do seu público.

Distribuindo os presentes

A pesquisa do Google apurou que os principais presentes que os filhos pensam em comprar são: roupas, sapatos, acessórios, perfumes, cosméticos, chocolates e flores. Isso reforça que a data é das mães e não da casa. Sabendo disso, pensar na exposição destes produtos de forma estratégica é essencial para chamar a atenção e estimular a venda. “Pensar no trade marketing com base em dados ajuda os lojistas e as indústrias a impulsionarem as vendas ao passo que oferecem, frente aos olhos do consumidor, exatamente o que ele está procurando. Para garantir a execução perfeita em loja, tecnologias como o Agile Promoter ajudam a desenhar um panorama completo das vendas. Um software especializado consegue fornecer informações precisas desde os itens com mais saída até a eficácia da execução em loja, tudo a partir da transmissão de informações do PDV em tempo real para as marcas”, destaca Pedro Galoppini, CPO da Involves.

Organizando a loja

A data irá impulsionar também pequenos varejistas. Segundo a pesquisa, 6 a cada 10 pessoas dizem estar dispostas a fazer compras em uma nova loja. O gasto médio no presente de dias das mães é de R$ 286 e para esse ano a maioria dos consumidores (29%) pretendem gastar um valor entre R$ 51 e R$ 100. “Uma dica para o varejista é ter um bom estoque preparado e organizado para a data. Muita gente deixa para comprar em cima da hora, na véspera do dia, nesses momentos o consumidor só quer uma solução que seja rápida e também especial para o presente. Se sua loja possui essa solução, ela irá fidelizar esse consumidor, que passará a comprar na sua loja em outros momentos”, comenta Tiago Vailati, CEO da Hiper, empresa da Linx com foco no desenvolvimento de soluções de gestão e vendas para o micro e pequeno varejo.

Agilizando as entregas

Quase metade dos entrevistados pelo Google Survey admitiram que deixam para última hora a compra do presente do dia das mães. Uma estratégia para e-commerces agilizarem as entregas é oferecer o serviço de “clique-e-retire-em-loja” e auxiliar o cliente que deixou as compras para o último momento. “Esse modelo de entrega faz parte do omnichannel, que é a convergência das operações físicas e virtuais entre o comércio e os compradores. O serviço pode ser um fator decisivo na hora da compra, já que é uma ótima opção para quem precisa ter o presente em mãos a tempo de entregá-lo no domingo. A retirada em loja não só é útil em datas especiais, como é uma das tendências para o e-commerce este ano”, conta Dayana Paro, analista de marketing na HostGator Brasil.

Veja Também