Entretenimento

COMPARTILHE

Covers e fãs, eternos abnegados por seus ídolos

Se o grupo musical não existe mais, então o negócio é curtir os covers, tão bons quanto os originais

Por Evaldo Ferreira @evaldo.am @JCommercio

03 Set 2019, 20h54

Crédito: Evaldo Ferreira e Divulgação

Cover é aquele fã que não se contenta em apenas admirar seu ídolo ou grupo musical. Ele quer ser como eles. Quem quiser conhecer dois exemplos de bandas covers amazonenses, uma dos Beatles e outra da Engenheiros do Hawaii, poderá ir a seus shows neste feriadão.

A Black Mersey se apresentará no dia 6, sexta-feira, no Teatro Manauara, às 21h; e a Highway fará seu show na sede do fã-clube da Engenheiros no dia 7, sábado, às 20h30, esta, comemorando os 21 anos do fã-clube da banda gaúcha que acabou há onze anos.

“Já era fã dos Beatles quando, há onze anos, vi um show da Beatles Abbey Road, no Studio 5, e quis ter uma banda como aquela. Como já ‘arranhava’ um violão e arriscava no piano, montei a Black Mersey (Black do rio Negro e Mersey é o rio que corta Liverpool). Desde então não parei mais com a banda, pela qual já passaram vários músicos”, contou Rafael Marques.

Mesmo quando morou em São Paulo por dois anos, Rafael não se afastou das covers.

“Toquei na New Beatles Brasil, na Beat Beatles e conheci Sandro Peretto, o mais famoso cover de John Lennon na última fase do grupo. De volta a Manaus, reativei a Black Mersey”, falou.

Neste show de sexta-feira, Sandro Peretto virá a Manaus para fazer uma participação especial junto com a Black Mersey.

“Sou fã dos Beatles, mas não coleciono nada deles. Só o Felipe, o baterista, tem discos, camisas e outros objetos relacionados à banda, e temos um amigo, o Thiago, que tem um autógrafo do John Lennon, com certificado e tudo, comprado num leilão, em Las Vegas”, revelou.

“Fazemos muitos shows em casamentos e aniversários; no Cent Beer, pub onde só tocam bandas de rock e a decoração é toda Beatles; e ao menos duas vezes por ano realizamos shows especiais em teatros como o Amazonas e o Manauara”, relatou.

“Já temos onze anos de estrada e um público fiel. No Instagram temos dois mil seguidores e até hoje tem gente que vem perguntar se nós somos de São Paulo. Não sei por que São Paulo”, riu.

“Nosso público é de todas as idades, de crianças a senhores que conheceram os Beatles. O que eu acho bacana é as pessoas cantarem as músicas junto com a gente, inclusive as crianças. Neste show de agora iremos da fase do terninho à dos cabelos longos dos rapazes de Liverpool, quando o Peretto fará sua participação especial”, adiantou.

Fã-clube com banda cover

Nenhuma banda brasileira extinta faz tanto sucesso como a Engenheiros do Hawaii, talvez por isso seu fã-clube de Manaus, o Até o Fim, reúna abnegados 500 fãs de carteirinha, mais 2.000 simpatizantes entre 20 e 50 anos de idade, e esteja completando 21 anos de existência neste ano, tão ativos e apaixonados como quando os rapazes de Porto Alegre ainda cantavam juntos tendo à frente Humberto Gessinger, autor de todas as músicas do grupo e ainda atuante em carreira solo. Gessinger fez show em Manaus, ano passado, e os integrantes do Até o Fim estavam lá.

“Já integrei outras bandas cantando algumas músicas da Engenheiros, mas agora resolvi criar a Highway, que será a oficial do fã-clube e só tocará as músicas da banda gaúcha, todas, as de maior sucesso e as desconhecidas”, adiantou Jonathas Oliveira, vocal da Highway.

“Tem outras bandas em Manaus, que só tocam algumas músicas da Engenheiros nos seus shows, mas os fãs não querem isso. Querem uma banda 100% cover”, falou Rafael Leite, um dos maiores colecionadores da Engenheiros do Hawaii em Manaus.

Rafael tem os 7 vinis, 18 CD’s, 7 DVD’s, 5 CD’s solos, os cinco livros escritos por Gessinger, mais camisas, recortes de jornais, posters, cartões postais e cartas recebidas do artistas em resposta às enviadas por ele e, detalhe: a maior parte de suas peças de coleção está devidamente autografada por Humberto Gessinger.

“Ano passado, quando ainda não éramos Highway, fizemos um show no Largo de São Sebastião e o público cantou e dançou as músicas da Engenheiros. Apesar de a banda ter acabado em 2008, suas músicas continuam fazendo muito sucesso. Nos seus shows solo pelo Brasil, Humberto Gessinger nunca deixou de fazer sucesso”, falou Jonathas.

“Ele tomou conhecimento de nosso fã-clube em 2009 e desde então nos recebe e nos trata com muito carinho quando vem a Manaus. É um multi-instrumentista, autor de todas as mais de 200 músicas da Engenheiros. A banda acabou porque, como em quase todas as bandas, eles se desentenderam e o Humberto achou melhor seguir só”, completou.

“Agora, com a Highway, vamos continuar realizando nossos shows, oficialmente como covers e banda do Até o Fim”, concluiu.

Serviço

O que: Show da Black Mersey

(Rafael Marques, baixo e vocal; Felipe Pereira, bateria; Jean Carlos, guitarra; Sandro Peretto, guitarra, participação especial)

Onde: Teatro Manauara

Quando: Dia 6, sexta-feira, às 21h

Informações: 9 8119-7100

___________________________

O que: Show da Highway

(Jonathas Oliveira, vocal; Ney Pinheiro, guitarra; Ageu Alfaia, guitarra; Carlos Lima, baixo; Lucas Feitosa, bateria)

Onde: Rua Arara, 1, Cidade Nova 2, sede do fã-clube Até o Fim

Quando: Dia 7, sábado, às 20h30

Informações: 9 8848-4784