Varejo

COMPARTILHE

Black Friday da Independência tem adesão em Manaus

Por Andréia Leite

04 Set 2019, 13h37

Crédito: Divulgação

No Amazonas, ao menos quatro shoppings vão aderir à campanha “Semana do Brasil”, que começa dia 6 e vai até dia 15 de deste mês. Representantes dos centros de compras, comemoram a iniciativa e consideram que a data vai fortalecer o comércio varejista num período em que a economia é morna. 

Como é o primeiro ano de adesão, o presidente da Alasc (Associação de Lojistas do Amazonas Shopping), André Gesta, observa como uma grande novidade para o setor e acredita que o apoio à iniciativa traga movimento num mês que é difícil para o comércio. “Por conta do feriado geralmente essa época não é favorável para os lojistas. Mas a ideia traz ânimo e se for um sucesso como outras campanhas e um ponto positivo para o setor”. 

Ele frisa que os descontos praticados no mês de julho com as férias escolares e o Dia dos Pais, devam manter-se impulsionados com o reforço da “Semana do Brasil”. E espera que a data der certo e entre no calendário como mais uma opção para atrair os consumidores. “É uma grande sacada porque é um mês praticamente de datas perdidas. E surge como estímulo e vai funcionar muito bem. Alguns dos nossos lojistas já se preparam para dar descontos e vários produtos”. 

O superintendente do Amazonas Shopping, Rodrigo Vabo, ressalta que essa é uma oportunidade para adquirir produtos com desconto especiais. Ele lembra que no próximo dia 13 de setembro, o Governo Federal irá liberar o chamado “Saque Aniversário” do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor de R$ 500. “É um dinheiro extra que pode ser usado para  adquirir um novo bem”, frisou.

Na mesma pegada que a Black Friday, a ideia é que as lojas participem e façam as promoções de seus produtos. Nessa curva, o Manaus Plaza Shopping anuncia sua participação na campanha. A gerente de marketing do centro comercial, Luciana Carvalho, explica que a adesão da campanha é para dar aos clientes mais uma oportunidade de comprar com preços especiais. “Setembro sempre é o mês mais fraco no varejo, não têm datas comemorativas relacionadas a vendas, então a escolha do governo federal foi perfeita”, diz a gerente.

Ela conta ainda que a expectativa de fluxo com essa campanha, além de estimular as vendas, faz o estoque girar, e a meta é aumentar 13% o fluxo de pessoas e 7% no valor de compras em relação ao mesmo período do ano passado. Algumas lojas vão ofertar produtos de 30% a 75% de descontos. 

Na mesma direção, o Shopping Ponta Negra prepara as vitrines para receber a decoração verde e amarela. O superintendente do mall, Magno Duarte, reitera que será uma grande liquidação de serviços e produtos, com destaque para o segmento de calçados, vestuário e beleza”.

As lojas do Millennium Shopping que aderiram à ação estarão com vitrines decoradas e bem coloridas para atrair os consumidores amazonenses. E, para aproveitar o clima, o shopping também conta com ativações para os frequentadores, como apresentação de fanfarras, brincadeiras e personagens distribuindo balões.

O empreendimento espera aumento de 4,50% nas vendas e 20% no fluxo de visitantes. Os clientes aproveitar também as ofertas em lojas de diversos segmentos, como moda, cosméticos e eletrônicos.

Opinião

“A gente sabe que o período de setembro é um período de transição  entre o ciclo de férias escolares do meio do ano e as férias do fim do ano. Há uma espécie de recuperação financeira. É nesse período que obtém-se fôlego financeiro para para voltar a ter um consumo maior no fim do ano”, explica o economista Eduardo Souza. 

Ele detalha que quando se consome mais ou incentiva esse tipo de consumo tende a aumentar com o aumento da compra e nessa carona aumenta a produção, aumentando a produção precisa gerar mais emprego. E o consumo acaba sendo a mola propulsora para o aquecimento do mercado interno, então essa política no âmbito econômico visa aquecer o mercado num período que historicamente frio.

“É positivo porque estimula e dá oportunidade para o consumidor adquirir produtos com um bom custo-benefício e isso vai ser positivo para os dois lados. O empresário vai ter um volume de venda acima do esperado em relação a setembro passado devido a esse incentivo”. Mas o economista alerta que o mais  importante é que o consumidor saiba pesar bem os gastos nessas promoções e a real necessidade adquirir esse produto, porque ao mesmo tempo que o governo está incentivando ele pode está criando um problema porque se as pessoas começam a consumir desordenadamente isso pode gerar uma dívida acarretando no endividamento.

Lojas participantes

Lojas de vários segmentos, como roupas, calçados, cosméticos, eletrônicos e joalherias já confirmaram a participação na campanha.

No Amazonas Shopping, entre as lojas participantes, que estarão com produtos com preços promocionais, estão Ad Life, Adji, Aleatory, Avatim, Bagaggio, Bunnys, Cisne, Dulima, England, Espaço Amanda, Espaço Laser, Eveiza, Eye Center, Fini, Granada, Habibs, Jogê, Katleya, Latam, Maybeline, Mirai, Boticário, OI, Ótica Avenida, Panda Pool, Prime Assessórios, Ragazzo, Scala, Skechers, Turma da Moda, Via Uno, Yes, Zinzane, 100% bijoux, Taco, Comepi, Riachuelo, Renner e Centauro.

Algumas participantes do Manaus Plaza Shopping são: Tvlar, Rock Dog Pet Shop, Bella Costura e Flor Liz. Terá também Comepi, Miranda Paper Book, Eurosono, Tropy Family, Moda Story, Importadora Povão, Alemã Gourmet e Dream.

Campanha

Inspirada no varejo americano, a Semana do Brasil celebra os 197 anos de Independência do País. A ação aproveita ensejo de feriados nacionais históricos para movimentar comércio e turismo no País. A campanha criada pelo Governo Federal visa suprir a ausência de uma data comercial no mês da comemoração da Independência do Brasil.

Veja Também