Tecnologia

COMPARTILHE

A praticidade do Linux

As pessoas ainda desconhecem as vantagens disponibilizadas pelo sistema operacional Linux

Por Jornal do Commercio

17 Jan 2019, 18h13

 

Lançado oficialmente em 1992, pelo programador finlandês Linus Torvalds, até hoje o Linux continua como exemplo de software livre e código aberto, indicado principalmente para pessoas que desejam trabalhar com computação de uma forma mais simplificada. Mas, o que é o Linux?

            “O Linux é um sistema operacional cuja diferença para o Windows, utilizado pela grande maioria das pessoas no mundo, é a praticidade, embora essa grande maioria de pessoas não saiba disso. O Linux utiliza o kernel (núcleo, em português), que possibilita o desenvolvimento de variados sistemas ao redor dele”, explicou Adriano Queiroz Sobrinho, eletrônico técnico, proprietário da Pandatitan Informática, um apaixonado pela criação de Torvalds.

            “Para facilitar o entendimento, o kernel, esse núcleo do Linux, é encontrado na automação, nos servidores, nos celulares Android, nos relógios 100% digital, nas geladeiras com display, apenas para citar alguns exemplos”, disse. “O kernel inicia e gerencia outros programas que fornecem o acesso aos recursos do sistema como os software livres de shells, compiladores, bibliotecas-padrão e os comandos que fazem parte do Projeto GNU, projeto este iniciado em 1983 cujo objetivo era criar um sistema operacional baseado em software livre”, completou.

            “Atualmente eu me considero um dos maiores especialistas em Linux, em Manaus. Agora, em 2019, a Pandatitan Informática irá completar 13 anos de funcionamento atuando em três áreas: consultoria, treinamento e suporte técnico. Nas áreas de consultoria e treinamento, organizamos vários cursos periódicos aqui mesmo em nosso laboratório, enquanto no suporte técnico, atendemos empresas diretamente nas suas dependências”, falou.

 

            Diferenças entre Windows e Linux

            “Por que eu gosto do Linux? Porque ele foi criado para ajudar, para facilitar a vida das pessoas, sem falar que a possibilidade dele pegar um vírus é ínfima, e ainda é disponibilizado gratuitamente no mundo todo. Quando o Linus o desenvolveu, ele fez questão de dá-lo para o mundo”, contou. “Eu procuro saber tudo sobre esse sistema. À medida que o Linux vai sendo desenvolvido por outros programadores, eu já me informo sobre essa evolução para repassar aos meus alunos, nos cursos aqui da Pandatitan”, afirmou.

            “Qual a diferença do Windows para o Linux? Para ficar mais fácil a compreensão, diria que o Windows foi pensado para aquelas pessoas que querem ter o controle sobre uma empresa, por exemplo. Para quem tem comércio. Já o Linux é indicado para qualquer atividade que não tenha objetivo comercial. Um jornalista que estiver escrevendo um texto sobre um determinado assunto pode escrever palavras chave sobre esse assunto no buscador do Linux e ele, automaticamente, irá procurá-las fazendo aparecer tags sobre o texto que o jornalista estiver escrevendo”, informou.

            “Um advogado pode captar dados e formulações jurídicas de peças processuais, como uma petição, por exemplo. O advogado escreve o texto e o Linux se encarrega de colocar esse texto no linguajar jurídico, que é exigido na apresentação dessas peças. Um artista, de qualquer área, terá ferramentas e aplicativos fáceis de serem utilizados em edição de áudio e vídeo, modelagem, desenho artístico e desenho técnico entre outros. Pessoas que trabalham com redes sociais podem gerenciá-las através do Linux e ele é ideal para quem também trabalha com computação gráfica. Tudo isso de forma gratuita. Diria que 90% do que o Linux disponibiliza para seus usuários é gratuito”, afirmou.

            “Uma coisa que quase ninguém sabe é que os computadores da Dell e da Lenovo têm como sistema operacional o Linux e, por isso, deveriam custar nas lojas entre R$ 800, e R$ 1.000, a menos do que aqueles com Windows, exatamente por serem sistemas gratuitos, mas não é o que se vê”, lamentou.

            São tão variados os cursos básicos, avançados, profissionalizantes e workshops realizados na Pandatitan Informática, que o ideal é solicitar lista desses cursos através dos 9 9125-9909 e 9 8816-9101.

 

            Não é crime fazer cópia do Linux

            A diferença mais marcante entre Linux e Windows é o fato do primeiro ser um sistema de código aberto, desenvolvido por programadores voluntários espalhados por toda internet e distribuído sob a licença pública GPL. Enquanto o Windows é software proprietário, não possui código-fonte disponível e você ainda precisa comprar uma licença pra ter o direito de usá-lo.

Você não precisa pagar nada para usar o Linux. Não é crime fazer cópias para instalá-lo em outros computadores. A vantagem de um sistema de código aberto é que ele se torna flexível às necessidades do usuário, tornando assim suas adaptações e ‘correções’ muito mais rápidas. Desde a sua criação o Linux tem milhares de programadores espalhados pelo mundo pensando apenas em fazer dele um sistema cada vez melhor.

O código-fonte aberto do sistema permite que qualquer pessoa veja como ele funciona, corrija algum problema ou faça alguma sugestão sobre sua melhoria, esse é um dos motivos de seu rápido crescimento, assim como da compatibilidade com novos hardwares, sem falar de sua alta performance e estabilidade.